O Gerente testou: pedágio expresso

Em 2015, publiquei aqui no blog um post em que avaliava os serviços de pedágio expresso. É hora de fazer um novo post, atualizando as informações nos planos, e trazendo uma nova empresa para a pesquisa.

Como são muitas informações, vamos começar logo com os resultados!

Fiz uma tabela com os nomes das empresas e seus respectivos planos, os valores de adesão, mensalidade e tarifas. Para as tarifas, simulei 3 situações: o usuário gastando R$ 25, R$ 100 ou R$ 150 por mês em pedágios e estacionamentos. Por fim, somo o gasto total com tarifas – isto é, não incluindo o valor do pedágio em si – durante 1 ano.

Para quem mora em São Paulo, os planos mais baratos são os regionais da Sem Parar. Para quem não mora e usa R$ 25 ou R$ 100 por mês , os mais baratos são da Move Mais. Para quem usa R$ 150, o da ConectCar está mais barato, seguido de perto pela Auto Expresso:

.

Agora quer saber os detalhes da pesquisa?

Move Mais

Esta empresa atua nos estados das regiões Sul, Sudeste e Centro-oeste, mais o estado da Bahia. Ela oferece dois planos pré-pagos: o Manual e o Automático. Os dois planos têm taxa de adesão de R$ 39,90 e não têm mensalidade. No plano Manual as recargas precisam ser comandadas pelo usuário. No Automático o usuário define um valor para a recarga, e sempre que seu saldo atingir 40% desse valor, ocorre uma nova recarga automaticamente. Os valores disponíveis para recarga variam de R$ 50 a R$ 500, com tarifas variando, respectivamente, de R$ 5 a R$ 20.

.

Auto Expresso

Esta atua nos estados de RJ, SP, RS, SC, PR, MG, BA, ES, GO e  MT. Traz como novidade a parceria com o programa Premmia, dos postos Petrobrás. Neste plano, a taxa de adesão é de R$ 60 e a mensalidade é de R$ 12,49. As despesas com abastecimento são lançadas diretamente no cartão de crédito do usuário. As despesas com pedágio e estacionamento podem ser pagas em uma fatura mensal com débito automático ou com cartão de crédito, com recargas de R$ 60 sempre que o saldo chega a R$ 25.

O plano Pré-Pago Recarga Automática permite usar pedágio e estacionamento, também tem taxa de adesão de R$ 60, mas não tem mensalidade. Em compensação, as recargas são tarifadas. Existem 4 valores possíveis para recarga, variando de R$ 50 a R$ 300, com tarifa variando de R$ 6 a R$ 22.

A empresa oferece também dois planos pós-pagos: o Livre e o Total. O Livre não tem taxa de adesão, mas tem mensalidade de R$ 17,90. O Total tem taxa de adesão de R$ 60,00, mas mensalidade de R$ 13,90.

.

Sem Parar

Atua nos estados de SP, BA, ES, GO, MT, MS, MG, PR, PE, RJ, RS e SC. Oferece um plano de abrangência nacional, o Automático. Não tem taxa de adesão e cobra mensalidade de R$ 21,74. As recargas são automáticas e não têm tarifa. O usuário define o valor, entre cinco opções, de R$ 50 a R$ 250. As recargas acontecem quando o saldo atinge 30% deste valor. Caso o usuário tenha mais de um carro no plano, o saldo é compartilhado entre os carros. Uma coisa que achei estranha e confusa é que, caso opte por débito em conta, é feita uma recarga para cada carro cadastrado no plano; caso use cartão de crédito é feita uma recarga para todos os carros.

Além do plano nacional, há planos regionais – por enquanto, apenas para São Paulo. No São Paulo Sem Parar é cobrada uma caução de R$ 40 para adesão, mensalidade de R$ 10,58 e não há tarifa na recarga. No Pré-Pago Paulista não há mensalidade, mas as recargas têm tarifas. Os valores das recargas variam de R$ 25 a R$ 150, e as tarifas vão de R$ 4 a R$ 15. Além disso, os plano valem apenas dentro do estado. Caso precise usar o pedágio fora, é cobrado R$ 1,69 em cada uso, e R$ 1,69 por mês para usar o estacionamento.

.

ConectCar

Atua em todo o país. Quando acessei o site, o único plano disponível era o Básico. O aparelho – chamado de tag – custa R$ 35, e não tem mensalidade. As recargas não são automáticas, e variam de R$ 30 a R$ 500, com tarifas variando de R$ 4,90 a R$ 21,90.

Em 2015 eu havia me cadastrado no plano Fixo, que não existe mais, então fui migrado para o plano Abastece Aí. Acontece que esse plano não estava disponível no site! Telefonei para a empresa, e me informaram que, depois que a pessoa se cadastra no plano Básico, ela pode mudar para o Abastece Aí. Nesse plano, a mensalidade é de R$ 19,90, as recargas são automáticas e não são tarifadas. Além disso, se precisar trocar a tag – em caso de troca do carro ou do para-brisa –, o usuário não paga nada.

A grande vantagem que eu via no meu plano antigo não existe mais: o desconto de 5% no abastecimento. Agora o desconto é de apenas 1%. Além disso, em minha opinião, ficou mais complicado. Antes era só abastecer, o frentista lia a tag com a máquina de cartão e debitava o valor direto na conta do Conect Car. Agora é preciso que o usuário comande o abastecimento no aplicativo para celular, faça o abastecimento, receba um código pelo celular, comunique o código ao frentista, para só aí concluir a transação. Testei a operação duas vezes, uma delas descontando o valor na conta ConectCar, a outra pagando com cartão de crédito. Na primeira, aliás, propositalmente abasteci um valor acima do que havia em minha conta. Ela ficou negativa uns minutos, depois foram feitas as recargas, sem problemas..

.

E agora?

É importante que o leitor avalie a sua necessidade de ter uma tag. Ela economiza tempo e dispensa o uso de dinheiro, mas, por outro lado, custa dinheiro. É claro que é muito confortável, durante uma viagem de volta para casa, estrada cheia, todo mundo cansado, passar rápido por um pedágio. Ou, após um dia de compras em um shopping center, evitar a fila do estacionamento. Mas é preciso avaliar bem. Pratique seu autoconhecimento, como já sugerimos aqui.

E não se esqueça: é fundamental avaliar bem todas as condições do serviço junto às empresas, já que elas podem mudar sem aviso prévio.

.

Nossa avaliação deste produto é totalmente isenta e independente. Não temos qualquer acordo comercial com as empresas ou com os produtos. Não recebemos qualquer comissão relacionada aos produtos ou aos serviços testados. Com esta seção, nossa intenção é apenas ressaltar produtos e serviços que julgamos que valham ser experimentados no meio desse emaranhado de opções que estão por aí ou alertar em caso de propostas que sejam armadilhas em potencial para o consumidor. Nada mais.

22 comentários

  • porque esses tags tem que cobrar mensalidade, deveria ser cobrada da empresa das estradas como e o cartão de credito que cora do lojista um percentual do valor.

    Responder
    • Ewerton Veloso

      Olá, obrigado pela mensagem.

      Sim, tanto a empresa que fornece as tags quanto as concessionárias de estradas têm interesse em que mais e mais pessoas usem as tags. Se a concorrência aumentar, quem sabe alguma empresa resolva reduzir ou mesmo eliminar as tarifas. Abç!

      Responder
    • Concordo com vcs, não deveríamos pagar por usar esse serviço, lá nos EUA quem tem a tag paga o pedagio mais barato. Outra coisa que não compensa mais é usar o Sem parar pré pago no estacionamento, eles cobram R$2,00 de taxa avulsa, muitas das vezes dá mais de 10% do valor de estacionamento. Achei que a Veloe iria trazer um produto revolucionário ao fazer concorrência com as empresas que estão aí, mas percebi que vai ser mais do mesmo, talvez falte regulamentação, porque as empresas deitam e rolam. Eu tenho o pré pago porque utilizo muito pouco o carro, porém, pelo uso que eu faço tenho pensado sinceramente em cancelar, não acho mais que compensa.

      Responder
      • Ewerton Veloso

        Olá, Pedro, obrigado pela sua mensagem.

        Em minha opinião, o que falta não é tanto a regulamentação. Falta concorrência. Assim que novas empresas entrarem no mercado (como acontece com as credenciadoras de cartão), os serviços vão se tornar melhores e mais baratos.

        Atualmente eu uso muito a tag, porque passo frequentemente por um posto de pedágio. A partir do ano que vem meu uso vai diminuir muito. Também vou avaliar se vai compensar usar o serviço.

        Abraço!

        Responder
  • Muito bom este post!!! Ajudou bastante, porque eu estava justamente procurando uma opção de pré-pago, já que a minha utilização não justifica pagar mensalidade. Valeu!

    Responder
  • Nunca entendi a política das tags, para mim não faz sentido eu pagar uma mensalidade por um serviço que faz as concessionárias economizarem com mão de obra (cobradores de pedágio). O que deveria é ter uma política de adesões maciças as tags e praticamente acabar com cobradores

    Responder
    • Ewerton Veloso

      De fato, as concessionárias se beneficiam da adesão dos motoristas ao pedágio expresso. Economizam em mão de obra, reduzem as perdas com assaltos, entre outras vantagens.

      Responder
      • Isto é basicamente problema de regulação
        Só se entende porque se paga por algo que reduz custo para o operador é verificar o “quem indica” nas agências federais e estaduais

        Responder
  • Estou usando o Move Mais no plano pre pago manual e estou muito satisfeito, uso para viagens que faço três vezes ao ano e como os créditos não expiram esta excelente para o meu perfiu de usuário!

    Responder
    • Ewerton Veloso

      Claudio, obrigado pela sua mensagem!

      Cada opinião de usuário enriquece o post. Em breve vou fazer mais uma atualização no texto.

      Abraço!

      Responder
  • tenho o conectcar mas nao estou usando gostava quando ia no posto ipiranga e colocava creditos agora que mudou nunca mais usei pois nao tenho conta no itau somente no bradesco qual outra alternativa de colocar creditos.

    Responder
    • Ewerton Veloso

      Prezado Randineis, obrigado pela sua mensagem.

      Eu confesso que faz algum tempo que não acompanho as mudanças nas regras do Conect Car. Meu plano é antigo, continuo com débito automático no meu cartão de crédito, bastante prático.

      Eu fico realmente admirado com o quanto a Ipiranga gosta de mudar o regulamento dos produtos dela. E, geralmente, para pior. É impressionante. Eles têm bons produtos, bons serviços, mas inventam tanta moda que o produto fica difícil de usar.

      Qualquer hora dessas vou fazer uma nova atualização no post, com os produtos não apenas da Ipiranga, mas dos outros também.

      Abraço!

      Responder
  • Muito bom este artigo, estou pensando em colocar com vcs todos orientando ficou melhor, estou avaliando, como praticamente só vou usar 1 vez ao mês para ir ao Mato Grosso do Sul , estou vendo que não vale a pena pagar uma mensalidade pra usar pouco, estava querendo o conctcar mas agora só este plano completo aí prefiro sem parar, agradeço a todos pelo artigo

    Responder
    • Ewerton Veloso

      Grande Alex, obrigado pela sua mensagem!

      Como eu uso muito, o ConectCar e sou usuário antigo, o ConectCar permanece como sendo minha escolha. Meu irmão instalou o Sem Parar recentemente. Ele usa menos que eu. Fez as contas, botou tudo na ponta do lápis e escolheu Sem Parar.

      Faça as contas, escolha o mais adequado para você e boas viagens!

      Responder
  • Boa noite! De fato, me ajudou este teu artigo. Tenho o conectcar, mas realmente, os valores de recarga estão absurdos. Como uso casualmente, estou pensando em migrar pra Move mais.

    Responder
    • Ewerton Veloso

      Cleyton, obrigado pela sua mensagem!

      É isso aí. Faça as contas, avalie seu perfil de consumo, veja se o plano está adequado. Senão, procure outro!

      Se decidir realmente mudar para a Move Mais e quiser vir aqui depois para nos contar sua experiência, será um prazer. Abraço!

      Responder
      • Ewerton, o MoveMais é a opção mais barata de todas se o consumidor tiver dinheiro para depositar 500R$ de uma vez, visto que a taxa é de apenas 20R$ e não tem mensalidade.

        No seu exemplo vc testou o depósito de 150R$ que cobra 13,20R$ de taxa, ou seja, 8,8%. No caso do depósito de 500R$, a taxa é apenas 4%.

        Responder
        • Ewerton Veloso

          Luiz Alberto, muito obrigado pela sua mensagem!

          As condições das empresas de pedágio expresso mudam com frequência. Por isso, nem sempre conseguimos atualizar o post a tempo. Seu comentário ajuda muito a nós e aos nossos leitores.

          Abraço!

          Responder
  • Excelente, artigo EWERTON !! e deve ter-lhe dado bastante trabalho …
    Queria somente lhe alertar que a CONECTAR, para variar, mudou tudo !!
    Agora os valores cobrados para a tua tabela vão de R$ 12,90 e R$ 16,90 respectivamente …

    Responder
    • Ewerton Veloso

      Grande Carlos, obrigado, que bom que gostou.

      Rapaz, eu já desisti de acompanhar a Ipiranga. No final do mês passado eles mudaram meu plano de novo. Agora se chama Completo. Disseram que não alterou o preço para clientes antigos.

      Eu queria mesmo é o desconto de 5% de volta. Isso, sim.

      Abraço!

      Responder
      • Bom dia, primeiro parabéns pelo trabalho.

        Quando comecei a usar o Conectcar o valor das recargas eram de 3% a 5% do valor, a ultima vez que vi passava dos 9% do valor. Absurdo.
        Parece que não estão mais oferecendo o plano pre-pago agora, apenas o plano completo, que ao meu ver não vale a pena pois com a mensalidade de R$ 19,90 você pode pagar R$2,00 a mais e ter os serviços da Sem Parar.

        Eu vou continuar com a conectcar pois quando fiz o plano Abastece ai, a mensalidade é de apenas 4,90, se subir eu pulo fora.

        Responder
        • Ewerton Veloso

          Lessandro, obrigado pela sua mensagem!

          Estou na mesma situação que você. Acompanhando a Ipiranga mudar os planos, encarecê-los, inventar novos aplicativos etc. Me mantenho no plano completo, também pago R$ 4,90, o que para mim é aceitável. Mas não me surpreenderei se as condições mudarem, e estarei de malas prontas para procurar outro fornecedor.

          Abraço!

          Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *