Se você quer saber a melhor opção entre amortizar no prazo, na parcela ou investir seu dinheiro, descubra a melhor opção no nosso Relatório de Amortização

Comprar carro sem entrada: saiba como funciona esse financiamento!

Assinar Podcast Educando Seu Bolso no Apple Podcasts
Assinar Podcast Educando Seu Bolso no Spotify
Assinar Podcast Educando Seu Bolso no Google Podcasts
Assinar Podcast Educando Seu Bolso no Castbox

Comprar um carro é um sonho para boa parte dos brasileiros. Assim que chegamos a maioridade, logo pensamos em tirar nossa habilitação. Mas a parte difícil desse sonho é juntar o dinheiro para comprar o carro, ou a moto. Se você quer ter um veículo e não tem o dinheiro para dar entrada em um financiamento, saiba que existe uma opção que pode servir para você: o financiamento sem entrada!

Geralmente os bancos tradicionais, como Caixa, Itaú, pedem ao menos 10% do valor do veículo como entrada para o financiamento. Isso quer dizer que: se você quiser comprar um carro de R$40.000,00 é preciso desembolsar por volta de R$4.000,00 logo de cara. O que pode ser um pouco caro para quem tem o orçamento mais apertado. Mas existem outros jeitos de conseguir comprar carro sem entrada. Então, nesse texto vamos te ajudar a entender melhor as opções de financiamento sem entrada!

rua com carros estacionados

Como funciona o financiamento sem entrada?

Diferente da maioria dos financiamentos que estamos acostumados a ver no mercado, o financiamento sem entrada permite que você divida o valor integral do carro em parcelas. O que quer dizer que quando você compra o carro sem entrada, você não precisa dar nenhuma quantia logo de cara.

Onde fazer o financiamento sem entrada? 

Existem algumas instituições que fazem esse financiamento, veja abaixo:

Concessionárias e Lojas de Veículos

Você já deve ter visto algumas concessionárias oferecendo financiamento sem entrada. Mas não são muitos bancos que oferecem essa modalidade de crédito. No caso das concessionárias e das lojas de carros existe um truque, que faz com que esse financiamento seja possível. Quando se trata de carros usados, as concessionárias passam para os bancos um valor mais alto do que o carro realmente vale, e a quantia excedente serve como a entrada. 

Vamos imaginar que você queira financiar um carro que custa R$30.000,00, mas o banco pede pelo menos 15% de entrada. Nesse caso, a loja ou concessionária passa a informação para o banco de que o carro vale R$35.000,00. O valor extra, R$5.000,00, será usado como entrada. Ou seja, você não teve, de fato, que dar uma entrada. Mas, para o banco você deu uma entrada de 15%. 

Por isso, é mais fácil conseguir fazer esse tipo de financiamento em uma loja ou em uma concessionária do que em um banco. Essa prática é mais comum na compra de carros usados, pois nesse caso é mais difícil a valoração do automóvel. Agora, se você está pensando em comprar um carro novo, provavelmente a sua melhor opção será procurar um banco.  

 

Motoristas de aplicativo de carona

Com o grande aumento do desemprego no nosso país, muitas pessoas procuram amparo no emprego informal. Dirigir em aplicativos de carona é um desses serviços que atrai muitas pessoas. Se você trabalha na Uber, 99 pop ou Cabify, as condições para comprar um carro podem ser boas. Algumas lojas oferecem financiamento sem entrada exclusivamente para esse público. Invest Car e X Car, por exemplo, oferecem condições diferenciadas para motoristas de aplicativo

 

Bancos 

O Banco do Brasil faz o financiamento sem entrada, mas não é fácil de conseguir. Além disso pode não ser a melhor opção para você. No caso do Santander, dependendo do seu score, também é possível fazer um financiamento sem entrada. O banco não oferece essa modalidade de financiamento para todo mundo. Para fazer a simulação é preciso colocar o seu CPF e sua data de nascimento para que, desse modo, eles possam checar o seu score e assim oferecer, ou não, o financiamento sem entrada. O Bradesco também oferece esse tipo de financiamento se o carro for 0km, mas como nos demais, é necessário ter o perfil aceito pelo banco. 

Nos outros bancos não é possível financiar 100% do valor do veículo. A maioria dos bancos pedem alguma porcentagem de entrada. O Itaú, por exemplo, exige 10% do valor do veículo na entrada. 

 

Análise do perfil do cliente

Mas, pode surgir a dúvida: quem consegue fazer o financiamento sem entrada pelo banco? Mesmo que o banco trabalhe com essa modalidade de crédito, ele não oferece esse financiamento para todos os clientes. Os bancos são cuidadosos e não querem levar prejuízo. Por isso, eles fazem uma análise criteriosa de perfil, então para esse tipo de crédito ser liberado é preciso que o cliente tenha um bom score de crédito.

 

Vantagens do financiamento sem entrada 

A grande vantagem de fazer um financiamento sem entrada é poder ter acesso ao veículo sem ter que esperar um tempo para acumular uma reserva financeira. Ou seja, você não precisa ter dinheiro guardado para sair com o carro da concessionária.

Para alguns, esse financiamento pode ser uma maravilha. Por exemplo, se você precisa do carro imediatamente e não possui nenhuma reserva financeira para dar de entrada, essa modalidade de financiamento é uma boa maneira de solucionar esse problema. 

 

Desvantagens do financiamento sem entradafinanciar carro sem entrada pode ser uma opção para quem precisa de um carro

Se por um lado você pode ter o carro imediatamente, por outro, o preço do financiamento pode pesar bastante no orçamento. 

As taxas de juros em um financiamento sem entrada são mais altas do que em um financiamento tradicional. Em alguns casos, as taxas de juros podem ser um pouco parecidas, mas o preço total pago aumenta bastante pois o valor financiado é maior quando você não dá entrada.

Vamos imaginar que Guilherme e Marcela compraram o mesmo carro, que custa 35 mil reais. Guilherme fez um financiamento sem entrada, logo o valor financiado foi de 35 mil reais. Então, os juros serão calculados com base nos 35 mil reais. Já Marcela, deu uma entrada de 5 mil. Logo, o valor que Marcela financiou foi 30 mil reais. Assim, os juros serão calculados com base em 30 mil reais. Ou seja, mesmo que as taxas de juros fossem as mesmas, Guilherme iria pagar um valor maior do que Marcela.

 

Financiamento sem entrada X com entrada

Fizemos uma simulação do financiamento sem entrada e uma simulação de um financiamento com 20% de entrada. 

Simulamos um veículo de R$ 35.000,00 por um período de 48 meses, no Banco Santander. Na primeira situação (sem entrada) a parcela seria de R$1.084,33, o que daria um total de R$52.047,84. Mas, se você der uma entrada de 20%, R$7.000,00, que representa pouco mais de 6 parcelas do primeiro financiamento, o valor da parcela cairia para R$853,88. Desse modo, ao final do período de 48 meses você teria gasto R$47.986,24. Além de ter pago quase 5 mil reais a menos do que no financiamento sem entrada, você possuiria uma parcela menor. Com essa diferença, você poderia pagar os outros custos do carro.  Afinal, como você já deve saber, um carro te traz uma série de outros custos. 

Veja a tabela de comparação:

Financiamento sem entrada20% de entrada
CET 1.75% a.m.1.67% a.m.
EntradaR$ 7.000,00
Valor das parcelasR$1.084,33R$853,88
Valor total pago R$52.047,84R$47.986,24

 

Nas imagens abaixo é possível comparar as diferenças de taxas para as diferentes modalidades de financiamento:

  • Financiamento com entrada

Financiamento com entrada, simulação

  • Financiamento sem entrada

Financiamento sem entrada

 

Não consegui meu financiamento sem entrada. E agora?

Quando você não consegue fazer um financiamento sem entrada, outras opções aparecem:

Dividir a entrada

Dividir o valor da entrada no cartão de crédito pode ser uma opção.  Visando aumentar o número de vendas, algumas locadoras estão aceitando que o valor da entrada seja dividido em 10, ou até em 12 vezes no cartão de crédito. A Localiza e a Unidas, são algumas das empresas que estão oferecendo esse meio de pagamento.

O uso do cartão de crédito precisa ser algo muito bem calculado e controlado. Pois os juros nesse tipo de crédito são enormes. Por isso, tome muito cuidado se essa opção te pareceu atrativa. Lembre-se que além das parcelas da entrada, você estará pagando a parcela do financiamento. Além disso, terá despesas com outros custos do carro.

 

Consórcio

Se você só consegue economizar dinheiro quando tem que pagar um boleto e não tem pressa para pegar o veículo, talvez o consórcio possa ser uma boa opção para você. Pois, nesse sentido o consórcio funcionará como uma poupança forçada. Mas se você tem disciplina para separar uma quantia todo mês, aplicar em um bom investimento pode fazer com que você compre seu carro muito mais rápido! É sempre importante pesquisar a melhor maneira de adquirir seu carro para economizar!

 

Carro por assinatura 

Outra saída que pode ser muito vantajosa, dependendo do seu caso, é o carro por assinatura. Essa modalidade é um tipo de aluguel de carro. Pode ser difícil aceitar a ideia de que o aluguel, mas em alguns casos pode ser a melhor opção. Realmente vale a pena comparar, você pode se surpreender! 

 

Guardar dinheiro

Uma das melhores formas de comprar um carro é pagando à vista. Pois além de não pagar juros, você pode conseguir um bom desconto no valor do veículo. Mas, como sabemos que é muito difícil e demorado juntar todo o valor do veículo, economizar pelo menos o valor da entrada é muito importante.

Economizar para a entrada vai te fazer pagar bem menos, como você já viu no texto! Além disso, preocupando-se em guardar dinheiro para a compra do carro, você desenvolve o hábito de poupar. E isso pode te ajudar a ter as suas contas, de uma maneira geral, mais equilibradas e uma vida financeira mais saudável. Por isso, comece a economizar mesmo com pouco dinheiro!

Além disso, preocupando-se em guardar dinheiro para a compra do carro, você desenvolve o hábito de poupar. E isso pode te ajudar a ter as suas contas, de uma maneira geral, mais equilibradas e uma vida financeira mais saudável.

 

Na ponta do lápis

Economicamente, o financiamento sem entrada realmente não é a melhor opção. Por isso, é muito importante ter certeza de que você realmente precisa do carro, e não é só um capricho. Caso você possa adiar a compra por alguns meses, adie! Não comprometa seu bolso com dívidas maiores do que o necessário. 

De qualquer forma, a melhor maneira de economizar e de adquirir seu veículo é comparando. Não deixe de visitar concessionárias e bancos, veja qual instituição te oferece as melhores taxas. É importante comparar pois as taxas variam muito. Dependendo do seu caso, você pode conseguir melhores taxas nos bancos, ou nas concessionárias. Você também pode usar nosso Simulador de Financiamento de Veículo, lá é possível comparar o valor de cada banco!

Qualquer dúvida ou sugestão deixe aqui nos comentários!

 

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *