Robôs em busca do melhor investimento hoje

Assinar Podcast Educando Seu Bolso no Apple Podcasts
Assinar Podcast Educando Seu Bolso no Spotify
Assinar Podcast Educando Seu Bolso no Google Podcasts
Assinar Podcast Educando Seu Bolso no Castbox

Começo com esta obsessão atual com robôs. Hoje em dia é comum ouvirmos falar de robôs que fazem o trabalho que antes era feito pelo ser humano. Porém, de forma mais eficiente. Eles são mais confiáveis, pois não dormem, não tiram férias, não se cansam e, por isto, não falham. É nesta onda que serviços de investimento como Monetus, Vérios, Magnetis e Warren têm sido chamados de robôs de investimento. Apesar de não serem exatamente robôs, são mecanismos que procuram o melhor investimento hoje.

Eles tampouco são iguais entre si, por isso é importante compará-los. Afinal, você já abriu os olhos e percebeu que seu dinheiro rende mais fora dos bancões, certo? Então compare os robôs em busca do melhor investimento hoje, de acordo com seu perfil.

Como funcionam estes Robôs de Investimentos?

Onde está o seu dinheiro? Nas mãos de quem? Na maioria destes serviços que buscam o melhor investimento hoje, os robôs de investimentos (chame como quiser), a Gestora ou Consultoria de Investimentos (todas autorizadas e reguladas pela Comissão de Valores Mobiliários – CVM)  – Warren, Vérios, Magnetis, ou Monetus – não coloca a mão no seu dinheiro. Você faz uma transferência bancária – TED – para sua própria conta. Não em um banco, mas em uma Corretora de Títulos e Valores Mobiliários – instituição fiscalizada pelo Banco Central. Em seguida a gestora dá ordens à corretora para que ela aplique o seu dinheiro.

Como assim?

Você transfere dinheiro do banco onde recebe seu salário, por exemplo, para a corretora parceira de cada uma destas gestoras. Somente a partir de orientações de Monetus (Amaril Franklin), Warren (Santander), Vérios (Rico) ou Magnetis (EasyInvest) é que a corretora sabe o que fazer com o dinheiro, em busca do melhor investimento hoje.

Pode dar um exemplo?

Digamos que seu perfil de investidor seja mais jovem, bem planejado e que tem tolerância a risco. Assim, você teria, por exemplo, 70% em renda fixa e 30% em renda variável.

Se você investiu R$ 10 mil, digamos que R$7 mil vão comprar CDBs, LCIs, LCAs ou cotas de Fundo de Investimento Financeiro em Renda Fixa – FIRF. Os outros e R$3 mil vão comprar Ações ou cotas de Fundo de Investimentos em Ações – FIA.

Quem diz para a corretora que é para pegar os R$ 10 mil que estão na sua conta e comprar R$3 mil em ações ou cotas de FIA e R$7 mil em CDBs, LCIs, LCAs ou cotas de FIRF é o tal Robô de Investimentos. Ele é que vai buscar o melhor investimento hoje, de acordo com seu perfil.

Minha esposa, que é Designer, vive me dizendo que nem todo mundo gosta de ler e que muitos são “visuais”. Então para vocês, “visuais”, segue abaixo o caminho do dinheiro na Vérios. Ele é bem parecido com o que ocorre nos demais.

Verios

Segurança nos melhores investimentos

Muitos falariam antes da rentabilidade, que é o que faz arregalar os olhos da maioria. Você não conhece alguém que adora se gabar dos seus ganhos em investimentos? Aquela ação que comprou, ou pior, os ganhos com criptomoedas e outros animais fantásticos, que a gente não sabe bem onde habitam? Pois é! Mas aqui, não. No Educando Seu Bolso, somos mineiros, desconfiados… Nos melhores investimentos, segurança é fundamental.

Digamos que os R$7 mil compraram diretamente títulos (CDBs ou LCIs). Eles serão necessariamente registrados na Cetip e custodiados pela corretora em conta no nome do cliente (você), com possibilidade de verificação através do Cetip Certifica. Todas as instituições financeiras parceiras destes robôs de investimentos aderiram ao Cetip Certifica. Se você não conhece o programa, leia nosso post sobre o assunto.

Além disso, o Fundo Garantidor de Crédito – FGC – fornece uma espécie de seguro. Ele garante até o valor de R$250 mil que você tenha aplicado por banco, com limite máximo de R$1 milhão a cada 4 anos. Você também não conhece a proteção do FGC? Já escrevemos sobre ela. Então, se o melhor investimento hoje é coberto pelo FGC, melhor ainda!

Fundos de investimento

E no caso dos R$7 mil terem sido destinados à compra de cotas de FIRF? Aí não há o mesmo grau de segurança e controle. Em relação a aplicações em fundos, este é o padrão no Brasil. Por exemplo, se você aplica em um fundo na XP, você só vê esta informação na XP. Não conheço um lugar que centralize ou onde você possa consultar estas informações, como CETIP e BMF.

Na teoria, um fundo de investimento é separado da estrutura de corretora ou gestora. Tem CNPJ próprio e é propriedade dos cotistas. Assim, os patrimônios dos fundos não se comunicam com a Gestora ou corretora. Elas apenas têm o papel de gerir e administrar, respectivamente. Caso a qualquer uma destas gestoras de investimentos pare de existir, a administradora chamaria uma AGE para mudança da gestão. Caso a Administradora pare de existir, a gestora e os cotistas chamariam um AGE para mudança do Administrador. Tudo isso sem nenhuma penalidade para cotistas.

Porém, me parece que já houve caso no passado onde essa separação legal não foi devidamente respeitada. Portanto, eu, pessoalmente, acho que há, sim, um enfraquecimento na segurança do investimento via fundos, quando comparado com aquele feito diretamente em títulos. Apesar disto, devo esclarecer que mantenho um bom volume de recursos com a Monetus. Uma parte destes – a proporção alocada no curto prazo – no FIRF Monetus.

Renda variável

A mesma lógica vale para os R$3 mil restantes. Se comprarem diretamente ações, há registro em conta própria. Recebe-se extrato não só da corretora, mas de fonte independente, a Câmara Brasileira de Liquidação e Custódia – CBLC.

Se, alternativamente, o modelo de negócio dos Robôs de Investimento determinar a compra de cotas de FIA, entendo que perde-se novamente certo grau de controle – conforme descrevi acima, para o caso de você querer a conferir a vinculação específica da aplicação ao seu CPF.

Além disso, no caso de ambos os fundos de investimentos, além do extrato de Magnetis, Monetus, Warren e Vérios e de suas instituições financeiras parceiras Amaril Franklin,  Santander, Rico ou EasyInvest, respectivamente, é possível consultar a CVM para obter ou confirmar informações sobre os fundos.

Segue abaixo o caminho do dinheiro na Magnetis, para vocês verem que é bem parecido com o da Vérios (acima).

Magnetis

Rebalanceamento de carteira

O rebalanceamento de carteira automático é um argumento de marketing dos Robôs de Investimento.

Este balanceamento é diferente daquele que você já conhece, feito no seu carro junto com o alinhamento de pneus. Este aqui se dá na sua carteira de investimentos (se lembra dos R$10 mil?).

Digamos que seus R$10 mil foram investidos no começo de 2017. Como já dissemos, R$7 mil foram investidos em renda fixa e renderam aproximadamente 10% em 2017. R$3 mil foram parar, por exemplo, no Fundo de Investimento em Ações da Monetus, que se valorizou 57,92% no ano. Seu investimento agora vale R$12.437,60 (R$ 7mil + 10% + R$3 mil + 57,92%). Nada mal este ano, hein? Tomara que 2018 seja assim também!

Bom, mas voltando ao ponto, como você deve ter notado, sua carteira agora não tem mais a mesma proporção entre renda fixa e renda variável. Ao final do ano, você passou a ter 38% em ações, ao invés dos 30% originais, seu objetivo de investimentos. Isto é, aquele adequado ao seu perfil de riscos. Assim, pode se dar um ajuste a sua carteira. Ou vende-se uma parte da sua renda variável ou, em novos aportes, pode-se comprar apenas renda fixa. Isto, visando reequilibrá-la rumo aos percentuais originais.

Olhos humanos

Importante ressaltar que, quando se fala de Robôs de Investimentos, muita fé se deposita neste ponto. Imagina-se rebalanceamentos contínuos, capazes de reduzir exposição a Bolsa de Valores quando se imagina que ela subiu demais. Afinal, o melhor investimento hoje pode não ser o melhor amanhã. Os mesmos Robôs de Investimento se encarregariam de comprar novamente após fortes quedas, potencializando rendimentos.

Infelizmente, não vi nada assim em nenhum destes 4 robo-advisors. Monetus, Warren, Magnetis e Vérios são bastante cautelosos ao dizer que não fazem estes ajustes continuamente. Não fazem por causa dos custos de transação que estariam envolvidos, muitas vezes eliminando ganhos financeiros com as transações.

Acho que o mais seguro é dizer que eles, na verdade, não são realmente Robôs de Investimentos. São gestores ou Consultorias de Investimentos que se utilizam também de alguns algoritmos como ferramentas auxiliares. Não se iludam. O robozinho que a minha esposa comprou para limpar o piso lá de casa não faz o serviço melhor do que um ser humano, mesmo que as vezes esta pessoa queira se utilizar dele. =)

Neste ponto devo dar mais crédito à Monetus, que é quem menos se vende como Robô de Investimentos. Ela destaca mais o papel desempenhado por seres humanos como analistas, em busca do melhor investimento hoje.

Como se comparam estes robôs de investimento na rentabilidade?

Os rendimentos das empresas Monetus, Warren, Vérios e Magnetis nos últimos 12 meses estão listados abaixo. Os dados obtidos nesta tabela foram retirados do site Yubb em 09/02/2018. Mas atenção: é importante lembrarmos que a rentabilidade passada não garante nenhum retorno futuro!

Melhor investimento hoje

Como podemos ver, no perfil 1, que é o mais conservador – renda fixa apenas –, Magnetis, Verios e Monetus renderam mais do que o CDI – mostra lá pro seu gerente bancário, que fica te oferecendo CDBs a 80% do CDI, vai! – com a Warren ficando um pouco para trás.

Mas é quando se vai agregando mais risco que as diferenças entre os diferentes estilos de gestão aparece mais claramente. Agora repare os perfis 2 em diante.  Veja como a boa performance do Fundo de Investimentos em Ações da Monetus fez a diferença nos últimos 12 meses.

E produtos de investimento de longo prazo? Todas têm?

É do interesse de muitos investidores criar carteiras que deem um maior rendimento no longo prazo. Dessa forma a Monetus oferece hoje CDB’s com liquidez de 3 anos. Porém, com taxas mais atraentes do que as aplicações de curto prazo. Premiando aqueles que se planejam bem e que podem manter o dinheiro aplicado por mais tempo.

Hoje o fundo de Renda Fixa da Monetus dá um retorno de 100% do CDI. É bom, mas não é espetacular. Confira nosso Simulador de investimentos para ver que há opções melhores se você quer apenas investir por alguns meses. Já os investidores que podem e querem investir com liquidez de 3 anos, desfrutam de 120% do CDI. Este tipo de produto não é ofertado por exemplo pela Warren hoje. Recomendo mais uma vez que consulte nosso simulador para ver que esta, sim, é hoje da melhores rentabilidades do mercado.

E no fim das contas, qual é o melhor investimento hoje?

Em resumo, acho que com qualquer um deles você muito provavelmente estará melhor servido do que com seu gerente/banco. Então, minha recomendação é: mexa-se! Especialmente com Selic a 6,75% ao ano. Agora, não consigo bater o martelo exatamente em qual delas aplicar.

Temos recebido mensagens de leitores perguntando qual é o melhor investimento hoje. Na maioria das vezes, eles estão entre a Monetus e alguma outra – Vérios, Warren ou Magnetis pela ordem de frequência. Isso pode ser uma ordem de preferência. Ou pode simplesmente ter a ver com o fato de termos aplicação na Monetus e já termos escrito sobre eles. Afinal, podemos avaliar melhor a experiência quando somos usuários.

Mas acho que posso dizer com segurança que, para aplicações de curto prazo, a diferença de rentabilidade não é tão grande. E, infelizmente, há pequena redução na segurança, pela questão da operacionalização via fundos, que comentei acima. Apesar de que o tratamento que temos recebido dos gerentes dos bancões é tão marromeno que pode valer a pena migrar mesmo para os curtoprazistas.

Já para os que se planejam e têm horizonte de médio e longo prazos e também para aqueles que têm alguma tolerância a risco, a diferença de rentabilidade é significativa. Além disso, a manutenção da segurança da aplicação direta em títulos via corretora com a adesão ao Cetip Certifica e em valores dentro do limite de cobertura do FGC, fazem com que a escolha seja ainda mais óbvia. Corra, Lola, Corra! Escolha uma delas e volte aqui para nos contar como tem sido sua experiência e ajudar os demais.

=)

 

2 comentários

    • Daniel Meinberg

      Obrigado pela visita e pelo elogio.
      Conhecimento é fator fundamental para conseguir ganhar mais do que perder na Bolsa. Nosso conselho é que estude bastante.
      Atenciosamente
      Equipe Educando seu Bolso

      Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *