O que são fundos imobiliários e como investir neles?

O que são fundos imobiliários e como investir neles?

Fundos de investimentos imobiliários são, como outros fundos de investimento, condomínios fechados divididos em cotas criados para investir em imóveis comerciais das mais diversas aplicações, sejam eles construídos ou em construção, cuja renda é gerada através da locação, arrendamento ou venda.

Comparando-os aos investimentos tradicionais em imóveis, os fundos imobiliários têm como principais vantagens:

  • Liquidez: as cotas são comercializadas diariamente através da BM&F Bovespa
  • Menor burocracia: você pode comprar e vender diretamente através do home broker – plataforma de negociações de ativos, sejam eles ações, fundos imobiliários, etc. –, às vezes realizando as duas operações no mesmo dia
  • Gestão profissional dos ativos: imóveis geridos por profissionais devidamente habilitados e capacitados para esta atividade
  • Capital mínimo bem inferior: a partir de dezenas de reais já é possível adquirir cotas: tem fundo cuja cota custa pouco mais do que R$1,00, mas para pequenos valores transacionados a taxa de corretagem costuma pesar no bolso do investidor, corroendo a rentabilidade
  • Possibilidade de diluição do risco através da diversificação: com os mesmos milhares de reais que você precisa para adquirir um imóvel, você pode comprar várias cotas de vários fundos distintos, cuidando de não diversificar exageradamente a ponto de complicar a sua gestão, os seus controles
  • Facilidade de negociação: pode comprar ou vender através da mesa da corretora, ou pelo home broker, caso prefira
  • Isenção de imposto de renda para os rendimentos para pessoas físicas: outra grande vantagem. Mas atenção, a isenção é apenas para os rendimentos, e não para a comercialização das cotas: para a comercialização, a taxa é de 20% sobre o lucro na transação.

Para investir em um fundo imobiliário o investidor deve procurar um banco ou uma corretora de valores e, com a conta regularizada, pode operar até mesmo pelo home broker (mesma plataforma para negociação de ações, apesar da natureza tão diversa), escolhendo o(s) fundo(s) dentre a ampla gama ofertada hoje em dia.

Importante ressaltar que toda esta facilidade em investir em um fundo imobiliário, associada à comodidade em fazer isto sentado no sofá da sala de sua casa, não deve ser motivo para qualquer avaliação displicente quanto à qualidade de cada fundo. Não basta, por exemplo, olhar para a relação entre os dividendos e o valor da cota: é importante pesquisar bastante sob pena de embarcar em uma canoa furada. Particularmente, uso muito a Internet como fonte de pesquisa, especialmente sites especializados ou até mesmo o site da BM&F Bovespa, onde os fatos relevantes podem ser encontrados.

Você pode estar se perguntando agora se é melhor investir em fundos imobiliários ou em imóveis diretamente e posso responder dizendo que tem gente que prefere uma linha, tem gente que se sente mais confortável em outra. E eu? Eu prefiro investir em fundos imobiliários pelas razões colocadas acima.

Em tempo, se quiser saber mais sobre os fundos imobiliários, no próximo dia 12 de novembro, às 19 horas, lançarei meu livro, “O Melhor Investimento para Você”, na Livraria Leitura do Pátio Savassi, em Belo Horizonte. Nele falo não apenas dos fundos imobiliários, mas também sobre diversa gama de investimentos.

Até a próxima.

Autor

Daniel Meinberg
Autor do livro “O Melhor Investimento pra Você – Princípios de Educação Financeira”, editora AR, 2015, que trata de forma clara para o leigo sobre diversos produtos focados em investimentos. Ministrou palestras sobre educação financeira.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *