Conta digital: já abriu a sua? Saiba como. Vale a pena!

Você já tem sua conta digital? Se ainda não tem, o que está esperando para abrir a sua? As contas digitais podem substituir perfeitamente as contas bancárias tradicionais para a grande maioria das pessoas. Aliás, não apenas substituem, como, em muitos casos, são muito melhores, por serem mais práticas e mais baratas – há contas digitais gratuitas! Além disso, geralmente são muito fáceis de se abrir.

Alguém poderá dizer: “Ah, eu conheço essa conversa! Quando alguém fala em ‘grande maioria’, ‘muitos casos’, ‘geralmente’, e outros termos vagos, eu já sei que isso não vai funcionar para mim”.

Calma. É verdade que nem todas as contas digitais são gratuitas, nem todas oferecem todos os serviços e algumas não são tão práticas assim. E é por isso que criamos e oferecemos gratuitamente nosso Simulador de Contas Digitais. Ele vai te ajudar a encontrar e escolher a melhor conta digital, aquela que combina com seu perfil. Vou falar sobre ele mais à frente.

Vamos, por enquanto, voltar àquela pergunta lá do começo: o que você está esperando para abrir sua conta digital? Pensei aqui em oito possíveis motivos. Vamos discutir um por um?

Não sei o que é conta digital

Conta digital é uma conta bancária parecida com a conta tradicional. A diferença é que as contas digitais são movimentadas eletronicamente, por meio de terminais de autoatendimento, aplicativos de celular, computadores etc. Daí o nome: digital.

Isto é, você não precisa ir à agência. Aliás, não há agência para ir. Esta é a grande diferença.

Você se lembra de quando abriu sua primeira conta bancária? Possivelmente preencheu uma ficha imensa, anexou cópias dos seus documentos e entregou tudo ao gerente ou ao atendente da agência, certo?

Pois é, com as contas digitais você também precisa preencher uma ficha, mas faz isso pelo computador. Também precisa apresentar documentos, mas faz isso eletronicamente, geralmente fazendo fotos dos documentos e enviando pela internet.

As vantagens disso são evidentes. Primeiro, você faz isso em casa ou no trabalho, não precisa se deslocar, enfrentar trânsito, filas etc. Além disso, já que o banco não precisa manter uma cara estrutura de agências para atendimento presencial, ele pode repassar a economia para o cliente, tornando os serviços mais baratos, ou até mesmo gratuitos.

Acho que isso é nome novo para produto antigo

Não é bem assim. O produto é basicamente o mesmo, uma conta em instituição financeira. Isto é, uma forma de se cadastrar como cliente e ter acesso a uma série de produtos e serviços. Tudo muito bem registrado, com número de cadastro, senhas, documentação, pois instituição financeira tem uma série de normas e controles a serem seguidos. Não é como um armazém, que qualquer pessoa pode abrir e vender produtos para quem quiser, sem nem saber o nome do cliente.

Mas, apesar de o produto ser basicamente o mesmo, os detalhes fazem toda a diferença. Como foi dito acima, as contas digitais são mais baratas, mais práticas e, muitas vezes, melhores que as contas convencionais. Só isso bastaria para considerá-las um produto novo.

Mas, além disso, há outras diferenças. Sutis, mas que talvez sejam, na verdade, a grande diferença. As contas digitais são uma nova forma de se relacionar com instituições financeiras. Para usar uma expressão bacana, são um novo paradigma. Acaba aquela história de precisar de um local específico e de pessoas para se relacionar com o banco. O que é ótimo, porque, frequentemente, é preciso de tempo para ir até esse local específico, e as pessoas que vão te atender nem sempre o fazem de forma satisfatória.

Então, é um nome novo para um produto novo. Viva o novo!

Não sei mexer com essas coisas modernas

Acredite em mim: você consegue. Se quiser, você consegue. Se você chegou até aqui e está lendo esse texto em seu computador, tablet, smartphone ou smart TV, você consegue usar uma conta digital. Tranquilamente.

Você se lembra do tempo em que TV não tinha controle remoto? Ou, melhor ainda, você se lembra do tempo em que nem havia TV? Pois bem, as coisas mudaram muito, certo? Este é o SEU tempo agora. Você pode aproveitar as coisas úteis que ele tem a oferecer.

Se tiver dificuldades para começar, peça ajuda para alguém na hora de abrir a conta. Não é complicado, mas quem não está acostumado talvez se confunda um pouco. Depois, o uso no dia a dia geralmente é bem tranquilo. Os bancos digitais têm se esforçado para produzir interfaces fáceis de usar, intuitivas, rápidas. Justamente para atender não apenas aos que lidam com dezenas de aplicativos diariamente, como também àqueles que prefeririam não usar aplicativos nunca. Experimente.

conta digital

Não acredito que ela possa me atender plenamente

Acredite em mim: ela pode. Não posso garantir que todas as contas vão atender a todas as pessoas, em tudo o que elas quiserem. Mas garanto que a grande maioria das pessoas usa apenas os serviços básicos dos bancos, e estes são oferecidos pelas contas digitais.

Na hora de definir qual o melhor banco digital para você, um dos critérios é ver se ele oferece tudo o que você precisa. Para isso, claro, você vai precisar refletir sobre o que você usa em um banco. Faça esse exercício: para que você precisa de um banco? Provavelmente você vai chegar à conclusão de que não precisa de tanta coisa assim.

E, atenção! Há coisas que você não vai conseguir com uma conta digital, mas que usa muito raramente, ou que poderia estar procurando em outros lugares além do banco.

Crédito

Tem gente que raramente contrai empréstimos e financiamentos – o que pode ser ótimo sinal, certo? Pois então. Isto não é motivo para manter uma conta bancária convencional, pagando tarifa mensal cara. Se algum dia você precisar de crédito, não vão faltar instituições prontas para te atender, e você poderá fazer os pagamentos por meio de sua conta digital.

Seguros

Outro exemplo: seguros. “Ah, eu não vou abrir mão da minha conta bancária convencional, porque meus seguros já são debitados automaticamente lá, eu nem preciso me preocupar com renovação”. Opa, calma aí. Concordo que tudo isso é muito prático, mas será que você está pagando o melhor preço pelo que seu banco está lhe oferecendo? Que tal gastar alguns minutos por ano pesquisando um pouco na hora da renovação dos seus seguros? Não pense que estou fazendo propaganda de corretores de seguro. Não é isso. Estou fazendo propaganda é do cuidado com seu dinheiro.

Então, resumindo: produtos que você usa raramente, ou que podem ser contratados por meio de outras instituições, não são motivo para você manter uma conta bancária cara.

Preciso da ajuda do meu gerente

Será mesmo? Olha lá, hein? Pode ser que seu gerente queira que você acredite nisso.

Mais uma vez vou dizer: não estou fazendo propaganda CONTRA gerentes de banco. Mesmo porque tenho amigos gerentes de banco e conheço vários que realmente se preocupam com seus clientes. Mas nem todos são assim. Então minha propaganda é pelo cuidado com seu bolso.

Para que você precisa do seu gerente? Para saber onde aplicar seu dinheiro? Hoje em dia isto não é complicado. Nós mesmos, aqui no Educando Seu Bolso, temos muito conteúdo a respeito, além do Simulador de Investimentos em Renda Fixa.

“Ah, lá vem o Educando Seu Bolso querendo me vender serviço”. Não, não é isso. Além do Educando, há outros lugares onde você pode conseguir informação. Além disso, você certamente deve ter alguns amigos ou parentes que lidam com mais frequência com investimentos. Converse com eles.

Hoje em dia há dezenas, talvez centenas de tipos de investimentos, mas a grande maioria das pessoas vai precisar de uns 3 ou 4 tipos ao longo da vida inteira. Você não precisa do seu gerente para isso.

Muy amigo

Aliás – e agora, sim, vou falar mal de alguns gerentes de banco –, já vi gerentes de banco oferecendo insistentemente Títulos de Capitalização aos seus clientes, dizendo que aquilo é um bom investimento. Então, muito cuidado! Seu gerente pode não ser lá muito seu amigo.

Você precisa do seu gerente para te fornecer crédito? Não, não precisa. Você pode conseguir isso de forma mais fácil e barata procurando de outras formas. Basta pesquisar.

Você precisa do seu gerente, porque ele te quebra o galho de vez em quando? Deixa você entrar na agência fora do horário? Recebe boletos e depósitos seus e você busca no dia seguinte, sem precisar pegar fila? Legal. Mas se você se organizar um pouco, colocar suas contas em débito automático, será que não deixa de precisar do seu gerente? E será que o preço que você paga compensa esse quebra-galho?

Conta digital

Não pago nada pela minha conta tradicional

Agora vou confessar uma coisa: EU tenho uma conta convencional. Num bancão daqueles gigantes, dos mais tradicionais do país.

“Aaah, muito bonito, hein, Educando Seu Bolso? Casa de ferreiro, espeto de pau, hein?”

Opa, não é bem assim. Eu tenho também uma conta digital. Além disso, não pago nada pela minha conta convencional, porque recebo meu salário por ela, e foi negociada a isenção de tarifas.

Então para que uma conta digital? Bem, para várias finalidades.

Um dia desses eu recebi um cheque. Fazia muito tempo que eu não recebia um. Pois bem, nesse dia eu recebi. Meu banco convencional não me permite depósito de cheques por meio do aplicativo de celular. Meu banco digital aceita! Fiz o depósito na maior facilidade.

Outra utilidade, desta vez bem mais frequente. Um amigo precisava depositar um dinheiro para mim. O banco convencional dele cobra pela TED, e não é barato. O que eu fiz? Por meio da minha conta digital, emiti um boleto para meu amigo, e ele fez a transferência para mim sem pagar nada.

Quer mais uma utilidade? Minha conta convencional não me cobra tarifa, mas tenho um número reduzido de TEDs por mês. E eu precisava emitir várias TEDs no mesmo dia. Certamente iria estourar meu limite. O que eu fiz? Emiti um boleto para mim mesmo, transferi dinheiro da conta convencional para a digital, e de lá emiti as TEDs, já que minha conta digital não coloca limites para isso.

Adoro ir à minha agência, o cafezinho de lá é ótimo

Apesar do tom de brincadeira, esse motivo é sério. Muita gente vai à agência bancária para socializar com o gerente, os atendentes, os seguranças, até mesmo com outros clientes. E tem o cafezinho, que é ótimo. E tem aquela agenda bacana que o gerente dá de presente todo ano.

Um dia desses me encontrei com um amigo, que se aposentou recentemente. Ele tem conta em um banco convencional, em uma dessas agência refinadas, com atendimento premium. Ele me contava como o atendimento nessas agências é muito mais demorado.

“Ué, por que?” – perguntei. “Deveria ser o contrário, pois há menos clientes premium do que comuns”

“É, mas a turma que frequenta essas agências vai mais para passear do que para resolver coisas. Muitos são aposentados, como eu, e não têm o que fazer em casa. Vão à agência bater papo com os funcionários, com outros clientes. Passam horas lá dentro”.

Então, se você gosta de ir à sua agência bancária com frequência, se gosta do cafezinho e da conversa, pense se não haveria formas melhores de usar seu dinheiro e seu tempo.

Não sei como encontrar a melhor conta digital

Opa, aí é com a gente! Qual o melhor banco digital? Quais são as contas digitais gratuitas? Como encontrar a melhor conta digital no meio de tantas instituições diferentes?

Para isso criamos nosso Simulador de Contas Digitais. Ele te ajuda a saber qual o melhor banco digital para você.

Sim, para você, porque aquilo que é o melhor para você talvez não seja o melhor para seu vizinho. Talvez você só precise de uma conta digital sem tarifas, e seu vizinho precise de uma que permita enviar TEDs à vontade.

No nosso Simulador você informa tudo aquilo que precisa, e ele te informa qual a melhor conta digital para você, isto é, aquela que vai oferecer o que você precisa pelo melhor preço.

Bem, acho que não há mais motivos para você ainda não ter uma conta digital. E há vários motivos para ter. Um deles é a facilidade de escolher a melhor conta digital, usando nosso Simulador. Não perca tempo! Nem dinheiro! Pesquise a abra a sua!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *