O que você está procurando hoje?

Itaú Pula Parcela: A Renegociação facilitada, mas use com moderação!

curso-imobiliário
Educando Seu Bolso
Educando Seu Bolso
Itaú Pula Parcela: A Renegociação facilitada, mas use com moderação!







/

Você que tem o sonho da casa própria e optou por fazer um financiamento, já se viu em uma situação de apuros onde pular o pagamento de uma parcela seria a solução? Agora com o Itaú Pula Parcela você pode fazer isso!

Mas fique esperto, obviamente você não está se livrando da parcela pulada. No fim das contas, o que você está fazendo é uma renegociação do seu financiamento.

Já passou por esse sufoco e quer saber mais sobre essa novidade? Quer entender como funciona e como fazer? Então aproveite nosso podcast de hoje com o Rodrigo Penteado, Head de Produtos da área de Crédito Imobiliário do Itaú.

A conversa está disponível em todos os players acima, o vídeo está no nosso canal do Youtube e, caso prefira, continue a leitura!

 

Porque o Pula Parcela Itaú foi criado?

O processo de contratação de um crédito imobiliário é relativamente rápido. Entrar em contato com a empresa, enviar os documentos, esperar pela análise de crédito e assinar o contrato…

Entretanto, feito isso, você tem uma dívida para pagar que não é nada rápida, podendo chegar até a 30 anos. Sendo assim, o objetivo do Itaú foi criar um produto que auxilie o cliente durante esse longo período que é o de quitar o financiamento.

Ou seja, se a pessoa está apertada, perdeu o emprego ou aconteceu algum imprevisto e ela não tem condições de pagar a parcela daquele mês ela pode pular o pagamento da parcela.

E não só isso, no Pula Parcela Itaú cada cliente tem a opção de pular até 2 parcelas por ano.

Como funciona o Pula Parcela Itaú?

No app você consegue ver como está o andamento do seu financiamento, quanto você está pagando por cada parcela, quantas parcelas você ainda terá que pagar e até quando você terá que pagar.

Então, como o pula parcela Itaú é uma renegociação do seu financiamento, o valor das parcelas puladas é diluído nas parcelas restantes. A simulação de como ficará a sua situação caso você opte por pular você consegue ver no app Itaú.

Sendo assim, você verá, no aplicativo do Itaú, qual será a parcela que você estará pulando, quando será o pagamento da próxima parcela e qual será o novo preço das suas parcelas futuras.

Lembrando que caso você escolha pular apenas uma parcela, você não fica com um “pulo extra” durante os próximos 12 meses.

Um exemplo prático

Imagine que você fez um financiamento em que suas parcelas custam R$2.000,00 por mês e ainda restam 50 parcelas para serem pagas. Porém, você teve um imprevisto e terá que arcar com custos que você não estava esperando para o mês atual e o seguinte.

Nesse caso, você pode optar por pular o pagamento dessas duas parcelas. Ao pular as duas parcelas você está deixando de pagar, no total, R$4.000,00 do seu financiamento.

O que acontece, na prática, é que esses R$4.000,00 serão diluídos nas suas parcelas restantes. Sendo assim, se ainda faltam 50 parcelas para serem pagas, você terá um acréscimo de R$80,00 em cada parcela futura.

Logo, passados os 90 dias, quando sua próxima parcela chegar, ela e, as demais, passarão a custar R$2.080,00.

Ou seja, os valores referentes às parcelas mensais adiadas, incluindo os juros e encargos contratuais, serão diluídos proporcionalmente no restante do contrate. Então, o número de parcelas restantes não diminui para 48 e nem aumenta para 52, ele se manterá o mesmo.

Pensando em fazer um financiamento? Utilize nosso Simulador de Financiamento de Imobiliário e encontre a melhor opção para você!

SIMULE FINANCIAMENTO IMOBILIÁRIO

 

O que o cliente precisa ter em mente ao optar pelo Pula Parcela?

Nem tudo são flores, é preciso que você entenda que as parcelas puladas não somem!

Ou seja, o valor total da sua dívida continua o mesmo. Logo, o Pula Parcela Itaú deve ser utilizado com cautela e organização, em um momento que você realmente precisa e que essa solução será uma aliada.

Então, não adianta pular uma parcela pensando que está se livrando dos R$2.000,00 reais que você tem que pagar. Você ainda terá que pagar os valores pulados, porém, eles serão diluídos nas parcelas restantes do seu contrato.

Dicas sobre financiamento de imóvel que podem valer centenas de milhares de reais.

 

Todo cliente do Crédito Imobiliário Itaú pode fazer o Pula Parcela?

Praticamente! Para poder pular até 2 parcelas por ano do seu financiamento imobiliário é preciso, apenas, que você esteja em dia com seu contrato. Ou seja, não esteja com o pagamento de nenhuma parcela atrasado.

Fora isso, a única coisa que também impede o uso do Pula Parcela é caso o cliente tenha pego o FGTS para amortizar a parcela do mês.

Sendo assim, caso você tenha juntado todas as economias possíveis para dar entrada no seu imóvel e tenha conseguido fazer seu financiamento com o Itaú você já pode, se for necessário, pular as duas primeiras parcelas do contrato.

E se o cliente estiver inadimplente?

Para o cliente Itaú que esteja inadimplente o Pula Parcela não é uma opção. Até porque se você está nessa situação a melhor opção definitivamente não é empurrar com a barriga o problema, e sim ir em busca da melhor maneira para resolvê-lo.

Sendo assim, para quem está inadimplente o Itaú tem outras estratégias de regularização.

Deseja fazer contrato de aluguel de imóvel? Saiba suas opções de garantia!

 

Como está sendo o uso do Pula Parcela?

Essa é uma dúvida interessante porque, imagine, você opta por pular duas parcelas e durante dois meses se vê com um dinheirinho a mais na conta, sejam os R$2.000,00 reais que usamos no exemplo acima. Então, durante 60 dias você tem um fôlego a mais.

Logo, o ideal é você aproveitar essa oportunidade para se reorganizar, pagar suas dívidas, pagar quaisquer cobranças inesperadas que você tenha ou, até mesmo, aproveitar uma viagem de férias com um pouco mais de conforto, contando que isso faça parte do seu planejamento financeiro.

E, de acordo com Rodrigo, é isto que o Itaú tem acompanhado.

Como todo produto, o Pula Parcela foi testado anteriormente, durante a pandemia. Ou seja, época em que várias pessoas passaram a ganhar menos, perderam o emprego e se viram em apuros.

O teste do Pula Parcela durante a pandemia mostrou que as pessoas estavam escolhendo essa solução de forma consciente. Com o objetivo de colocar as contas em dia, retomar o controle da vida financeira e, após 60 ou 90 dias, voltar a pagar o financiamento com mais segurança.

Descubra como funciona a portabilidade de financiamento imobiliário!

 

Só o Itaú tem Pula Parcela?

De acordo com Rodrigo o Pula Parcela é um diferencial do Itaú. O Itaú foi o primeiro Banco a lançar essa opção para seus clientes de crédito imobiliário, logo, não existem concorrentes ainda!

Esclareça as 13 dúvidas mais comuns sobre Empréstimo com garantia de imóvel!

 

Pula Parcela Itaú é uma boa opção?

Para você que entende que o Pula Parcela é uma solução para a hora do sufoco, que deve ser utilizado com cautela, que seu objetivo é que o cliente tenha um fôlego e consiga colocar as contas em dia, sim, o Pula Parcela Itaú é uma boa opção!

Ainda, pensando nas outras opções existentes além de pular uma ou duas parcelas, que seriam atrasar o pagamento da fatura do cartão, usar o cheque especial ou fazer um empréstimo pessoal, o Pula Parcela é mais vantajoso pois os juros são mais atrativos!

Por outro lado, por ser um produto abrangente, pois praticamente todo cliente do crédito imobiliário Itaú pode optar por pular uma parcela, é preciso que as pessoas entendam que ninguém está se livrando das parcelas puladas!

Para optar por pular uma ou duas parcelas do seu financiamento o ideal é que você se planeje para isso. Veja o que você fará com o dinheiro das parcelas, veja como o pulo irá influenciar no valor das suas parcelas futuras e veja se é o melhor momento para pular as parcelas, já que só se pode usar o pula parcela 1x a cada 12 meses.

Continua sendo a melhor opção para você? Então pule, coloque suas finanças em dia e se recupere para quando você voltar a pagar as parcelas do seu financiamento imobiliário!

Caso você sonhe com a casa própria, utilize o Simulador de Financiamento Imobiliário e encontre uma opção que combine com você!

SIMULE FINANCIAMENTO IMOBILIÁRIO

 

Gostou do post? Gostou do podcast? Já utilizou o Pula Parcela? Então deixe um comentário!

12 comentários

  • Olá, gostaria de pedir que corrijam as informações desse artigo, pois estão errôneas.

    Está certo dizer que as taxa de juros não mudam, mas ao diluir o valor das parcelas durante o restante da duração, o valor total a ser pago aumenta. Portanto o exemplo dado, de que as parcelas aumentariam de 2000 para 2080 para um pulo de duas parcelas não está correto (o novo valor de parcela seria maior do que isso!).

    E isso é óbvio: um banco não vai aceitar ficar sem receber duas parcelas sem ser remunerado em nada nesse processo!

    Por favor assistam a esse vídeo do canal Falando em Dinheiro no youtube em que uma simulação é feita da maneira correta: https://www.youtube.com/watch?v=LVHDcVn4kFg

    Espero que façam as correções para passar informações corretas para os leitores.

    Obrigado

    Responder
    • Boa tarde, Silvio!
      Agradecemos o seu comentário e o seu alerta. Já conferi o vídeo que você mandou, e também conferi o nosso material.
      Para que não haja nenhum equívoco na correção (caso essa seja necessária), vamos entrar em contato com o Itaú, mas, mais uma vez, muito obrigada!
      Espero ter ajudado. Se também quiser nos ajudar, gostaríamos de pedir um testemunho sobre o nosso trabalho no linkedin, que assine nossas mídias sociais em youtube, instagram, twitter ou facebook e que compartilhe nosso conteúdo ou clique nos nossos links sempre que possível. Isso não custa nada pra você e nos auxilia a continuar ajudando um montão de gente.

      Responder
  • Utilizei o pula parcela em 24/11/2021, optando por 2 parcelas do meu financiamneto imobiliário. Realmente foi uma ótima opção. Porém, assim como entendi, poderia refazê-lo em 24/11/2022, doze meses após. Estou correta? Poderia me esclarecer essa dúvida? Desde já agradeço.
    Atenciosamente,
    Kátia.

    Responder
    • Bom dia, Katia.

      Sim, foi isso o que entendemos da conversa, um pulo a cada ano. Ou por ano, se preferir. Se de lá pra cá não mudou, semana passada você adquiriu direito de pular novamente, se necessário.

      Espero ter ajudado. Se também quiser nos ajudar, gostaríamos de pedir um testemunho sobre o nosso trabalho no linkedin, ou Google. Que assine e avalie nosso podcast ou mídias sociais em youtube, instagram, twitter ou facebook e que compartilhe nosso conteúdo ou clique nos nossos links sempre que possível. Isso não custa nada pra você e nos auxilia a continuar ajudando um montão de gente.

      Responder
      • Bom dia Frederico Torres, obrigado pela rápida resposta. Então,optei novamente este ano pelo pula parcela na data prevista(24/11/2022), fiz o passo a passo conforme informado no app. Ocorreu normalmente a minha solicitação, porém, fiquei aguardando o comprovante da operação em meu e-mail, no qual não obtive. Entrei em contanto com a central de atendimento, e para minha surpresa,fui informada que não poderia fazer a operação pois não estou elegível devido ao prazo. E só poderei fazê-lo a partir de janeiro 2023. Ficou sendo 12 meses a partir da data da incorporação das parcelas, onde em nenhum momento, está descrito essa condição.
        Conclusão: está faltando clareza em relação ao prazo “12meses¨. Apesar de estar detalhado no meu comprovante que eu poderia utilizar o pula parcela novamente a partir da data 24/11/2022, a atendente me informa que não é possível. Como sou leiga no assunto, busquei a sua ajuda, por ter uma visão mais ampla.E caso houve mudança, as mesmas deveriam estar mais acessíveis aos clientes, para que não sejamos pegos de surpresa assim como eu fui. Desde já agradeço a excelente atenção ao meu caso.

        Responder
        • Pôxa Kátia, que chato!

          Sinto pela sua dificuldade e ressalto que seu relato com certeza servirá de alerta para que outros mutuários de financiamento imobiliário Itaú não passem pelo mesmo desgoto.

          Agradeço enormemente por compartilhar sua experiência conosco.

          Ah, e se também quiser nos ajudar, gostaríamos de pedir um testemunho sobre o nosso trabalho no linkedin, ou Google. Que assine e avalie nosso podcast ou mídias sociais em youtube, instagram, twitter ou facebook e que compartilhe nosso conteúdo ou clique nos nossos links sempre que possível. Isso não custa nada pra você e nos auxilia a continuar ajudando um montão de gente.

          Responder
          • Olá Frederico, boa tarde
            sinto na obrigação de informar que entrei em contato novamente na central de atendimento dia após, e buscando informações, uma nova atendente me informa que o processo do pula parcela foi efetivado. Ótimo. Desta vez peguei o nº do protocolo de atendimento, pois como houve divergências em relação ao atendimento anterior, preferir me precaver. Tendo em vista que não me enviaram o comprovante da operação,onde me alegou que devido ter feito o processo pelo app, não teria condições de me reeviar. Infelizmente a falta de clareza na informação não é só para o cliente, é também com os que devem estar preparados para nos informar quando solicitado.

            Responder
    • Bom dia Marcelo.

      Entramos em contato com o Itaú sobre a alteração de CET e eles nos enviaram a seguinte resposta.

      “Só reforçando, não tem mesmo aumento da taxa. Mas o cliente confunde taxa de juros e CET. O Custo Efetivo Total tem um patamar maior que a taxa de juros, mas é um número que o cliente nunca lembra e quando mostramos ele se confunde. Estamos deixando isto mais claro na experiência, deve entrar até abr/22.

      De bate-pronto temos o exemplo abaixo, feito com o contrato de um funcionário (taxa de 6,2%a.a.)
      Saldo devedor antes do Pula Parcela: 259.655,21
      Saldo devedor após Pula Parcela: 262.785,52 (as parcelas puladas são somadas ao saldo devedor, incluindo encargos e juros contratuais)
      Qtde. parcelas puladas: 2 parcelas (fevereiro e março)
      Taxa de juros antes do Pula Parcela: 6,2%
      Taxa de juros após Pula Parcela: 6,2% (não sofre alteração)
      CET antes do Pula Parcela: 7,23990%
      CET após Pula Parcela: 7,5051%

      Não estamos mudando a taxa de juros nem o prazo do contrato, o que acontece aqui é o aumento do saldo devedor dentro do prazo remanescente (as parcelas puladas serão somadas ao saldo devedor, incluindo todos os encargos e juros contratuais, sem alteração do prazo do contrato e diluídas nas parcelas futuras do contrato).
      Não tem cobrança de juros extra ou multas contratuais, apenas o valor que será recalculado de seu saldo devedor quando as parcelas puladas forem incorporadas no restante do contrato.”

      Ou seja, pelo que entendi você tem razão. O leve aumento de CET deve-se à (re)diluição por um prazo menor do “custo fixo” associado à operação (tarifas e impostos).

      Espero ter ajudado. Ah e, se possível, não se esqueça de nos ranquear, indicar, compartilhar nosso conteúdo ou clicar nos nosso links sempre que possível. Como uma plataforma independente, nossa visibilidade depende disso!

      =)

      Responder
    • Boa tarde, Luiz!

      Obrigada pelo seu comentário mas conferimos com o pessoal do Itaú Pula Parcela e os juros não mudam. Os valores referentes às parcelas mensais adiadas, incluindo os juros e encargos contratuais, serão diluídos proporcionalmente no restante do contrato. Ou seja, os juros se mantem.

      Ah e, se possível, não se esqueça de nos ranquear, indicar, compartilhar nosso conteúdo ou clicar nos nosso links sempre que possível. Como uma plataforma independente, nossa visibilidade depende disso!

      Eduarda Ferrari
      Equipe Educando Seu Bolso

      Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *