O que você está procurando hoje?

PIX, Whatsapp e adiantamento de empréstimo: Saiba como não cair em golpe!

Educando Seu Bolso
Educando Seu Bolso
PIX, Whatsapp e adiantamento de empréstimo: Saiba como não cair em golpe!







/

Você já recebeu alguma mensagem suspeita de alguém te pedindo dinheiro? Já tentaram te cobrar por um delivery que já estava pago? Te prometeram ter uma grana no SVR? Ou ainda, falaram que a maquininha de cartão não funciona por aproximação? Bem, provavelmente você vivenciou uma tentativa de golpe!

Golpe do PIX, golpe WhatsApp, golpe do Sistema de Valores a Receber, golpe da maquininha, golpe MEI, golpe do motoboy… Variação de golpes é o que não falta! Então, para você não acabar sendo a vítima, é importante conhecer quais golpes estão rolando por aí.

Além disso, também vamos te contar o que você pode fazer quando sofrer um golpe. Embora a gente espere que não seja necessário, é bom saber aonde e a quem recorrer!

Por fim, trouxemos 10 dicas para que você não seja vítima de um golpe. Afinal, é melhor prevenir do que remediar!

Aliás, quem participou desse bate papo foi o Carlos Eduardo Rodrigues, Chefe do Departamento de Atendimento ao Público do Banco Central. A conversa está disponível em todos os players acima, o vídeo está no nosso canal do Youtube e, se preferir, continue a leitura!

Bom, para facilitar sua leitura, nesse post você encontrará:

Golpe do PIX

O PIX é uma forma rápida e eficiente de transferir dinheiro. Afinal, quem nunca esqueceu o cartão em casa e pagou usando PIX? Porém, da mesma forma que o PIX facilitou os pagamentos, infelizmente, ele também facilitou a aplicação de golpes.

Sendo assim, vamos listar aqui alguns dos golpes mais famosos que tem ocorrido envolvendo o PIX, para que você possa se prevenir:

1) Golpe do PIX no Whatsapp

Esse é famoso. No golpe do PIX pelo Whatsapp o que acontece é que os golpistas clonam o Whatsapp, suponhamos que seja da sua tia, e então você recebe a seguinte mensagem: “Sobrinha, querida, sou eu, Tia Bruna, mudei de número recentemente e estou precisando de R$500,00 para pagar uma conta de luz porque estou sem dinheiro no momento, pode me ajudar? Meu pix é [email protected]….”

Na correria do dia a dia, você pode acabar abrindo a conversa, vendo que a foto é realmente sua Tia Bruna e, pensando em ajudar, você envia os R$500,00 para o PIX indicado.

Já era, PIX feito! Agora, assim como o golpista mandou essa mensagem para você, ele também mandou pros pais da Tia Bruna, pros amigos da Tia Bruna… Ou seja, quem dá o golpe tenta passar a perna em toda a rede de contatos que sua Tia Bruna tem.

Logo, se antes você tinha o costume de andar com R$100,00 no bolso correndo o risco de ser assaltado no meio da rua. Hoje, os golpistas clonam o Whatsapp e tentam roubar os R$100,00 direto da sua conta bancária!

2) Golpe do PIX usando o SVR

O SVR, ou Sistema de Valores a Receber, é uma ferramenta criada pelo Bacen que te permite consultar se você tem algum dinheiro esquecido em alguma instituição e solicitar o resgate. Para saber mais sobre o SVR, veja nosso conteúdo, clicando aqui, ou acesse https://valoresareceber.bcb.gov.br.

A consulta ao SVR é gratuita e depende da sua vontade para ser feita. Ou seja, nem o Banco Central, nem ninguém, vai entrar em contato com você te avisando de uma grana esquecida! E aí, já previu como é dado o Golpe do SVR?

Pois bem, os golpistas costumam seduzir as pessoas com a história de que todo mundo provavelmente tem algum dinheirinho esquecido. Dito isso, quem está dando o golpe afirma ter uma forma de te dizer quanto de dinheiro você tem esquecido, em que banco está, o que fazer para tê-lo de volta…

Ora, quem não quer reaver um trocado esquecido, certo? Neste momento, em que as pessoas já estão fascinadas pela ideia de ter um tostão a mais no bolso, os golpistas pedem um PIX para que você dê continuidade e tenha acesso à essas informações.

Ou seja, mais uma vez, o pobre coitado do PIX é utilizado como facilitador para os golpistas.

3) Golpe do PIX com recall do cartão de crédito

Para esse golpe, foi criada a história de que se você tem um cartão de crédito o seu banco te fez cobranças indevidas durante anos. Então, os golpistas dizem que existe uma forma de você recuperar esse dinheiro que o banco tirou de você indevidamente.

Novamente, assim como no golpe do SVR, é dito que para você ter mais informações sobre como reaver a sua grana é preciso fazer um PIX para a chave X. E pronto, mais uma vez é dado um golpe em que o PIX é usado como facilitador pelos golpistas, visto que não existe nada de recall do cartão de crédito.

 

Golpe da Maquininha

Os golpes envolvendo maquininhas de cartão são inúmeros. Para facilitar, vamos separá-los entre os golpes onde a vítima é o consumidor e os golpes onde a vítima é o dono de um negócio.

Quando o consumidor é lesado

1) Visor da maquininha quebrado

Se você está pagando seu almoço, um café ou uma conta de bar e notou que o visor da maquininha está quebrado, desconfie! Para sua segurança, peça para que o garçom troque a maquininha.

Bem, com o visor da maquininha danificado, pode ser que você não consiga enxergar o valor que está sendo passado, ou que você não veja se está digitando sua senha realmente no campo da senha.

Nessa brincadeira, pode ser que você acabe pagando R$5.000,00 pelo cafezinho que só custava R$5,00. Ou que seu cartão tenha sido clonado e a sua senha roubada, porque com o visor quebrado você não notou que digitou a senha no campo do valor, em que os números ficam visíveis.

2) Roubo de pagamento por aproximação

Quanto a esse golpe, tem que ficar esperto quem gosta de festa cheia e multidão. O que acontece aqui é que os golpistas aproveitam da aglomeração para tentar roubar pagamentos por aproximação de quem deixa o cartão no bolso, por exemplo.

Como isso é feito? Bom, hoje em dia existem maquininhas de cartão que cabem no bolso e podem ser facilmente escondidas na palma da mão.

Logo, o golpista simula uma venda na maquininha, com um valor não tão alto para que não seja necessário colocar a senha, e tenta a sorte passando a maquininha perto do bolso ou bolsa das pessoas na multidão.

A maioria dos cartões que tem aproximação só pedem a senha a partir de compras de R$100,00. Sendo que é possível alterar esse valor, para que você tenha mais segurança.

Logo, para que o golpe valha a pena, ele é dado em várias pessoas na mesma noite. 

3) Troca do cartão

Você está pagando o almoço de quinta-feira, a maquininha estava intacta, você conferiu o valor da compra, realizou o pagamento, pegou seu cartão de volta e voltou para o trabalho.

Voltando pra casa no fim do dia você decide abastecer o carro e, na hora de pagar, se dá conta de que está com um cartão que não é seu. Uai, como assim?

Pois bem, o que tem acontecido é que os golpistas, na hora do pagamento, trocam o seu cartão por um extremamente semelhante ou até igual ao seu. No momento, você pega o cartão trocado e por ele ser igual ao seu você não confere o nome ou o número.

4) Compra duplicada

Esse golpe não é novo. O golpe da compra duplicada ocorre da seguinte forma: você faz um pagamento, ele é aprovado, mas o golpista diz que apareceu uma mensagem de erro na maquininha e que vai pegar outra para repetir o pagamento.

Por se tratar de outra maquininha, a administradora do cartão não identifica o pagamento como duplicado. Logo, a compra é aprovada. Ou seja, você paga o mesmo valor duas vezes.

5) Bloqueio de pagamentos por aproximação

Uma vantagem do pagamento por aproximação é evitar que o cartão seja clonado, visto que a clonagem é feita ao inserir o cartão na maquininha. Então, para obrigar que o cliente insira o cartão na hora do pagamento, foi desenvolvido um vírus que bloqueia os pagamentos por aproximação nas maquininhas.

Sendo assim, ao tentar pagar por aproximação, a maquininha alerta “erro na aproximação”. Para ser feito o pagamento, o cliente insere o cartão e tem ele clonado.

Quando o empreendedor é lesado

1) Maquininha trocada

No golpe da maquininha trocada, o golpista aproveita da alta movimentação em um bar, por exemplo, para retirar uma das maquininhas do negócio e inserir uma dele.

Imagine, você é o dono do bar, sexta-feira à noite, o bar cheio, você tem 5 maquininhas para atender todos seus clientes e toda sua equipe pode manuseá-las. Não é fácil ficar de olho em cada uma delas, certo?

É pedido de comida pra cá, é pedido de cerveja pra lá e as mesas querendo fechar a conta no meio disso. Em uma dessas, o golpista se aproveita para pegar uma de suas maquininhas e trocar por uma dele.

Ora, ele pode frequentar o seu bar, saber qual maquininha você usa, saber quem é seu garçom mais distraído… Golpe! Agora, a maquininha do golpista, conectada à conta bancária dele, é que vai receber os pagamentos do seu bar.

2) Visitas técnicas

Outro golpe, que também envolve a troca da maquininha, é o da visita técnica.

Para te explicar, vamos usar o mesmo exemplo acima, você é dono de um bar. Um belo dia, você já abriu seu bar mas está organizando tudo para o funcionamento. Então, chega alguém dizendo que foi fazer uma visita técnica, avaliar a segurança do estabelecimento.

Ao deixar a pessoa entrar, ela vai procurar por câmeras, perguntar sobre onde ficam as maquininhas, manuseá-las, testá-las, podendo até realizar uma compra para ficar ainda mais próximo do equipamento.

O golpista, que já estará em posse de uma maquininha igual a sua e ativa, vai fazer a troca, discretamente, de um aparelho pelo outro. A partir daí, você terá uma queda no seu faturamento, pois estará rendendo lucros ao golpista.

Mas calma, antes de se apavorar, ter uma maquininha de qualidade, que vai atender bem o seu estabelecimento é essencial. Sendo assim, confira nosso Ranking e conheça nosso Simulador!

Ranking melhores maquininhas segundo Educando seu Bolso

Posição Maquininha Saiba Mais
1 Moderninha Pro 2
Moderninha Pro 2 73% OFF
73% OFF
2 SumUp TOTAL
SumUp TOTAL 5% OFF
5% OFF
3 T3 Básico
T3 Básico 76% OFF
76% OFF
4 Superget #RENOVA
Superget #RENOVA
5 Minizinha Chip 3
Minizinha Chip 3 72% OFF
72% OFF
6 SumUp ON
SumUp ON 5% OFF
5% OFF
7 Point Pro 2
Point Pro 2 72% OFF
72% OFF
8 T2 + Básico
T2 + Básico 67% OFF
67% OFF
9 Cielo Flash | Compra
Cielo Flash | Compra
10 SafraPay Máquina Móvel 3G
SafraPay Máquina Móvel 3G

 

Golpe do Phishing

Para começar: Phishing, o que é? O phishing é uma tentativa de fraude para que os golpistas obtenham ilegalmente dados pessoais como nome, CPF, número de identidade, dados bancários, senhas, número de cartão de crédito…

A abordagem costuma ser através do e-mail ou mensagens com conteúdo duvidoso, por exemplo:

Phishing com Sistema de Valores a Receber

Mais uma vez o sistema criado pelo Banco Central do Brasil é utilizado na historinha contada por golpistas que já fizeram mais de 560 mil vítimas no Brasil inteiro. Esse golpe é disseminado através do Whatsapp e indica um site fraudulento, com domínio Russo, para que as vítimas façam a consulta valores a receber. 

Também, com o objetivo de dar mais segurança às vítimas, no site do fake SVR, é dito que mais de 23 milhões de reais já teriam sido redistribuídos aos brasileiros.

Ao acessar a página, que nem se parece com o site para saber valores a receber do Bacen, e inserir o CPF, a vítima tem a bela notícia de que tem quase R$2.000,00 para ser sacado por meio do PIX.

Quem não ficaria feliz com a notícia de 2 mil reais a mais na conta? Pena que tudo faz parte da mentira. E é assim que os golpistas te convencem a passar seus dados pessoais de mão beijada, com a promessa de que você receberá o valor esquecido.

 

Golpe do Empréstimo

Muitas vezes o empréstimo é a solução de muitas pessoas na hora de abrir um negócio, fazer uma viagem, fazer uma reforma no apartamento ou trocar dívidas mais caras por outra mais barata… Ou seja, o empréstimo é um produto financeiro bem requisitado pelos brasileiros.

Aproveitando que muitos brasileiros estão atrás de conseguir um empréstimo, os golpistas entram em ação. Veja:

1) Valor para liberação do empréstimo

Um golpe clássico envolvendo empréstimos é quando se pede um valor para que o empréstimo seja liberado. 

Sabemos que não é todo mundo que consegue um empréstimo com facilidade. Então, nesse caso, os golpistas entram em contato com a pessoa, se passando pelos bancos, financeiras ou fintechs que fornecem crédito, dizendo que a vítima tem um empréstimo disponível.

Porém, para que a vítima tenha acesso ao suposto empréstimo, é dito a ela que é necessário fazer um pagamento, e aí está o golpe.

Infelizmente, nós já cansamos de receber queixas de leitores relatando esse golpe. Então, para deixar claro: não é comum ser solicitado nenhum valor prévio para que você tenha acesso ao crédito!

2) Um empréstimo é feito no seu nome

Esse é perigoso, pois pode ser que você demore mais tempo para descobrir. Nessa situação, os golpistas podem solicitar um empréstimo no seu nome, utilizando seus dados e, caso o golpe seja bem sucedido, a dívida do empréstimo é toda sua.

Já imaginou? Você acorda um belo dia com uma ligação cobrando o pagamento das prestações de um empréstimo que você nem fez? Pois é! Então você deve estar se perguntando, mas como os golpistas têm minhas informações?

Bom, isso pode acontecer de algumas formas:

  • Através do Phishing que comentamos logo acima;
  • Através de ligações dos golpistas, se passando por um entregador, pedindo para confirmar algumas informações suas para que sua entrega, que no caso não existe, seja feita. Nessa brincadeira eles podem conseguir seu nome completo, CPF, endereço…

Então, se você está em busca de um empréstimo, certifique-se de que está em um site confiável! Aproveitando, conheça nosso Ranking ou, para uma busca mais personalizada, visite nosso Simulador clicando aqui!

Crédito Pessoal
PosiçãoInstituiçãoModalidadeCET(ao Mês)Interessado?
1
GERU
Crédito Pessoal4.10%
2
DigioGrana
Crédito Pessoal4.27%
3
Provu
Crédito Pessoal6.78%
4
Mutual
Peer-To-Peer PF7.98%
5
Bom Pra Crédito
Crédito Pessoal12.41%
Consignado
PosiçãoInstituiçãoModalidadeCET(ao Mês)Interessado?
1
bxblue
Consignado - INSS1.71%
2
bxblue
Consignado - Público1.71%
3
Creditas
Consignado - Privado2.82%
Negativados
PosiçãoInstituiçãoModalidadeCET(ao Mês)Interessado?
1
Livre.digital
Crédito Pessoal9.79%
2
Moneyman
Crédito Pessoal15.38%
3
Simplic
Crédito Pessoal17.90%
Empréstimo
PosiçãoInstituiçãoModalidadeCET(ao Mês)Interessado?
1
Creditas
Empréstimo com Imóvel em garantia0.99%
2
Tutu Digital
Peer-To-Peer PJ2.83%
3
Nexoos
Peer-To-Peer PJ4.18%
4
IOUU.
Peer-To-Peer PJ4.40%
5
BizCapital
Empréstimo para Empresas5.08%

 

Golpe MEI

Deu pra ver que ninguém escapa dos golpes, certo? Então, se você é MEI, também fique esperto! 

Devido a estrutura enxuta, já que os MEIs podem contratar apenas um funcionário, eles viraram alvo dos golpistas.

As grandes empresas têm departamento financeiro, sabem o que devem ou não pagar e detectam o golpe com facilidade. Diferentemente do MEI, que pode ser pego despercebido com cobranças e ameaças duras e acabam caindo no golpe.

1) Cobrança para suposta criação de CNPJ MEI

Se você deseja se tornar MEI, saiba que para abrir sua microempresa individual você não precisa pagar nem 1 real. Até rimou, rs. 

Bom, esse golpe é dado através de sites falsos, imitando os portais do governo, ou através de falsos contadores, que cobram um valor para abrir sua MEI. 

Para mais informações sobre o MEI, confira aqui nosso conteúdo!

2) Cobrança de falsa taxa associativa

Os golpistas utilizam a tática de afirmar que o MEI se tornou parte de uma associação ou sindicato automaticamente ou que a filiação é obrigatória. Entretanto, essa participação não acontece automaticamente e ela é voluntária.

Atrelada a informação da falsa filiação, a vítima recebe também a cobrança de uma suposta taxa associativa. Logo, ao ser ameaçada da empresa ficar negativada, do MEI ser fechado ou do cancelamento do cadastro, a vítima acaba realizando o pagamento antes de buscar mais informações.

Para deixar o MEI ainda mais tenso ao receber esse e-mail, os golpistas mandam em anexo uma notificação extrajudicial. Nela podem aparecer nomes falsos e até o nome de empresas que realmente auxiliam MEIs, mas não tem conexão com o golpe.

3) Boletos falsos

O único pagamento que o MEI deve fazer, religiosamente, todo dia 20 do mês, é o DAS MEI. Fora isso, desconfie de todo e qualquer boleto de cobrança que você receber!

4) Guia falsa do Simples Nacional

O MEI recebe por correspondência uma guia falsa do Documento de Arrecadação do Simples Nacional (DAS). Na falsa guia está presente a logomarca oficial do Simples e são utilizados termos técnicos a fim de dar credibilidade ao golpe.

Para piorar a situação são feitas ameaças de multas de até 225% sobre o valor cobrado, caso a vítima não faça o pagamento, que só pode ser realizado via PIX.

Durante o processo, o pagamento é direcionado para uma empresa privada com nome de Simples Pagamento Online Ltda, para que você não desconfie do golpe. Então, todo cuidado é pouco!

 

Golpe do Motoboy

1) Cartão de crédito com problema

Esse golpe é mais antigo, nele, o que acontece é que o golpista entra em contato com você dizendo que é do seu banco. Nessa hora, para dar credibilidade, normalmente eles já fornecem algumas informações que eles já sabem sobre você.

Em seguida, o golpista diz que seu cartão de crédito deu problema. Ele solicita que você rasgue ou dobre o cartão no meio e diz que um motoboy irá buscá-lo.

O motoboy realmente busca o seu cartão e, quando apenas se dobra ou corta o cartão no meio, o chip continua intacto. Ou seja, com o chip intacto é feito outro cartão e neste cartão são feitas compras diretamente da sua conta. Assim o golpe é dado.

2) Delivery

Esse outro golpe do motoboy envolve, principalmente, entregadores de delivery.

Sabemos que quando se pede um delivery, seja Ifood ou Rappi, é possível escolher por realizar o pagamento através do aplicativo ou na hora da entrega. Obviamente, quando se escolhe pagar através do app, não é necessário fazer nenhum pagamento na entrega.

Entretanto, o golpista, na hora da entrega, cria um discurso convincente, dizendo que houve erro no processamento da compra, para justificar a nova cobrança, fazendo com que você pague pelo pedido duas vezes.

 

Golpe do vírus de celular

Segundo a Cyble Research e Intelligence Lab, o GoatRAT é um vírus com a capacidade de atuar, de forma silenciosa, em aparelhos telefônicos. Com sua nova atualização, ele se tornou ainda mais perigoso, sendo capaz também de roubar transferências PIX dos celulares.

O golpe teve como foco inicial os usuários do Nubank, mas o Inter e o Pagbank já se tornaram alvos do vírus. O golpe começa partindo de um link imitando uma página oficial do roxinho para os usuários do banco. Quando a vítima abre o site ela é redirecionada para uma outra página, em que um arquivo é baixado no aparelho automaticamente.

Uma vez que o aparelho está invadido, os golpistas usam recursos do próprio celular para invadir, também, os sistemas de pagamento e realizar roubos via PIX.

 

Cai em um golpe, e agora?

Depois que o leite já foi derramado, a primeira coisa a se fazer, infelizmente, é baixar as expectativas de recebimento do dinheiro. A orientação padrão para quem se dá conta de que sofreu um golpe, é registrá-lo na polícia, fazendo um BO.

Em seguida, dependendo do golpe sofrido, bloqueie cartões de crédito e débito, carteiras virtuais e outros serviços financeiros que podem estar expostos. Além disso, troque suas senhas mais importantes, e que podem ter sido vazadas.

Por fim, avise seus amigos e familiares. Afinal, os golpistas podem se aproveitar das suas informações e dados pessoais para ir em busca de novas vítimas.

Mecanismo Especial de Devolução

Em casos envolvendo transferência via PIX, é orientado a imediata comunicação à instituição financeira. Então, se o PIX foi feito da sua conta do Inter, procure o Inter, se foi feito da sua conta do Banco do Brasil, procure o Banco do Brasil…

Assim, a instituição pode acionar o MED, Mecanismo Especial de Devolução. Mas saiba, o MED só se aplica nas seguintes situações:

  • Fundada suspeita do uso do Pix para a prática de fraude;
  • Falha operacional no sistema de tecnologia da informação de qualquer dos participantes envolvidos na transação;

Quando o MED é acionado, com certeza eu vou ter meu dinheiro de volta?

Não é bem assim. Infelizmente, os golpistas são espertos. Então, depois de aplicarem o golpe e receber o seu PIX, eles costumam transferir esse dinheiro para outra conta, depois outra conta, depois outra conta…

Dessa forma, fica difícil achar e identificar onde está o dinheiro do golpe. Logo, o retorno desse dinheiro para a vítima também fica comprometido.

Como orientação adicional, além do registro do BO, podemos comentar sobre a via judicial e até mesmo o registro de reclamação no Banco Central.

 

O que eu posso fazer para não cair em um golpe?

Bom, já vimos que tem golpe de tudo quanto é jeito por aí. Então, para que você possa se prevenir, aqui vão 10 dicas:

Dica 1: Desconfie de e-mails e mensagens suspeitas

Se você não tem certeza de quem é o remetente de um e-mail ou mensagem, não responda nem abra qualquer anexo.

Dica 2: Tenha atenção com as páginas da internet

Ao acessar qualquer página na internet, confirme se ela é segura antes de clicar em qualquer botão ou digitar qualquer coisa. Veja se o endereço da página está correto, pois uma única letra diferente pode indicar que o site é falso. Atente-se, também, se há um cadeado ao lado do endereço, pois isso indica que o site é protegido.

Dica 3: Sempre confira o estado da maquininha de cartão

Se a maquininha estiver com o visor quebrado, com a tela embaçada, com alguma coisa tampando a tela… Desconfie e peça para realizar o pagamento usando outra máquina de cartão.

Dica 4: Falando em cartão, o seu cartão de crédito é seu!

Seu cartão de crédito é responsabilidade sua. Nunca entregue o seu cartão na mão das pessoas, sempre confira o valor da compra, após fazer o pagamento veja se você está com o seu próprio cartão e, caso você não receba no celular a notificação da compra no app do banco, peça o comprovante!

Dica 5: O Banco Central não entra em contato com ninguém por livre e espontânea vontade!

Sempre desconfie de qualquer um que tente se passar por representante do Bacen. No máximo, o Banco Central responde a um registro de reclamação seu. Ou seja, você que foi atrás do Bacen primeiro.

Dica 6: Não existe aplicativo para o PIX

O PIX é uma ferramenta criada pelo Banco Central e funciona por meio do aplicativo do seu banco.

Dica 7: Não fique com limites altos atoa, isso favorece o golpe!

Ajuste seus limites, tanto do PIX, quanto do Cartão de Crédito, para um valor que condiz com o que você realmente precisa. Lembrando que a diminuição do limite é feita na hora, já o aumento é preciso de 24 a 72 horas para que seja atualizado.

Dica 8: Fique sempre de olho no seu extrato de despesas

Seu extrato é uma ótima ferramenta para controle financeiro. Se você notar alguma despesa indevida, entre em contato com o seu banco imediatamente para averiguar a situação, mesmo se o valor parecer irrelevante.

Dica 9: Entre no Registrato do Banco Central periodicamente

Através do Registrato você consegue ter acesso a: em quais instituições você tem uma conta, quais são suas chaves PIX cadastradas, se existe alguma operação de crédito no seu nome… Ou seja, você pode descobrir se sofreu um golpe. Para acessá-lo, clique aqui!

Dica 10: O cuidado e a atenção são a chave para não se tornar vítima de um golpe!

Cuide dos seus dados, cuide dos seus bens e sempre desconfie de situações estranhas! Afinal, como dito no início do texto, é melhor prevenir do que remediar!

Esquecemos de algum golpe? Você tem mais alguma dica para acrescentar? Então deixe seu comentário!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *