Pegadinhas bancárias

Pegadinhas bancárias

Pois o novo gerente
Não é lá muito meu amigo
(Jorge Ben, “Bebete Vãobora)

 

Quase todo mundo tem conta em banco. Hoje em dia não há como escapar, as pessoas nem perguntam SE você tem conta, perguntam ONDE você tem. É natural que seja assim, bancos tornam as transações muito mais fáceis, rápidas e seguras.

Justamente por isso, eles estão sempre criando e lançando novos produtos e serviços. Muitos deles podem trazer benefícios reais aos clientes, outros podem trazer bastante prejuízo e amolação.

Hoje vamos falar sobre alguns desses serviços que os gerentes de banco costumam tentar nos empurrar, e que requerem todo o cuidado:

  • Título de capitalização: Esse é o meu preferido para começar a lista. Atenção: título de capitalização NÃO é investimento – se fosse, seria o pior de todos. É mais uma loteria do que um investimento. Se você quer comprar um para concorrer ao sorteio, menos mal – eu acho que em uma casa lotérica você encontra produtos melhores e mais divertidos, mas você é quem sabe. Se quer comprar para agradar seu gerente, paciência. Mas se quer comprar para investir seu dinheiro, eu sugiro que pense melhor.
  • Poupança: Pensou melhor e decidiu investir em caderneta de poupança? Sugiro que você pense um pouco mais. Especialmente em um cenário de juros elevados, a poupança perde feio para praticamente todos os investimentos conservadores. Seu rendimento é fixado em lei: pouco mais de 6% ao ano, mais a TR. Tem muito investimento por aí rendendo o dobro. Além disso, o crédito do rendimento acontece apenas uma vez por mês. Se você precisar sacar 1 dia antes do vencimento, não recebe os rendimentos. Resumindo: hoje em dia não há nenhuma razão para você aplicar em caderneta de poupança.
  • Pacotes de tarifas: Você sabe quanto paga por mês para manter sua conta corrente? Sabe o que está incluído nesse valor? Se não sabe, sugiro que procure saber. Você pode estar pagando por algo que não usa. Sabia que alguns serviços têm que ser gratuitos? E que há pacotes padronizados que todo banco deve oferecer? Veja aqui o site do Banco Central, explicando tudo isso.
  • Seguros: Bem mais prático contratar um seguro com o gerente do seu banco, certo? Pode até ser mais prático, mas não quer dizer que seja mais barato, ou mais eficiente, caso você precise acionar o seguro.
  • Investimentos: Quer um investimento simples e seguro para deixar seu dinheirinho por um tempo curto ou médio? Os bancos estão cheios deles, mas é preciso estar atento a alguns pontos:

……….-Carência: Você pode sacar o dinheiro a qualquer momento, sem perder os rendimentos?

……….-Taxa de administração: Um bom rendimento pode ir por água abaixo, se as taxas forem altas demais.

……….-Tributação: Para avaliar um investimento, leve em conta os tributos, como Imposto de Renda e IOF.

……….-Risco: Rentabilidade passada não é garantia da sua rentabilidade futura.

  • Empréstimos: Caixas eletrônicos são programados para exibir aos seus olhos modalidades de “crédito fácil”. Extratos bancários exibem seu saldo disponível já considerando o cheque especial. Tudo isso para te empurrar para um empréstimo com os juros mais caros do mundo.

 

Infelizmente, essas são apenas algumas das modalidades de pegadinhas que os bancos fazem conosco. Eu poderia falar mais, mas o espaço é curto.

Minha sugestão: procure saber mais sobre outros tipos de instituições financeiras, além dos bancos. Cooperativas de crédito podem fornecer praticamente todos os serviços de um banco. Corretoras de valores e de seguros podem oferecer produtos melhores, mais baratos e com atendimento especializado. Pesquise, pode valer muito a pena.

Autor

Ewerton Veloso
Ewerton Veloso é bacharel e mestre em Administração pela Universidade Federal de Minas Gerais. Trabalha há mais de 10 anos na área de monitoramento do Sistema Financeiro Nacional e é professor de Administração. Neste espaço, pretende convidar o leitor à organização das suas finanças e à reflexão quanto ao seu comportamento como consumidor e investidor.

One comment

  • Eu costumo fugir de produtos bancários.. Deixei meu dinheiro muito tempo em cadernetas de poupança… Mas há alguns anos abri os olhos e comecei a investir em tesouro e ações por meio de corretoras / home broker.. Mas dá uma tristeza olhar pra trás e ver o tempo que eu perdi deixando meu dinheiro rendendo o mínimo…

    Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *