Livro Educando Seu Bolso
Escolha a melhor máquina de cartão de crédito para seu negócio.

Escolha a melhor máquina de cartão de crédito para seu negócio.

Uma pergunta muito recorrente aqui no Blog é: qual maquininha de cartão é melhor para o meu negócio? Esse é um assunto que sempre rende pano pra manga. Os cartões de crédito e débito são cada vez mais usados pelos consumidores. Oferecê-los em seu negócio é uma arma poderosa, se bem usada, para atrair clientes. Então hoje vou explicar um pouco mais sobre como funciona esse serviço pensando nos comércios de porte pequeno a médio, para que você possa escolher a máquina de cartão que vai maximizar seus lucros!

Contratar um serviço de maquininha de cartão hoje é bastante simples. Pode ser feito diretamente com as administradoras de cartão e empresas de pagamento móvel (Redecard, Cielo, PagSeguro, Paypal, Sumup, Izettle) ou mesmo junto ao seu próprio banco.

A grande maioria das companhias cobram um percentual por venda, porém existem alguns planos nos quais se paga um preço fixo independente do quanto venda. O percentual cobrado depende da função (débito, crédito a vista, crédito parcelado), da maquininha de cartão em si, do tempo de recebimento, entre outros. Pode variar de 2% na compra à vista no cartão de débito, chegando até a 10% na compra parcelada em 10 vezes no cartão de crédito.

Já para a contratação dos planos fixos, oferecidos pela Rede e Cielo (plano controle), existem algumas regras. O custo do plano varia de acordo com seu faturamento. Por exemplo, se você fatura de R$3000,00 a R$4000,00 ao mês paga mais barato que alguém que fatura de R$4000,00 a R$5000,00 ao mês. Esses planos fixos são orientados a pequenos negócios portanto há um teto de faturamento para a contratação.

Quais características da máquina de cartão afetam seu lucro?

É importante levar em conta alguns fatores para escolher o leitor de cartão mais barato. Taxas, preço do aluguel, preço de compra da maquininha, possibilidades de venda (débito, crédito, ticket), planos oferecidos pela empresa, bandeiras aceitas, possibilidades de parcelamento, garantia, etc.

Algumas empresas alugam seus leitores, o que gera um custo fixo mensal independente da quantidade vendida, outras já vendem as maquininhas e após pagar o preço da compra se paga somente a taxa sobre as vendas. Se você precisa reduzir custos fixos, comprar uma maquininha de cartão pode ser interessante a longo prazo.

Outra opção a considerar é a possibilidade de contratar um plano de preço único como mencionado acima. Se seu negócio está começando e seu faturamento se enquadra no teto do plano é uma boa ideia considerá-lo. Calcule quanto pagaria de taxas em suas vendas versus quanto é o preço do plano de preço único. A ideia é encontrar o que lhe dá mais oportunidades (quantidade de bandeiras, possibilidade de vendas, etc) pelo menor preço.

Como as possibilidades de vendas, parcelamentos e bandeiras aceitas vão afetar sua escolha varia de negócio para negócio. Se seu cliente costuma comprar a vista não é de grande ajuda uma máquina de cartão que tenha muitas possibilidades de parcelamento. Se seus clientes utilizam muito a função Ticket de alimentação é muito importante procurar uma maquininha que atenda bem essa função, ou seja, aceite várias bandeiras por taxas baixas.

Se seus clientes costumam parcelar suas compras é importante ficar atento às possibilidades de parcelamento e como as taxas são aplicadas nas vendas parceladas. Muitas maquininhas antecipam o recebimento por padrão, o que encarece muito a venda. Por isso é importante conferir o tempo que as fornecedoras de maquininhas demoram para repassar o dinheiro. É possível que exista uma opção para receber no dia seguinte as vendas no crédito, inclusive parcelado. Mas cuidado, essa opção está sujeita a taxas de antecipação, que encarecem muito a venda.

Para ter ideia: receber antecipado no crédito parcelado por uma máquina de cartão com taxa fixa de 4% mais a taxa de antecipação de 2,4% ao mês pode chegar a uma taxa de 30,2% sobre o valor da venda para uma venda parcelada de 12 meses. Essa taxa de antecipação incide sobre cada mês uma vez menos no primeiro mês, ou seja, no segundo mês se paga a taxa fixa (4%) mais 2,4%  de taxa de antecipação, no terceiro a taxa fixa mais 2 vezes 2,4%, e assim vai. Apesar de algumas empresas apresentarem essa lógica para a antecipação, esse cálculo pode ser diferente, mas sempre apresenta taxas bem maiores.

Outra coisa que varia é a cobrança ou não da mensalidade para manutenção da sua maquininha de cartão. Em alguns casos é possível não pagá-la e isto pode fazer uma boa diferença. Meu conselho, como sempre, é que você pesquise os melhores preços e condições que sejam compatíveis com o seu negócio.

Descubra agora a melhor maquininha para você.

É por dúvidas como essa que desenvolvemos o Simulador de Máquininhas de Cartão. Ele é a melhor forma para você escolher qual a melhor máquina de cartão para seu negócio. Com algumas informações básicas, ele informa qual máquina de cartão compensa mais para você.

Ranking das mais clicadas no Comparador!

Fique atento: Utilize as mudanças do mercado a seu favor.

Não basta só saber no que ficar atento para comprar a melhor máquina de cartão para seu negócio, com a concorrência no setor, constantemente existem mudanças de taxas e modelos de serviço. Setor onde há concorrência costuma ser setor onde o cliente é feliz. É por isso que estar atento ao mercado é crucial, sempre pode aparecer alguma oportunidade melhor.

Mas além de alterações nos preços, taxas e custos, avanços tecnológicos também têm feito com que as opções de maquininhas hoje disponíveis sejam superiores às do passado. Pegamos como exemplo a Moderninha, maquininha da PagSeguro, que foi lançada com funcionalidades inovadoras. A Moderninha foi o primeiro leitor de cartão a apresentar a possibilidade de conexão wi-fi além do chip com plano de dados. Para um cliente que busca por uma maquininha sem fio esse é um fator importante a se considerar, conexão por chip nem sempre é tão estável quanto a conexão wi-fi e essa estabilidade pode ser importante na hora de fechar vendas.

Algumas atualizações que a PagSeguro também fez na Moderninha foram:Moderninha, máquina de cartão de crédito da pagseguro

  • A Moderninha passa a aceitar novas bandeiras de cartões. Além de MasterCard® e Visa, nas funções débito e crédito, e Ticket na função refeição, também aceitará Elo, American Express, Hipercard e Diners Club International, todos na função crédito.
  • E como dito antes, os proprietários da Moderninha Wifi contam com mais uma opção de conexão: além do chip com planos de dados incluso, ela tem acesso via rede sem fio (Wifi) para que empreendedores e negócios de todos os portes não percam nenhuma venda. Ou seja, amplia-se a possibilidade de conectividade.

Tire proveito das mudanças nas máquinas de cartão.

Como dito acima, ocorrem várias atualizações tanto no mercado como na tecnologia desses produtos. Hoje, graças à concorrência, as maquininhas de cartão aceitam cada vez mais bandeiras, possuem garantias cada vez mais longas – a SumUp por exemplo possui garantia de 10 anos no leitor SumUp Top – vem em formatos cada vez mais acessíveis, já é possível utilizar o smartphone para fazer vendas por cartão – A Cielo por exemplo apresenta essa função no Cielo Mobile, apesar de ter taxas mais caras que maquininhas de cartão convencionais pode ser uma boa por dispensar a compra de uma maquininha – e estão mais fáceis de adquirir.

Fique por dentro dos lançamentos de novas máquinas de cartão e compare a que você já utiliza com as novas. Simule quanto pagaria com a nova maquininha e quais novas possibilidades ela pode trazer. Considere mudar se aparecerem vantagens nessa análise. Para te ajudar temos um Simulador de Máquininhas de Cartão. Ele é a melhor forma para você escolher qual a melhor máquina de cartão para seu negócio.

Dúvidas ao PagSeguro:

Adicionalmente, aproveitamos a ocasião para tentar explorar outras características da Moderninha como solução de pagamento, a partir de dúvidas e perguntas que os nossos usuários vêm nos fazendo. Repassamos ao pessoal da PagSeguro, eles gentilmente responderam e transcrevemos aqui.

Qual é o defeito mais comum?

Não temos um defeito mais comum. Neste item não temos como responder, o mesmo precisaria entrar em contato com a central de suporte, porque cada caso é um caso, e não temos como dar uma resposta padronizada.

Quanto tempo em média se leva pra consertar?

O conserto depende do problema, em geral, se resolve por telefone, em casos extremos é solicitada a troca por uma nova.

Há disponibilização de uma substituta enquanto dura o conserto?

Não

Custos com reparo?

Zero e prazo de garantia de 3 anos

Zero mesmo depois da garantia?

Quanto ao custo após a garantia de 3 anos, ainda não podemos confirmar já que não chegamos neste prazo.

Vocês são as únicas que tem o Wi-Fi?

Até o momento sim, somos os únicos com wi-fi.

E a garantia de vocês, como se compara com as demais?

Quanto a garantia, hoje somos os únicos com 3 anos, os outros possuem menos.

A PagSeguro define limites financeiros por tipo de máquina ou cliente? Qual é a motivação e que cuidados o cliente deve ter pra não correr o risco de perder a venda por falta de limite pra passar o cartão?

A consulta do limite é feita no momento da transação, não há aprovação ou reprovação futuras. No momento da venda, o vendedor consegue saber se foi aprovado.

Estudo de caso: Veja como fizemos para filtrar as melhores opções.

Separamos uma dúvida de um visitante para um exemplo mais sólido. Acompanhando esse exemplo você saberá analisar as opções de leitores de cartão para seu negócio.

O contato:

“Boa noite. Com relação ao estudo comparativo de custo da máquina de cartão, solicito me orientar qual seria a margem de lucro ideal sobre um produto de, por exemplo, R$ 1.000,00, visando amortizar os custos com aluguel, taxas etc, cobradas pelas operadoras, considerando prazo de  03 parcelas.

Alceu”

A resposta:

“Usei nosso Simulador para calcular o custo financeiro mensal total das diversas opções de máquina de cartão. Parti do pressuposto de que R$1.000,00 é o seu faturamento total, recebido na função crédito parcelado em 3 vezes. Teríamos um custo mensal de aproximadamente 5% na máquina de cartão mais em conta. Isto se divide entre 6 pagamentos mensais de R$16,50 equivalente ao custo do adaptador de celular para transformá-lo em uma maquininha de cartão de crédito. O restante, em taxa de desconto. Isto é, aquele percentual que a empresa fornecedora de maquininhas retira de cada um dos pagamentos.

Na solução mais cara, este custo cresce bastante. Passa a aproximadamente 25%, muito em função do pagamento do aluguel mensal – R$140,00. Isto equivale a 14% desses 25%, muito caro, para um faturamento relativamente baixo. Mas mesmo sem o custo do aluguel, há uma diferença grande entre as taxas de desconto mais baratas e mais caras.

Vale também dizer que este cálculo muda caso você venda 10 destes produtos de R$1.000 no mês. Os custos relativos ao faturamento de R$ 10 mil caem, nas duas opções. No caso da máquina de cartão mais vantajosa, vai a aproximadamente 4%. Na mais cara, para 12%. Por isto a importância de usar o simulador com sua melhor estimativa de faturamento.

Finalmente, ressalto que nosso simulador foi preparado com base em informações públicas. Algumas empresas oferecem descontos por volume e ramos de atividade, que não conseguimos captar. Por isso, é muito importante entender que em alguns casos os custos que estamos mostrando são reais. Em outros nossas estimativas são no máximo boas aproximações, sendo necessário confirmar com o fornecedor antes de contratar.

Grande abraço e obrigado pela confiança.”

Educando Seu Bolso

Comparador de Máquina de Cartão de crédito.

Já conhece o Simulador de Máquininhas de Cartão? Ele é a melhor forma para você escolher qual a melhor máquina de cartão para seu negócio. Com algumas informações básicas, ele informa qual máquina de cartão compensa mais para você.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *