ranking maquininha de cartao descontos educando seu bolso

Máquinas de cartão de crédito: um comparativo

Atualização Importante!

O Educando Seu Bolso lançou o Simulador de Máquinas de Cartão! Agora, com apenas um clique você fica sabendo qual é a maquininha de cartão de crédito mais vantajosa para o seu negócio. Não deixe de conhecer. E bons negócios!

 

Hoje em dia temos visto se multiplicarem as marcas e modelos de maquininha de cartão de crédito e débito. Todos esperamos que isso contribua para a melhoria dos serviços e a queda nos preços e taxas. Aliás, já escrevi sobre isso no blog aqui.

Volto ao assunto, pois fiz uma breve pesquisa com as empresas que atuam no setor. Visitei os sites, telefonei e conversei com alguns pequenos comerciantes vizinhos meus. Os resultados eu apresento agora, já com a ressalva de que, pelo que percebi, as condições podem sempre melhorar um pouco, dependendo de uma boa negociação com o vendedor do serviço, ou o gerente do banco. Ressalvo também que os números foram arredondados.

Vamos aos resultados da minha pesquisa sobre preços e condições das maquininhas de cartão. Primeiro as marcas mais conhecidas.

A Cielo não fornece informações no site sobre suas opções de maquininha de cartão. Pelo telefone, me informaram que cobram R$ 70 para credenciamento, mais R$ 96 de mensalidade pela máquina fixa, ou R$ 139 pela móvel – sem fio, que pode ser levada por um entregador, por exemplo. As taxas de desconto variam

A Rede não fornece informações sobre taxas diretamente em seu site. Apurei que ela cobra R$ 80 de mensalidade pela maquininha de cartão fixa e R$ 110 pela móvel. As taxas de desconto são de 3,8% sobre as vendas a crédito, 2,5% para débito e 4,85% no crédito parcelado. O dispositivo móvel para celular não cobra mensalidade, mas cobra 4% no crédito e 7% no crédito parcelado.

Agora as maquininhas de cartão concorrentes.

Começando pelo PagSeguro, que recentemente lançou um serviço que não cobra mensalidade. A maquininha de cartão deles custa R$ 480, parcelados em 12 vezes. A taxa de desconto é de 3,2% sobre cada venda a crédito e 2,4% para vendas a débito. A empresa oferece outras ferramentas, incluindo um dispositivo que se acopla ao celular, que é mais barato – R$120 – , mas que cobra 3,6% sobre vendas a crédito conforme o ramo de atividade. Escolas, por exemplo, pagam 2,5% nas vendas a crédito; supermercados pagam 2,9%; restaurantes, 5%; padarias e mercados, 4,2%. Para crédito parcelado, as taxas são um pouco mais altas, e para débito, um pouco mais baixas. Para os microempreendedores individuais – MEI – os custos de credenciamento e mensalidade são menores, mas as taxas de desconto são maiores: 4% para vendas a crédito e 3,2% para débito.

A Elavon também não fornece informações pelo site sobre suas maquininhas de cartão. Pelo telefone, fiz um cadastro e recebi um telefonema cinco dias depois. Mas, como eu não tenho um CNPJ, se recusaram a me dar qualquer informação.

A Bin não informa em seu site se cobra credenciamento, equipamento e mensalidade da sua maquininha de cartão. As taxas também variam conforme o ramo de atividade: 3,2% para escolas, 2,5% para supermercados, 3,5% para restaurantes e 3,2% para padarias e mercados.

Todas as credenciadoras pesquisadas prometem repassar os valores das vendas a crédito em 30 dias – exceto Cielo, que repassa em 31 dias. Algumas empresas são conveniadas com mais bandeiras de cartões, outras com menos, mas todas aceitam pelo menos os cartões Visa e Mastercard-Maestro.

A maquininha de cartão do meu vizinho.

Conversei com um vizinho meu que tem uma pequena loja de alimentos, cujo carro chefe é o frango assado. Há alguns meses ele usava um dispositivo para celular, da Rede. De uns tempos para cá adotou maquininha de cartão tradicional. Perguntei a ele o motivo da mudança, ele me explicou que o leitor via celular cobra uma mensalidade menor, de R$ 12, com uma taxa de 4% sobre a transação. Já a máquina nova cobra R$ 80 de mensalidade, mas ele conseguiu uma taxa de 3% sobre a transação, após negociar com o gerente do banco. Fazendo uma conta rápida, a máquina nova cobra R$ 68 a mais e 1% a menos. Ou seja, se esse 1% for superior a R$ 68, a máquina nova passa a ser vantajosa. Para isso, portanto, ele precisa vender mais de R$ 6.800 por mês.

A taxa que meu vizinho conseguiu é menor que a apurada na minha pesquisa. Como eu disse no início, os custos e condições podem melhorar, dependendo de uma boa negociação. Além das empresas citadas nessa coluna – com as quais o blog não mantém nenhum tipo de relação –, há outras, entre credenciadoras e intermediários. Então, se você tem interesse em vender via cartão, sugiro negociar e pesquisar ainda mais. Quer ajuda? Elaboramos um guia completo com tudo o que você precisa saber sobre maquininhas de cartão pra que você descubra qual compensa mais para o seu negócio.

ATUALIZAÇÃO IMPORTANTE! O Educando Seu Bolso lançou o Simulador de Máquinas de Cartão! Lá, além das maquininhas de cartão citadas neste post, você vai encontrar também Payleven, Maquinão e Izettle Lite, Sumup, as MercadoPago Point H e Point Mini, Pago, ContaMobi, Vero, e outras variações da PagSeguro, como a Minizinha, Moderninha e Moderninha Pro, além de outras opções da Rede e da Cielo, como Cielo Mobile e a Smart Rede. Agora, com apenas um clique você fica sabendo qual é a maquininha de cartão mais vantajosa para o seu negócio. 

_________
LEIA MAIS:

95 comentários

  • Acho isso tudo meio confuso, talvez por não trabalhar usando “maquininhas”
    – Se eu contrato uma maquininha qualquer, pago mensalidade(algumas não) e taxas que oscilam, certo? Bem, nesse caso, eu ainda pago alguma coisa para as operadoras? Ou as taxas cobradas pelas empresas de maquininhas são divididas com as bandeiras (MasterCard, Visa, American, etc…)

    Responder
    • Fernanda Almeida

      Olá Joaquim, tudo bem?

      Excelente pergunta! É isso mesmo. Algumas máquinas de cartão você compra, ou seja, ela passa a ser sua. Outras você aluga, pagando mensalidade. Além desse valor, é descontada uma porcentagem em todas as vendas que você realiza: são as taxas. Mas além disso, não é necessário que você pague nenhum adicional para as bandeiras de cartão. O valor que você paga com as taxas já cobre essa porcentagem.
      E, em geral, o chip de operadora da maquininha também é gratuito. Portanto, você só tem que se preocupar com o valor de compra/mensalidade e com as taxas mesmo.

      Se tiver qualquer outra dúvida, estamos dispostos a ajudar!

      Fernanda Almeida
      Equipe Educando seu Bolso

      Responder
  • Muito bom! Parabéns. Já até me inscrevi aqui pra continuarrecebendo suas dicas incríveis. Já aproveito e te convido também a dar uma passada no meu último post explicando um pouco mais sobre sobre o tema poposto. Creio que irá se indentificar bastante ao acompanhar. Te aguardo lá.. Não vai se arrepender! 😉

    Responder
  • Opa! muito bom seu artigo, já até me inscrevi no seu Blog. Aproveita e dá uma passada no meu artigo também, acredito que será muito útil. Grata!!

    Responder
    • Fernanda Almeida

      Olá Sayure, tudo bem?

      Fico feliz que esteja gostando do blog. Se precisar de ajuda com qualquer assunto, estaremos sempre dispostos a ajudar!

      Fernanda Almeida
      Equipe Educando seu Bolso

      Responder
      • Ola boa noite tenho uma duvida no meu caso sou autônoma ñ tenho um grande fluxo de venda é um bom negócio ter uma maquininha pra aumentar minhas vendas ou as taxas não compensam.

        Responder
        • Fernanda Almeida

          Olá, Slandia! Tudo bem?

          Tendo em vista que estamos num mundo em que as vendas com maquininhas de cartão estão em todos os lugares e tamanhos de estabelecimento, o Educando seu Bolso acredita que contratar uma maquineta pode ser uma excelente solução para ampliar o negócio. Porque, mesmo que tenha custos, é muito comum que, com maquininha, seu faturamento também aumente. Afinal, aquele cliente que deixava de comprar antes por você não aceitar cartão, agora passa a comprar. E existem maquininhas voltadas para autônomos, com baixos custos. Sugiro que comece olhando uma maquininha de cartão para celular, que são as com menores custos, atualmente.
          Se tiver qualquer dúvida, estamos dispostos a ajudar!

          Fernanda Almeida
          Equipe Educando seu Bolso

          Responder
    • Frederico Torres

      Bom dia Alexandre.

      Estão ganhando mercado sim. Infelizmente, agem como Cielo e Rede, dificultando demais o acesso às taxas de desconto cobradas. Eles tem dezenas de tabelas diferentes que praticam com cada combinação de setor econômico e nível de faturamento. Por isto ainda não conseguimos operacionalizar a inclusão deles no nosso simulador.

      Essas custos que você citou são do seu negócio? Tem as do crédito parcelado também? Aliás, qual é o seu ramo de atividade e faturamento (se puder compartilhar é claro)? Se preferir, envie no email de contato.

      Abraço e obrigado.
      Frederico

      Responder
  • boa noite a todos, sou taxista, e utilizo a cielo mobile á seis anos, pratica, eficiente, muito rapida, só depende do sinal de internet, pago, R$ 9,90 por mês, o dinheiro cai direto na conta, debito cai no dia seguinte, e credito dois dias depois, as demais a mensalidade e alta, ou você compra a maquina ou aluga, o unico problema e que a maquina não sai papel. mas é muito raro alguem pedir comprovante, não troco por outra, abraço a todos.

    Responder
  • Quero máquina de cartão vou começar vendas de perfumes acho que a máquina pode me ajudar desenvolver melhor as vendas alguém pode dizer qual mais vantagem?

    Responder
  • Olá! Estou iniciando como revendedora de produtos, cosméticos e perfumaria, e me sugeriram aderir a maquininha.
    Como é um pequeno negócio, gostaria de sugestões, com menores juros.

    Responder
  • Olá boa noite!
    Eu quero começar a trabalhar com uma dessas máquinas porém tenho uma dúvida. Eu queria saber se existe um limite de vendas ou de valor. Fiquei um pouco confuso pois a um tempo atrás um conhecido me disse que ele podia vender apenas 100 reais por dia na maquininha dele.
    Desde já muito obrigado pela atenção!

    Responder
    • Frederico Torres

      Existe sim viu Carlos e depende de muitas coisas: regras próprias de cada fornecedor, porte da sua empresa e seu setor econômico, por exemplo.

      Recomendo que, antes de contratar, confirme o limite.

      Abraço,
      Frederico

      Responder
  • Boa tarde eu to começando um pequeno negócio agora estou com pouca verba e preciso de uma máquina de cartão móvel sabe me dizer qual máquina eu consigo adequerir sem eu ter cartão para parcela o pagamento mais que possa descontar um valor da minhas vendas

    Responder
  • Bom dia, eu trabalho em uma barbearia e é cobrado da gente 10% de taixa de cartao por serciço na maquina sipag, como e dividido no meio seria 5%, eu acho um abuso, ta certo o que ele ta cobrando ou ele ta ganhando muito em cima da gente ?

    Responder
    • Daniel Meinberg

      Obrigado pela visita, Ruan Pedro.
      Pelo seu relato, pode ser que, sim, esteja acima da média do mercado. No entanto, para te responder com precisão à sua pergunta, precisaria de conhecer melhor seu negócio. Sem dúvidas, há grande diversidade de maquininhas, com planos de negócios – e consequentes formas de faturamento – muito distintos.
      Quer uma sugestão? Visite a página inicial do nosso Educando seu Bolso, pesquise através de nosso comparador de maquininhas qual a que mais se adequa à realidade de seu negócio. Não se espante: os custos flutuam muito entre os diferentes concorrentes. A escolha não é simples mas nosso comparador pode te ajudar a acertar.
      Espero ter ajudado.
      Atenciosamente
      Equipe Educando seu Bolso

      Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *