XP Investimentos, Toro Radar e outras corretoras x Grandes Bancos: a guerra da tarifa zero!

Assinar Podcast Educando Seu Bolso no Apple Podcasts
Assinar Podcast Educando Seu Bolso no Spotify
Assinar Podcast Educando Seu Bolso no Google Podcasts
Assinar Podcast Educando Seu Bolso no Castbox

Vivemos na era da inovação. Por que então consumimos sempre os mesmos produtos? Dois economistas da Universidade de Chicago (Brent Neiman e Joseph Vavra), analisaram os gastos de 160 mil americanos, durante 11 anos e concluíram que não somos tão aventureiros, quanto pensamos ser. Segundo o estudo, a maioria das pessoas sempre opta pelos mesmos produtos, independente de variações de preços ou marcas substitutas. Com as Finanças não é diferente. Corretoras de valores como XP Investimentos e Easynvest têm revolucionado o mercado de serviços financeiros. No entanto, os hábitos que desenvolvemos ao longo do tempo podem se tornar tão arraigados a ponto de impedir que aproveitemos a oportunidade de pagar menos por serviços melhores.

Nas palavras de Raul Seixas, apesar de preferirmos ser essa metamorfose ambulante, acabamos tendo sempre aquela velha opinião formada sobre tudo.

Como reação a esse aumento da concorrência, os grandes bancos responderam zerando diversas taxas, cobradas sobre seus serviços. Assim, inicia-se a chamada “guerra da tarifa zero”. Neste post vamos mostrar que quem ganha com isso é você, consumidor. Te desafiaremos a sair da zona de conforto e buscar os melhores planos e taxas. Você pode fazer isso migrando para pequenos bancos e corretoras de investimento como a XP Investimentos, Clear, Toro Radar ou pechinchando no próprio banco onde você tem conta. A redução de tarifas pode fazer uma enorme diferença para as suas economias e investimentos no longo prazo. Vai perder essa oportunidade?

Hábitos, rotinas e seu reflexo na vida financeira

A maioria das pessoas gosta de pensar que é que aventureira, propensa a inovar e a experimentar. Mas na verdade nós somos apegados à rotina, que muitas vezes nos prende a hábitos e más práticas. Ficamos acomodados e não nos damos ao trabalho de procurar ou aderir a opções diferentes, mesmo que elas sejam melhores.

Todos os dias fazemos o mesmo caminho para o trabalho, comemos as mesmas coisas, no mesmo horário. O mesmo acontece com as finanças. Ficamos sempre no mesmo banco, deixamos o dinheiro sempre no mesmo lugar, geralmente na poupança e por aí vai. Isto, no entanto, faz com que não prestemos atenção nas oportunidades que estão aparecendo no mercado.

Essa é uma acomodação natural do ser humano. O comportamento tem sido cada vez mais objeto de estudo na área econômica. Os resultados apontam para o fato de que vieses psicológicos influenciam nas finanças pessoais, afetando as decisões.

A primeira lei de Newton explica essa inércia: um corpo parado tende a permanecer parado a menos que uma força seja aplicada sobre ele. É essa força que o Educando Seu Bolso tenta ser para os seus leitores. Neste post a força aplicada será o incentivo a aproveitar a chamada “guerra da tarifa zero”. Assim é possível pagar menos por diversos produtos e serviços financeiros.

XP Investimentos, Easynvest, ModalMais, Mirae Asset, Toro Radar, investimentos, taxa zero

XP investimentos, Easynvest, Clear Corretora, Toro Radar e a guerra da tarifa zero

Corretoras de valores como a XP Investimentos, ModalMais, Mirae Asset e Toro Radar vem sendo agressivas ao oferecer tarifa zero para vários tipos de investimentos. Essa abordagem inovadora fez com que vários clientes dos grandes bancos migrassem para essas instituições financeiras.

O “roubo” de clientes foi tão expressivo que o próprio Itaú tentou comprar a XP Investimentos. A intenção do banco era se tornar o controlador da instituição. Ele conseguiu adquirir 49% da empresa. Mas a compra total foi vetada pelo Banco Central. O intuito é justamente impedir que aconteça uma concentração de poder muito grande no sistema financeiro. Assim, é possível manter vários fornecedores para se ter um grau mínimo de concorrência.

Outro exemplo de que a ofensiva das corretoras de investimentos vem surtindo efeitos são os dados de captação líquida da previdência privada, os famosos VGBLs e PGBLs. Pela primeira vez os bancos menores conseguiram captar mais recursos que o os grandes bancos nessa área.

XP Investimentos, Easynvest, ModalMais, Mirae Asset, Toro Radar, investimentos, taxa zeroReação dos grandes bancos: o Império Contra-Ataca

Grandes bancos como o Bradesco, o Itaú, Santander e até mesmo a Caixa Econômica Federal, que normalmente reage de maneira mais lenta às inovações, têm anunciado de uma forma bem enfática a eliminação de tarifas em vários produtos. Essa é uma tentativa de acompanhar a concorrência. Principalmente por meio da isenção da taxa de administração para aplicações em títulos do Tesouro Direto.

A concorrência nesse mercado se tornou tão acirrada que os bancos estão abrindo mão de tarifas que compõem mais de um terço dos seus lucros. À título de exemplo podemos citar a taxa de administração de Fundos de Investimento, TEDs, DOCs, entre outras.

Não fique acomodado e tire proveito dessa guerra!

As taxas de carregamento dos planos de previdência, que costumam ser bastante altas, em torno de 2%, estão sendo zeradas. Então, se você tem um PGBL ou um VGBL, a nossa recomendação é que você procure saber se essa redução de tarifas se aplica ao seu plano.

Há também uma grande ênfase nas taxas zero para o Tesouro Direto. Nele é possível aplicar o dinheiro com um grau máximo de segurança e obter rendimentos melhores do que a Poupança. Investir nos títulos do tesouro ficou mais vantajoso ainda com essa redução de tarifas.

Portanto, tente diminuir o custo total das suas aplicações. Seja negociando com o banco ou migrando para um financeira ou corretora menor, como a XP Investimentos, Easynvest ou a Toro Radar. Isso porque, esse custo é alto e no longo prazo ele impacta muito na sua rentabilidade.

XP Investimentos, Easynvest, Toro Radar e outras corretoras são realmente confiáveis?

Tirar o dinheiro de um banco, onde você já tem um relacionamento há anos e migrar para uma corretora é uma opção que deixa muita gente com o pé atrás. No entanto, nós já falamos algumas vezes sobre a crescente em que essas fintechs se encontram. Além disso, julgar pela experiência de que aderiu ao movimento, os clientes parecem satisfeitos,. Corretoras como a Easynvest e a Toro Radar aparecem entre as “melhores” no ranking do Reclame Aqui. Outra maneira conferir segurança a sua conta em corretora é através do programa CETIP Certifica.

A briga por investidores se expandiu para a renda variável!

XP Investimentos, Easynvest, ModalMais, Mirae Asset, Toro Radar, investimentos, taxa zeroA fim de atrair cada vez mais pessoas dispostas a investir e dar um novo passo à frente dos grandes bancos, corretoras de ações como a XP Investimentos e a Toro Radar anunciaram a isenção de tarifas para operações de renda variável. Uma ordem de compra de ação que antes custava R$0,80, agora não custa nada! O mesmo aconteceu com as taxas vinculadas a Fundos Imobiliários. A cobrança de R$16,90 nas taxas desses fundos, foi reduzida para ZERO!

No entanto, para aproveitar essa isenção de tarifas, o cliente precisa sair do plano gratuito e aderir a um novo pacote. O custo mínimo desse novo plano gira em torno de R$20,00. Para aqueles que se interessam pelo assunto e fazem operações com frequência, pode valer a pena.

Como o Banco do Brasil, o Bradesco, Santander e outros grandes bancos contam com a acomodação de seus clientes, a reação a esse tipo de abordagem é bem mais lenta. Porém, ao que tudo indica, daqui a alguns anos esses bancos deverão também reduzir o preço dessas operações.

Mas você não precisa esperar a reação do seu banco! Acompanhe as novidades do mercado financeiro e comece desde já a economizar e a buscar serviços mais baratos e de qualidade.

A concorrência está cada vez maior, não apenas no mundo financeiro

O surgimento de empresas mais tecnológicas e ágeis tem afetado o comportamento de diversos mercados. Uma situação semelhante à que acabamos de descrever no mercado financeiro é percebida na relação entre os táxis e outros aplicativos de transporte.

Este é um setor regulado. É necessária uma permissão do serviço público e durante muitos anos foi o único que prestava esse tipo de serviço. No entanto, de uma hora para outra estabeleceu-se uma concorrência. Aplicativos de motoristas credenciados por um processo alternativo, sem a necessidade de ter uma licença, uma placa vermelha e que fornece um serviço muito parecido, passaram a disputar clientes.

Não estamos defendendo aqui um lado ou outro, apenas explicando a dinâmica do mercado. Essa análise também pode ser estendida para o setor hoteleiro versus o Airbnb, por exemplo. Há uma série de disputas que vem acontecendo em várias áreas, que antes eram muito fechadas e reguladas e agora estão sendo obrigadas a se reinventar, para concorrer com as fintechs.

Uma quebra de paradigmas

O setor financeiro, que é altamente regulado, tem se deparado com o surgimento de instituições concorrentes. Essas empresas novas entraram no mercado oferecendo alternativas às vezes melhores, mensagens mais dinâmicas, mais intuitivas, onde se pode resolver os problemas com mais facilidades e mais baratas. Assim, os bancos tradicionais tiveram que reformular a sua relação com o consumidor.

Dessa maneira, os cinco grandes bancos que antes eram donos de tudo e que, muitas vezes, não se atentavam tanto para a relação com o cliente, vêm se mostrando cada vez mais preocupados com o relacionamento com o consumidor.

Um exemplo é uma propaganda realmente construtiva, lançada pelo Itaú, na qual trabalha-se assuntos de educação financeira. Ou seja, o banco está pagando para instruir o cliente! Isso demonstra uma mudança de paradigma na relação entre o banco e seus consumidores. Quando é que se viu os bancos tradicionais com esse grau de preocupação antes?

Mas isso tudo, porque foram estimulados pela concorrência. Esses bancos estavam perdendo clientes. Muitos consumidores se sentiram mais bem cuidados em bancos menores e corretoras, como a XP Investimentos, Toro Radar ou Mirae Asset e migraram.

Então, vamos tentar evitar aquela velha opinião formada sobre tudo. Façamos o exercício de ser um pouco mais daquilo que imaginamos: aventureiros, modernos, alerta às novidades e dispostos a experimentar. Esse é o convite que o Educando Seu Bolso deixa para os leitores. Para quem já quer dar os primeiros passos, sugerimos nossos simuladores de Contas Digitais e Investimento.

Por fim, se você está aí pagando tarifas altíssimas, ou com dinheiro parado perdendo rentabilidade, tire uma horinha do seu dia para se atualizar e analisar opções que podem fazer o seu dinheiro render mais. No final das contas, o seu bolso agradece!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *