Se você quer saber a melhor opção entre amortizar no prazo, na parcela ou investir seu dinheiro, descubra a melhor opção no nosso Relatório de Amortização

Financiamento Balão: como funciona esse tipo de financiamento de carro?

Assinar Podcast Educando Seu Bolso no Apple Podcasts
Assinar Podcast Educando Seu Bolso no Spotify
Assinar Podcast Educando Seu Bolso no Google Podcasts
Assinar Podcast Educando Seu Bolso no Castbox

Comprar um carro à vista é uma realidade cada vez mais distante na vida do brasileiro. Mesmo tendo mais vantagens, é difícil ver pessoas com dinheiro suficiente para pagar um automóvel à vista. Existem formas de parcelar o valor do seu carro como: consórcio, leasing, financiamento padrão e o  financiamento balão, que é o que vamos tratar nesse post.

O que é um financiamento balão?

Basicamente, é uma modalidade de financiamento que conta com as parcelas e taxas menores do que as do financiamento tradicional. Mas isso não é à toa, para compensar as parcelas menores o financiamento balão conta com a última parcela bem mais alta que é chamada de parcela balão ou parcela residual.

No financiamento balão, primeiro, você ajusta o  valor da entrada (20 a 50% do valor do carro geralmente), depois escolhe o número de parcelas (12 a 36 meses na maioria das empresas)e,  no final, o valor da parcela balão ( 30 a 50% do valor do carro).

financiamento balão, financiamento com recompra, ciclo toyota, compra certa hyundai, evolution honda, financiamento de carro, financiamento de veículo, simular financiamento de carro

Você pode até pensar que desembolsar 40% do valor do veículo na última parcela é algo longe da sua realidade. Mas é aí que entra a sacada das montadoras. Com objetivo de fidelizar o cliente, as montadoras oferecem a garantia de recompra. Ou seja, ao final do financiamento a montadora compra o seu carro usado. Por isso com o dinheiro da venda você quita a última parcela do seu carro e, com o restante do valor, dá entrada em um novo veículo da mesma marca obrigatoriamente.

O financiamento balão geralmente conta com recompra. Ou seja, a montadora garante que comprará seu carro mas para isso, você tem que usar o dinheiro restante, exclusivamente, para dar entrada em um carro 0km da marca. Isso faz com que o consumidor não deixe de comprar carro de uma certa marca, e tenha sempre um carro novo na garagem.

Mas essa não é a sua única opção, caso você não queria vender o seu carro, pode quitar a última parcela e continuar com seu carro. Ou, ainda, pode vender seu carro no mercado, usar uma parte para quitar a dívida e com o restante pode fazer o que bem entender.

Comparação entre empresas

Vendo uma oportunidade de fidelizar o cliente e ainda aumentar as vendas, muitas montadoras adotaram esse estilo de financiamento.

Mas, como o intuito é  permanecer muito tempo com uma mesma marca, você deve pesquisar bem sobre, e checar se a marca atende à todas suas necessidades. Mas não precisa se preocupar, muitas marcas fazem esse tipo de financiamento. Então, provavelmente, você irá achar alguma que goste.

Ciclo Toyota, Chevrolet Sempre, Compra Certa Hyundai, Evolution Honda, Troca Fácil Renault, Volkswagen Sempre Novo, Nissan Replay, são alguns dos planos que fazem esse tipo de financiamento. Na tabela é possível visualizar algumas diferenças entres esses planos.

 

MarcaEntradaParcelasBalãoRecompra
Ciclo Toyota30%12 a 36 meses20 a 50%Garantia de recompra
Chevrolet Semprea partir de 30%até 36 meses30%Garantia de recompra
Compra Certa Hyundaia partir de 20%12 a 36 meses20 a 40%Garantia de recompra
Evolution Honda30 a 50%24 ou 36 meses10 a 50 %Garantia de recompra
Troca Fácil Renault30%36 meses35%Garantia de recompra
Volkswagen Sempre Novo30 a 50%36 meses30%Garantia de recompra
Nissan Replaya partir de 30%até 36 mesesNão informadoGarantia de recompra

Pegadinhas desse financiamento

Taxas mais baratas, garantia de recompra, carro novo sempre. Tudo isso é muito atrativo, mas é necessário ficar de olho em algumas pegadinhas. Então tome cuidado na hora de escolher esse tipo de financiamento, ok?

Independente de qualquer coisa, a montadora vai comprar o meu carro no final do contrato?

Somente se você seguir todas as regras do contrato. Dessa forma, é feita uma série de exigências para que você tenha essa garantia. No mais, essas exigências variam de empresa para empresa, mas, em geral, o veículo deve:

  • Estar em ótimo estado de conservação e manutenção;
  • A pintura deve ser original do veículo e bem conservada;
  • Todas as peças e acessórios devem ser genuínos e em ótimo estado de funcionamento;
  • Documentação do veículo em dia, sem nenhuma pendência.

Manutenção e quilometragem:

  • A quilometragem do veículo geralmente não pode ultrapassar os 15.000 KM (quinze mil quilômetros) por ano de uso do veículo, considerada a média no momento da recompra.
  • Todas as revisões devem ter sido realizadas em concessionárias autorizadas pela marca. No tempo marcado pela marca.

Além disso, o estado de conservação deve ser quase perfeito. Usualmente, só são aceitas marcas de uso até:

  • Até 2 riscos de até 5 cm por peça.
  • Até 1 amassado de até 5 cm por peça.
  • Até 3 pontos de 2mm desde que não exista trinca nos vidros e faróis.
  • Até 1 risco de até 5cm por conjunto ótico nos vidros e faróis.

Mas isso não é regra! No mais, também varia de empresa para empresa.

Por quanto vou vender meu carro para a concessionária?

Bom, isso também muda de fabricante para fabricante. Então se a sua escolha for vender o carro para a concessionária é preciso ficar atento ao valor que será oferecido. Dessa forma, pode ser que você consiga um valor melhor no mercado, por isso vale a pena conferir.

Por exemplo, no Ciclo Toyota, a montadora garante 85% da tabela FIPE no seu usado. No Evolution Honda a garantia é a mesma do Ciclo Toyota. Assim, em ambos os casos, é possível conseguir uma porcentagem maior dependendo da condição do veículo.

Se eu quiser continuar com o carro?

Caso não queira trocar de carro, você terá que arcar com a última parcela. Por isso, como a última parcela representa uma boa parte do preço do carro, pagar esse valor final, chamado residual, pode ser um problema.

Além disso você pode, ao invés de pagar a parcela residual integralmente, renegociar sua dívida. Mas isso implicará em juros altos.

Não quero continuar com a marca, e agora?

Pode acontecer de você se apaixonar por um carro de outra marca. Mas o que fazer se você quiser trocar de marca? O jeito vai ser colocar seu carro no mercado, já que a concessionária só garante a compra caso você for dar entrada em um novo carro da marca, achar um outro comprador vai ser necessário. E aí entra o risco de você não conseguir vender o seu carro por um bom preço, afinal de contas, vai depender de como o mercado está.

Então vale a pena para quem?

Diante desses pontos, agora é a hora de saber se esse tipo de financiamento vale ou não para você.

Esse tipo de financiamento é ótimo para quem quer ter sempre um carro novo na garagem e tem uma marca do coração que sempre vai lhe satisfazer. As taxas são menores do que um financiamento normal, mas não é uma boa ideia contratar esse financiamento caso você queira permanecer com seu carro por mais de 3 anos. As parcelas são reduzidas, o que se torna um atrativo para quem não quer comprometer grande parte da renda na parcela do financiamento.

Dessa forma, na tabela a seguir, a simulação mostra a comparação entre o financiamento comum, e o financiamento balão. Consideramos um modelo Hyundai HB20, no valor de R$44.490,00

financiamento balão, financiamento com recompra, ciclo toyota, evolution honda, simular financiamento, financiamento de carro, financiamento de veículo

Então, se quiser permanecer com seu carro por mais tempo, terá que arcar com a parcela balão do seu próprio bolso. Como sabemos, essa última parcela não é pequena e pode pesar muito no seu orçamento. Além disso se você não quer comprometer sua renda com a parcela do financiamento durante muito tempo, pra você essa também não é uma boa opção. Isso porque você sai de um financiamento direto para outro. Ou seja, quando um financiamento acaba você não recebe um alívio financeiro, pois logo em seguida você entrará em mais um financiamento.

Mas se o seu caso é outro, e você quer estar sempre com um carro novo, bem conservado, ter o conforto de trocar de carro de tempos em tempos, essa é uma boa opção. Ou seja, mesmo sendo um pouco mais caro, a garantia da recompra pode fazer esse tipo de financiamento se tornar mais atrativo. 

Onde posso fazer o financiamento balão?

Esse financiamento é concedido pelos bancos das montadoras, a fim de fidelizar o cliente. Então, para aderir ao financiamento balão, você deve ir direto à uma concessionária da marca desejada e fazer sua cotação.

Avalie bem sua escolha

Pode ser muito atrativa a ideia de ter sempre um carro 0km na garagem. Porém é importante lembrar de todos os outros custos envolvidos com a compra de um carro, como gasolina, manutenção e seguro (ou proteção veicular). Ou seja: são muitos gastos, por isso é muito importante colocar todos eles na ponta do lápis. Além de garantir que você terá condições de arcar com um novo financiamento daqui a 2 ou 3 anos. Tomar uma decisão como essa sem levar em conta sua verdadeira situação financeira pode gerar uma série de dívidas futuras. E não é isso que a gente quer, não é mesmo? Por isso, antes de se decidir passe no nosso simulador de financiamento de veículos e faça sua simulação.

12 comentários

    • Leticia Vilela

      Muito obrigada Joel, que bom que você gostou!
      Fique à vontade para recomendar o Educando seu Bolso e sugerir novos temas para post!
      Leticia Vilela – Equipe Educando seu Bolso

      Responder
    • Leticia Vilela

      Oi Edvaldo!

      Fico feliz que tenha gostado do conteúdo. Fique à vontade para recomendar o Educando seu Bolso!
      Se tiver qualquer dúvida, estamos dispostos a ajudar.

      Leticia Vilela – Equipe Educando seu Bolso

      Responder
    • Leticia Vilela

      Muito obrigada Maércio, que bom que você gostou!
      Fique à vontade para nos indicar e sugerir novos temas para post.
      Leticia Vilela – Equipe Educando seu Bolso

      Responder
    • Leticia Vilela

      Que bom que gostou João!
      Fique à vontade para nos indicar e sugerir novos temas para post.
      Leticia Vilela – Equipe Educando seu Bolso

      Responder
  • Bom dia
    Uma dúvida. Eu posso fazer o pagamento adiantado dá parcela balão? E se eu puder, eles retiram os juros na proporção do adiantamento? Tipo, quero pagar a parcela balão em 12 meses após a compra do carro. Eles vão tirar os juros dos meses que faltam?

    Agradeço a atenção

    Responder
    • Leticia Vilela

      Olá Alessandra. Muito obrigada pela sua pergunta.

      Sim, você pode adiantar o pagamento da parcela balão! Segundo Resolução do Banco Central, as instituições financeiras tem a obrigação de ajustar o valor que seria pago ao final do financiamento a valor presente. Isso quer dizer que, serão descontados os juros na proporção do adiantamento. Por exemplo, se a sua parcela balão custar R$20.000,00 para ser paga em 36 meses e você quiser adiantar o pagamento para 12 meses você pagará R$14.871,12 ao invés dos R$20.000,00 (estimando que a taxa de juros do seu financiamento foi de 2,5% ao mês). Usei valores fictícios, para que você entenda melhor.
      É importante lembrar que esse desconto é um direito seu assegurado pelo Banco Central, e a instituição financeira deve prestar todos esses cálculos ao cliente! Caso queira ter uma resposta mais real, pode me mandar os dados do seu financiamento por aqui!

      Se tiver qualquer outra dúvida, basta nos perguntar!

      Leticia Vilela – Equipe Educando seu Bolso

      Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *