O que você está procurando hoje?

Conheça o investimento que pode te ajudar a financiar a faculdade: Tesouro Direto Educa +

Banner Localiza

Você sabia que 65% dos estudantes do ensino médio têm o desejo de frequentar uma faculdade? No entanto, uma pesquisa realizada pelo IBGE revelou que somente 24% dos jovens entre 18 e 24 anos estão realmente cursando o Ensino Superior no país. Pensando em facilitar o acesso à educação, o governo lançou o título do Tesouro Direto Educa +.

Com o Educa +, a expectativa é que as pessoas passem a se organizar financeiramente, investindo com antecedência, para ter acesso ao Ensino Superior.

Se você quer saber como o Educa + faz isso, o que ele é, como funciona e se vale a pena investir nesse título do Tesouro Direto, continue a leitura!

 

O que é o Tesouro Direto?

Basicamente, o Tesouro Direto é uma modalidade de investimento em que você empresta dinheiro pro governo e recebe de volta com juros. 

Nesse sentido, a principal vantagem desse investimento é o fato dele ser seguro, já que é muito pequena a probabilidade do governo falir e você não receber seu dinheiro, por exemplo.

Existem várias opções de investimento no Tesouro Direto, hoje vamos focar no Educa +.

 

O que é o Tesouro Direto Educa +?

O Educa + é um título do Tesouro Direto para incentivar as pessoas a se programarem financeiramente para arcar com custos futuros da educação, seja dos filhos, de algum sobrinho ou dos próprios estudos.

Ele foi criado em agosto de 2023, durante o Governo Lula, pela Secretaria do Tesouro Nacional (STN), em parceria com a Bolsa de Valores Brasileira (B3).

 

Como isso acontece na prática?

No caso do Educa +, você pode investir um pouquinho do seu dinheiro todo mês ou colocar uma quantidade maior de dinheiro de uma só vez. 

Atualmente, existem 16 opções de títulos do Educa +. Para escolher o título, é preciso considerar em quanto tempo você precisará da renda mensal para gastos com educação. 

Então, se seu filho nasceu em 2023 e você quer poupar para pagar a faculdade dele, com 18 anos, o título ideal é o Tesouro Educa + 2041. No entanto, se você quer investir para o seu sobrinho que tem 15 anos em 2023, o título ideal é o Tesouro Educa + 2026.

Para saber qual o título ideal é preciso pensar em quando você precisará do dinheiro. Se seu filho tem 10 anos em 2023 e você quer investir hoje para que ele tenha uma renda mensal aos 18, o título ideal seria o Educa + 2031. Isso porque você ficaria investindo por 8 anos e em 2031 ele começaria a receber a renda mensal.

 

Resumindo:

Vantagens e desvantagens do Educa +

Vantagens:

  • O investimento acompanha a inflação e garante juros fixos, tornando-o mais seguro;
  • Possibilita uma renda extra mensal, durante 5 anos;
  • Possibilita investimentos a partir de 31 reais;

Desvantagens:

  • Caso você precise de retirar o dinheiro antes, precisará pagar uma taxa (chamada taxa de custódia);
  • Pode dar prejuízo caso seja resgatado antes do prazo final de vencimento;
  • Caso o titular faleça, o investimento vai para o inventário para ser distribuido entre os herdeiros;
  • Não dá pra escolher o período de recebimento de rendas mensais, você receberá o dinheiro durante 5 anos;

 

Para quem é o Educa +?

O Educa Mais é voltado para quem deseja investir na educação. Ou seja, ele serve para você ir juntando dinheiro, seja para bancar a mensalidade de uma faculdade, os custos de um alojamento para estudar fora do país ou fazer intercâmbio, por exemplo.

Além disso, o título do Educa + pode ser comprado por pessoas de qualquer idade. Isto é, não precisa ser maior de idade para conseguir adquirir esse título, conforme as informações do Governo Federal. 

 

Como funciona o investimento para menores de idade?

Para menores de idade investirem no Educa +, é preciso buscar uma conta que seja focada no público adolescente. No caso, algumas contas que oferecem esse serviço são:

  • Inter Kids;
  • PagBank;
  • NextJoy
  • Conta C6 Yellow
  • Iti, do Itaú;
  • Mercado Pago;

 

Eu posso usufruir do dinheiro investido para outra coisa, que não seja educação?

Sim. Não existe nenhuma obrigatoriedade que você comprove que usou o rendimento do Educa + para pagar a mensalidade de uma faculdade, por exemplo.

Porém, o objetivo é incentivar as pessoas a guardarem dinheiro para conseguirem arcar com os custos da vida universitária e concluírem o ensino superior.

 

O beneficiário precisa ser menor de idade?

De forma alguma! O Educa + é voltado para qualquer um que queira investir na educação, sua ou de terceiros.

 

Como o Tesouro Direto Educa + funciona?

O Tesouro Direto Educa + funciona em duas fases: o período de acumulação, quando você junta o dinheiro, e o período de conversão, quando você recebe o dinheiro do seu investimento, que é corrigido pela inflação mais juros.

Veja:

tesouro direto educa +

Aqui no gráfico conseguimos ver o que acontece no caso da pessoa que começou a investir em 2023 e pretende ter a renda mensal daqui 18 anos, em 2041. Todo mês ela coloca a mesma quantia de dinheiro (representada em azul).

Esse dinheiro começa a render juros (representado em verde). A acumulação total é todo o montante, o dinheiro que ela coloca mensalmente + juros (representado em laranja). Por fim, o período de conversão, que é o período em que a pessoa receberá sua renda mensal (representado em amarelo).

 

Qual o valor mínimo para investir?

No Tesouro Direto Educa + cada título tem um valor de investimento mínimo, sendo que os preços variam entre R$31,15 a R$59,21. Abaixo, confira alguns exemplos:

 

Posso investir durante quanto tempo?

O tempo mínimo de investimento no Tesouro Direto Educa + é de 3 anos, e o tempo máximo é de 18 anos. Ou seja, se seu filho estiver com 15 anos, será possível adquirir o título Educa mais e investir mensalmente até que ele complete 18, para usar o dinheiro poupado.

Para ficar mais claro, trouxemos a história do Bruno e do Marcos. Os dois decidiram investir no título do Tesouro Direto, mas de maneira bem diferente:

1. Bruno

Bruno acabou de ser padrinho! Seu afilhado nasceu e, como presente, Bruno decidiu fazer um investimento para o menino: todo mês ele vai colocar R$109,66 no Educa mais. Assim, quando seu afilhado completar 18 anos, o menino terá uma renda mensal de 700 reais para a faculdade.

2. Marcos

Por outro lado, Marcos também vai investir no Educa mais, porém, somente durante 3 anos. Recentemente sua filha veio lhe contar que gostaria de tentar o vestibular para fazer administração. Pensando em como ajudar a menina Marcos decidiu investir no Tesouro Direto Educa +.

Ele tem 3 anos para investir esse dinheiro e sua expectativa é de que sua filha tenha acesso a uma renda mensal de 700 reais. Para isso, Marcos investirá R$839,63/mês.

Veja:

 

1. O investimento do tio Bruno

Na situação de Bruno, ele teria que investir R$109,66/mês para garantir uma renda mensal de 700 reais para o seu sobrinho, considerando que ele começaria a receber daqui 18 anos.

tesouro direto educa + exemplo

 

2. O investimento de Marcos

No caso de Marcos, ele precisaria investir R$839,63 por mês para garantir uma renda mensal de 700 reais, que sua filha começaria a receber em 3 anos.

Ou seja, quanto maior o tempo que você tem para construir sua poupança, menores os valores que precisam ser guardados mensalmente.

exemplo tesouro direto educa +

 

Em quanto tempo eu recebo a renda mensal?

Você recebe o retorno dos seus investimentos todo mês ao longo de um período de 5 anos.

E esse prazo não foi escolhido por acaso… Afinal, as faculdades duram, em média, 5 anos

 

Então eu não consigo escolher o prazo dos aportes mensais?

Infelizmente não. Você necessariamente precisa receber o dinheiro em parcelas mensais, durante 5 anos.

Ou seja, se seu investimento seria para arcar com os custos de uma graduação que dura mais do que 5 anos, muito provavelmente o Educa + não seria uma boa ferramenta.

 

Quanto vou receber aplicando no Tesouro Direto Educa +?

O rendimento do Educa + é composto por duas partes: uma taxa fixa (chamada taxa real) + IPCA (taxa da inflação). Com isso, ainda que as coisas subam de preço no futuro, ao deixar seu dinheiro investido no Educa +, muito provavelmente, você não perderá seu poder de compra.

Ou seja, quando eles falam que a rentabilidade é composta pelo “IPCA + uma parte pré-fixada”, significa o seguinte:

  • IPCA: Isso é como uma medida de inflação, ou seja, o quanto os preços das coisas estão subindo ao longo do tempo. Se a inflação aumentar, o valor do dinheiro que você receberá do título também aumenta para acompanhar a alta dos preços.
  • Parte Pré-fixada: Aqui está a parte que já é decidida antes. É uma taxa fixa de juros que você vai receber em cima do dinheiro que emprestou ao governo, independente do que aconteça com a inflação.

Veja alguns exemplos de rentabilidades deste título:

exemplo rentabilidade tesouro direto educa +

Para você entender quanto precisa aplicar para conseguir a renda extra mensal usamos o simulador do Tesouro Direto. 

Nesse sentido, consideramos três situações que mostram qual o valor que você deverá investir todo mês para conseguir uma determinada renda, conforme o tempo. Veja: 

1. Para conseguir uma renda mensal de 700 reais, durante 5 anos: 

TABELA TESOURO DIRETO

2. Para conseguir uma renda mensal de 1200 reais, durante 5 anos: 

TABELA EXEMPLO TESOURO DIRETO

3. Para conseguir uma renda mensal de 3700 reais, durante 5 anos: 

exemplo tesouro direto

 

O Tesouro Direto Educa mais é seguro? 

Sim

Porém, todos os investimentos possuem riscos e, por isso, consideramos importante trazer essa informação aqui. 

Ou seja, muitas vezes “investimento seguro” não significa “sem risco”. 

 

Quais os riscos do Tesouro Direto Educa + 

Como trouxemos, a rentabilidade do Educa + tem a parte fixa que já é previamente definida e a parte que varia com a inflação. Então, o principal risco do Educa + é o risco de mercado. 

Isso acontece porque o valor dos títulos pode variar antes do vencimento, dependendo das condições do mercado. Se você precisar vender antes do vencimento, pode receber mais ou menos do que investiu. 

Ou seja, o Educa + pode dar prejuízo caso seja resgatado antes do prazo final de vencimento. 

 

Taxa Tesouro Direto

Então, você pode estar pensando: “Ah, mas será que eu tenho que pagar alguma taxa para investir no Tesouro Direto Educa +?” 

Depende. Mas calma, vamos explicar melhor. 

Em alguns casos, você terá que pagar a taxa de custódia, que é uma espécie de aluguel que você paga à Bolsa de Valores Brasileira (B3) para investir. 

Em quais casos é preciso pagar a taxa de custódia?

É preciso pagar a taxa de custódia caso:

  1. Resgate seu investimento antes da data de vencimento; 
  2. A renda mensal a ser recebida seja maior que 4 salários mínimos. 

1. Quanto eu pago de taxa se eu resgatar o dinheiro antes do vencimento? 

Ao investir no Tesouro Direto, se você decidir retirar seu dinheiro antes da data de vencimento, você terá que pagar uma taxa chamada de “taxa de custódia”. É como se fosse um aluguel que você paga à Bolsa de Valores Brasileira (B3) por investir.

Essa taxa de custódia representa 0,20% do valor do seu investimento a cada ano. Embora pareça uma taxa, ela é considerada baixa quando comparada às taxas cobradas por fundos de investimento, que geralmente variam de 1% a 2% ao ano.

2. Qual a taxa caso o valor a ser recebido seja maior do que 4 mil reais? 

Caso você queira investir no Educa +  para financiar uma faculdade de medicina, por exemplo, você teria que se preparar para conseguir uma renda mensal de cerca de 10.000 reais. 

Em casos que o valor a ser recebido mensalmente supera 4 mil reais, é cobrado uma taxa de custódia de 0,10% ao ano, sobre o valor que excede esses 4 mil. 

Então se você recebesse uma renda mensal de 10.000, teria que pagar uma taxa de custódia de 0.10% a.a sobre 6.000 reais. 

 

Como investir no Tesouro Direto Educa + 

Para investir no Tesouro Direto Educa +, entre no site do Tesouro Nacional e selecione a opção do título Educa mais.  

tesouro educa mais

Em seguida, simule seu investimento e, tendo escolhido o título, clique em “continuar”. 

Feito isso, o próximo passo é fazer seu cadastro, usando o gov.br. 

Finalmente, escolha uma das instituições financeiras credenciadas, Órama ou Banco Inter. Também é possível investir através de corretoras como a Toro Investimentos. 

Tendo escolhido a instituição ou corretora, é só fazer uma transferência e pronto! Você já terá comprado um título Educa +!

 

Usando o Simulador do Tesouro Direto Educa mais 

No simulador do Tesouro Direto é preciso que você preencha os seguintes dados: 

  • Quantos anos tem o beneficiário do seu investimento; 
  • Com quantos anos essa pessoa pretende começar a faculdade;
  • Qual a renda mensal pretendida para educação;
  • Qual o investimento inicial;

simulador tesouro direto

Além disso, você não precisa começar a investir do zero. Caso tenha um dinheiro guardado, é possível fazer um investimento inicial maior. 

 

Dúvidas comuns sobre o Educa + 

Se o responsável da conta falecer, o que acontece? 

Assim como ocorre com outros títulos do Tesouro Direto, caso o responsável da conta venha a faltar, o investimento entra para o inventário e é passado para os herdeiros. 

E essa é uma outra desvantagem do Educa +, já que o inventário, no geral, é um processo muito demorado. 

Ou seja, caso aconteça algo com você seu filho demorará muito para ter acesso ao dinheiro do Educa +. 

A alternativa para isso seria investir em um fundo de previdência privada que não tem inventário. Nesses fundos o dinheiro vai diretamente para o beneficiário. Veja nossos conteúdos sobre o assunto: 

 

Consigo isenção de IR aplicando no Educa +? 

No geral, despesas educacionais podem ser deduzidas na declaração de IR. “Então, se as despesas educacionais são dedutíveis, os meus investimentos no Educa + também serão?” 

Existe taxação de IR no Educa +. As taxas seguem a tabela do Imposto de Renda, diminuindo conforme o tempo da aplicação: 

tabela ir

Por fim, o Educa + vale a pena? 

Na maioria dos casos sim, o Tesouro Direto Educa + vale a pena. Isso porque é um investimento seguro, com uma boa rentabilidade (inflação + juros) e que garante uma renda mensal durante 5 anos. 

Porém, é preciso atenção com alguns pontos: 

  • Não tem como mudar o prazo dos aportes mensais a serem recebidos;
  • Se você resgatar o investimento antes é possível que você tome prejuízo; 

E aí, deu pra entender sobre o Tesouro Direto Educa +? Conta para a gente! E se ficou alguma dúvida, é só comentar. Ficaremos felizes em te responder =) 

E se você se interessa por investimentos, confira nosso simulador e descubra na nossa calculadora qual o melhor investimento para você! 

SIMULAR MEUS INVESTIMENTOS

Também achamos que você vai gostar:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *