Você já conhece o meio de pagamentos instantâneos Pix?

Nos últimos meses, muito tem sido falado sobre o Pix. Você possivelmente já ouviu esse nome em alguma propaganda de televisão, anúncio na internet ou até mesmo recebeu uma notificação do seu banco ou fintech com o convite para fazer um pré-cadastro no Pix.

Trouxemos para uma entrevista, então, a superintendente de soluções de pagamento do Sicredi, Gisele Rodrigues, que participou de todo o processo de implementação do Pix.

Sendo assim, caso você queira saber o que ele é, como funciona, como aderir, quais as diferenças entre a função para PJ e PF e mais, basta ouvir nosso podcast ou continuar lendo o texto!

 

O que é o Pix?

Pix é um sistema de pagamento instantâneo, que tem seu processo liderado pelo BC (Banco Central), e irá fazer a ponte entre as instituições financeiras, as pessoas, o varejo, o governo etc. Trata-se de uma nova maneira de pagar e receber, com transações gratuitas, instantâneas, 24h por dia, 7 dias por semana!

Dessa forma, você pode usar o Pix para fazer transferências para um amigo, para um estabelecimento e até mesmo para pagar uma conta de luz ou uma Guia de Recolhimento da União. Para fazer a transferência, você necessita apenas de um smartphone com acesso à internet.

pix

Pix é uma revolução no pagamento eletrônico: transferências gratuitas, 24h por dia, 7 dias por semana!

 

Pix x transferências bancárias comuns

Rapidez

As transferências, TEDs, DOCs e pagamento de boletos a que estamos acostumados a utilizar geralmente só são realizadas até um certo horário do dia, e apenas em dias úteis. Quando a transação é realizada fora desse horário o dinheiro pode demorar até mesmo 2 dias úteis para cair na conta do receptor.

Esse tipo de espera não condiz mais com a realidade do mundo globalizado em que vivemos, onde as esperas são cada vez menores.

Sendo assim, o Pix não conta com essa limitação, e você consegue enviar ou receber dinheiro instantaneamente todos os dias, até mesmo em finais de semana, feriados e a qualquer horário. Ou seja, caso eu envie uma quantia a você, até mesmo no meio da madrugada, ela estará disponível na sua conta em segundos.

Preço

Outro ponto importante de ser mencionado sobre esse produto é a vantagem que ele leva em relação ao preço. As transferências Pix para pessoas físicas são gratuitas. 

Esse benefício pode fazer uma grande diferença no orçamento de alguns brasileiros, que pagam quantias na faixa de R$10 para realizar uma TED. O peso é maior ainda no caso daqueles que fazem muitas TEDs ao mês.

Encontre bancos digitais sem taxas para transferência.

Praticidade

Por fim, vale citar uma outra diferença entre fazer um Pix e fazer uma TED e DOC por exemplo, que é a praticidade. Ao realizar uma TED você precisa preencher dados do seu destinatário como nome completo, CPF, número do banco, número da conta e operação. Essas informações não são tão básicas assim, e demandam certo tempo para serem repassadas e preenchidas.

Para enviar dinheiro no Pix você precisa apenas ter o número de telefone, e-mail ou CPF do destinatário. Suponhamos, portanto, que você precise transferir um valor a um amigo e, naquele momento, você não consiga falar com ele para solicitar seus dados bancários. Nesse caso, com o Pix, basta que você tenha o número de celular dele e a transferência poderá ser concluída.

 

O Pix substitui as outras formas de transferência por completo?

Não! Ele é mais uma forma de pagamento, assim como já temos várias: TEDs, DOCs, boletos, cheques, cartão de crédito, cartão de débito, dinheiro…

Você pode utilizar o Pix apenas nos momentos em que desejar, para obter um dos benefícios citados anteriormente, e continuar utilizando as outras normalmente. Ou seja, sua adesão não significa que você necessariamente deverá utilizá-lo, apenas que você estará apto para tal.

A previsão de especialistas, entretanto, é a de que essa forma de pagamento substitua completamente várias formas tradicionais de transferência nos próximos 10 anos.

 

Como usar o Pix?

O Pix não é um aplicativo ou uma instituição, ele é apenas uma funcionalidade. Sendo assim, você pode fazer transferências por meio do PIX dentro do aplicativo do banco ou instituição financeira que você já usa.

Ou seja, se você tem uma conta no Banco do Brasil ou no Sicredi, por exemplo, pode continuar utilizando o aplicativo a que você já está acostumado, e, dentro dele, encontrará a opção de realizar um Pix. A mesma coisa se aplica para outros bancos.

Você, portanto, escolhe a instituição que deseja utilizar (neste link você encontra uma lista com todas) e faz o cadastro das suas chaves Pix, que definiremos a seguir.

Chave Pix

As chaves são informações que você cadastra para identificar sua conta. Você pode cadastrar:

  • e-mail;
  • telefone celular;
  • CPF;
  • chave aleatória.

Assim, quando uma pessoa quiser fazer uma transferência para você, ela pode apenas digitar uma de suas chaves e, com isso, encontrar sua conta vinculada a ela. Cada pessoa física pode ter até 5 chaves, e cada pessoa jurídica 20.

Vale ressaltar, também, que você pode cadastrar todas as suas chaves em uma mesma instituição, ou não. Ou seja, se você tem uma conta bancária no Nubank e uma na Caixa Econômica Federal, você pode vincular o número do seu celular ao Nubank e o seu email à Caixa.

Sendo assim, sempre que você desejar receber um dinheiro na sua conta Nubank você disponibiliza para a pessoa seu celular, e sempre que desejar recebê-lo na Caixa, seu email. Isso pode ser feito, lembrando mais uma vez, com até 5 chaves.

Observação: a chave aleatória (último tópico) é um código composto por números e letras disponibilizado pelo seu banco, para que você use quando não desejar disponibilizar a alguém nenhuma de suas informações.

 

O Pix é seguro?

Sim, ele conta com um grande aparato de segurança. Todas as suas transferências são totalmente rastreáveis de ponta a ponta, criptografadas e monitoradas 24 horas por dia. Além disso, o sistema se comunica diretamente com o Banco Central, de modo a evitar fraudes.

Observação importante: cuide dos seus dados!

Vale a pena ressaltar a importância de não disponibilizar seus dados sem antes ter certeza de que você está o fazendo para a sua instituição financeira. Caso você esteja na dúvida, entre em contato com a instituição por um de seus canais oficiais e pergunte se a proposta que você recebeu realmente veio deles.

Nesse período do pré-cadastro e do cadastro em si é possível que haja muitos golpes. Tome cuidado com o canal por onde suas informações estão sendo solicitadas: é pelo aplicativo oficial do banco ou por um SMS de um remetente desconhecido que afirma ser o banco?

 

Pix e o varejo

Você conseguirá utilizar o PIX para fazer compras em estabelecimentos, tendo em mãos apenas o seu celular. Para isso, basta apontar a câmera para o QR Code (como na imagem abaixo) disponibilizado pela loja e, instantaneamente, ela receberá o dinheiro da venda.

qr code

Compras pelo Pix com QR Code.

 

Para a Pessoa Jurídica

Pessoas Jurídicas poderão também ter acesso ao Pix para facilitar seus pagamentos e recebimentos, que ocorrerão, como mostramos no parágrafo anterior, por meio de um QR Code.

Esse serviço, no entanto, não será gratuito: existe a cobrança de uma taxa, que ainda não foi divulgada. Porém, sabe-se que ela será mais baixa que, por exemplo, as taxas cobradas em vendas com cartão de crédito. Ou seja, mesmo não sendo gratuito, o meio de pagamento ainda assim será vantajoso.

Vale lembrar, porém, que você apenas conseguirá receber pelo Pix de quem também o utilizar. Além disso, ele só pode ser usado para vendas à vista, e grande parte das pessoas prefere fazer compras no crédito. Sendo assim, ainda é essencial que o varejista ofereça em sua loja uma máquina de cartão.

Para saber qual é a maquininha ideal e mais barata para o seu negócio, confira o nosso Simulador de Máquina de Cartões! Fazer uma simulação é rápido e gratuito, e pode te ajudar a economizar bastante.

Ranking melhores maquininhas segundo Educando seu Bolso

PosiçãoMaquininhaSaiba Mais
1Moderninha Pro
Moderninha Pro67% OFF
67% OFF
2SumUp ON
SumUp ON5% OFF
5% OFF
3Minizinha Chip 2
Minizinha Chip 255% OFF
55% OFF
4Cielo Flash | Compra
Cielo Flash | Compra
5C6 Pay Essencial
C6 Pay Essencial100% OFF
100% OFF
6AQPay Mega
AQPay MegaCupom de desconto:
EDUCANDOSEUBOLSO
EDUCANDOSEUBOLSO
7SumUp TOTAL
SumUp TOTAL5% OFF
5% OFF
8Point Pro
Point Pro58% OFF
58% OFF
9Stone S920 Smart
Stone S920 Smart
10Izettle Maquinão
Izettle Maquinão34% OFF
34% OFF

 

Como escolher a conta para vincular meu Pix?

Geralmente, a escolha de conta bancária para Pessoas Jurídicas é mais relevante que para Pessoas Físicas, devido ao fato de este ser um produto muito utilizado e que faz toda a diferença no negócio. Sendo assim, é importante que você escolha uma conta que lhe ofereça apoio em diversas áreas, e uma prateleira de serviços que te atenda. No caso específico do serviço de recebimento pelo Pix, alguns bancos oferecem às PJs condições diferenciadas.

Um exemplo disso é o Sicredi, que oferecerá apoio ao seu cliente varejista em relação à utilização do Pix. Serão fornecidas informações importantes sobre as vendas efetuadas, por meio de informações de conciliação que ajudarão no fechamento de caixa da empresa. Dessa forma você conseguirá saber, por exemplo, qual cliente fez determinada compra.

Devido ao fato de o Sicredi ser uma instituição financeira cooperativa, o seu comprometimento com o crescimento e desenvolvimento dos seus associados é grande. Ou seja, o banco promete oferecer apoio às Pessoas Jurídicas que optarem por utilizar o Pix por meio de uma conta no Sicredi.

 

Já é possível utilizar o Pix?

Ainda não! Ele estará disponível para uso, segundo o Banco Central, a partir do dia 16 de novembro de 2020. Até lá, estamos passando por uma fase de pré-cadastro, como foi mencionado no início desse texto.

Os bancos, fintechs e instituições financeiras já estão enviando e-mails e comunicados para que você se cadastre ao Pix junto a eles, mas vale lembrar que essa decisão não é definitiva. Você consegue desfazer o vínculo de uma das suas chaves com uma instituição caso deseje, e se vincular a outra. Para isso, basta entrar em contato com a instituição.

 

Portanto, vale a pena me cadastrar no Pix?

Nós, do Educando Seu Bolso, consideramos que é, sim, vantajoso se cadastrar no Pix. Ele pode te fazer economizar tempo, dinheiro, facilitar o ato de fazer compras sem contato físico e evitar que você precise andar por aí carregando dinheiro.

Além disso ele é gratuito, e o fato de você se cadastrar não significa necessariamente que você precisará passar a utilizá-lo sempre! Ou seja, vale a pena testar.

Mas também é possível encontrar contas digitais sem custo para transferência, pelo nosso Simulador de Contas Digitais.

CONHECER O SIMULADOR AGORA

Por fim, caso você ainda tenha alguma dúvida sobre o assunto ou sugestão, basta deixar um comentário!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *