Fundo DI ou Poupança: Não caia nesta armadilha!

Fundo DI ou Poupança: Não caia nesta armadilha!

Vira e mexe vemos artigos mostrando que muitos fundos de investimento DI com taxas de administração mais elevadas estão perdendo para a tradicional caderneta de poupança.  Ainda mais quando a taxa de juros básica de economia, a nossa conhecida Taxa Selic, fica abaixo de 10% a.a. Mas será esta a comparação ideal: Fundo DI ou Poupança?

Antes de tudo vamos para alguns dados:

Especialmente nos bancos de varejo, há muitos fundos DI com elevadas taxas de administração que chegam a ser superiores a 2% a.a. Luciana Seabra, da Empiricus, fez um levantamento das rentabilidades dos fundos DI do mercado e comparou com a poupança:  em maio/2017,  20  de 210 fundos DI analisados por ela perderam para a poupança e, caso a taxa Selic caia para 8,5% a.a., este número segundo sua estimativa aumentará para cerca de 65. Ou seja, em um cenário bem provável, investidores de fundos que possuem taxas de administração mais elevadas podem pensar:

“A melhor opção é resgatar meu fundo DI e aplicar na velha e conhecida Poupança!”

Não quero que você leitor do Educando seu Bolso caia nesta armadilha!

Primeiro porque mesmo no universo dos fundos DI, há hoje alternativas de fundos com taxas de administração bastante atrativas, a partir de 0,20% a.a. Com esta taxa terão rentabilidade superior a poupança. Importante destacar esta afirmativa está condicionada ao prazo do seu investimento.  Isto porque temos nos fundos DI uma cobrança regressiva de imposto de renda sobre o ganho, que pode chegar ao mínimo de 15% após 2 anos. Por outro lado a poupança é um aplicação isenta de IR.

Segundo porque há também alternativas de investimento: Temos títulos do Tesouro Direto e também os títulos privados emitidos por instituições financeiras (CDB, LCIs, Letras de Cambio etc).  Estes últimos ainda contam com a mesma garantia da poupança, pelo Fundo Garantidor de Crédito.  Estes, em geral, apresentam rentabilidades superiores à dos fundos DI e da Poupança.  Se quiser, pode consultar as rentabilidades no nosso comparador de investimentos.

Para investir nestes títulos você pode utilizar corretoras, distribuidoras ou optar por um gestor de carteiras autorizado pela CVM.

Um destes gestores de carteira, a Monetus, tem oferecido CDBs com liquidez diária. As taxas chegam a 105% do CDI. Esta é  sem dúvida melhor que a poupança e a grande maioria dos fundos DI do mercado.

De fato, não faltam alternativas interessantes aos fundos DI e à poupança. Por isso, volto a dizer, não caia na armadilha de ficar somente migrando de fundo DI para a Poupança e vice versa. E por fim, será que vale uma recomendação? Claro que vale! Vamos a ela: Fuja dos fundos DI com taxas de administração superiores à 1% a.a.  Aplicar neles será sempre um mal negócio!!!

Boa semana e bons investimentos!

Autor

Fabrício Ferreira
Fabrício S. Ferreira é mestre em Administração (Ênfase em Finanças) pelo Instituto COPPEAD - UFRJ e especialista em Finanças Bancárias pela PUC-MG. Possui experiência de mais de 15 anos no mercado financeiro, especialmente no mercado de capitais. Neste espaço, pretende esclarecer dúvidas e apresentar diferentes alternativas de investimento para que o leitor possa avaliar a mais adequada às suas necessidades.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *