O Gerente responde: Investir em imóvel ou em renda fixa?

O Gerente responde: Investir em imóvel ou em renda fixa?

Atualmente, não tenho imóvel próprio. Saiu uma oportunidade de um imóvel ( R$ 353 mil) bem localizado na minha cidade natal, onde talvez eu possa voltar a morar num futuro. O prédio vai levar 3 anos para ser construído, e tenho que pagar nesses 3 anos, 30% do valor do imóvel (R$ 107 mil). Consegui aprovação para realizar a compra sem entradas e anuais, pagando R$ 2820 de forma linear até a entrega, o que para mim seria bom por não ter capital alto para entrada. E depois teria que financiar o restante. Gostaria de saber a opinião em relação a compra de imóvel no momento com as taxas de juros com tendência a caírem. Tenho intenção de, se for transferido para cidade natal, morar no imóvel. Caso não consiga, posso vender na chave, ou até mesmo alugar. Agora estou na dúvida se realizo a compra ou se busco uma forma de investir esse dinheiro mensalmente em alguma aplicação durante esse período para me capitalizar e esperar outra oportunidade. Se puderem opinar a respeito ou sugerir alguma aplicação mensal para esse dinheiro ficaria grato. Obrigado desde já.

João Guilherme

..

Olá, João Guilherme,
..
que bom que tem gostado do nosso trabalho!!! Em relação às suas dúvidas, há uma série de aspectos a serem analisados.
..
Como você está pensando em comprar um imóvel na sua cidade natal, em que talvez volte a morar no futuro, primeiro você tem que avaliar sua real perspectiva de retorno e em quanto tempo. Isso porque, a não ser que vislumbre uma possibilidade de valorização significativa decorrente de outros fatores, como melhorias no bairro ou no município que possam ter impacto no seu imóvel, e depois consiga vendê-lo com um bom ganho de capital, talvez não valha a pena você adquirir um imóvel que, no futuro, teria que alugá-lo, pois em geral não vale a pena.
..
Outro ponto a ser considerado é o fato de comprar na planta ou juntar o dinheiro e comprar o imóvel depois de pronto. Infelizmente, não temos bola de cristal, mas alguns aspectos têm que ser cuidadosamente avaliados. Ao comprar na planta você corre o risco de, em razão de algum problema de execução da obra ou situação econômica da construtora, o imóvel não seja entregue no prazo, ou até mesmo não seja entregue!!! Isso no Brasil é complicado, pois o custo de oportunidade do dinheiro é muito alto. Considerando que você pode juntar esses recursos sem comprometer seu orçamento, uma das alternativas é  investir mensalmente este valor e no futuro dar uma entrada maior ou, dependendo do prazo que for retornar, quem sabe até mesmo comprar o imóvel a vista com um bom desconto.
..
Se quiser ter uma ideia de quando teria aplicando por um determinado prazo, você pode utilizar o simulador que um dos nossos parceiros de investimento desenvolveu. Para isso, basta clicar no link abaixo e depois em “Saiba mais” e fazer a simulação.
..
..
Assim, você terá uma ideia tendo em vista seu perfil de investidor, quanto acumularia no período que deseja. Como você mesmo disse, com o dinheiro na mão, poderia acessar outras oportunidades no futuro.
..
Em resumo, dado o mercado imobiliário pouco aquecido atualmente e com uma baixa probabilidade de grandes valorizações, a não ser decorrentes de outros fatores locais/regionais, pode ser mais interessante você investir mensalmente estes recursos, seja no Tesouro Direto por alguma corretora, seja em um gestor tal como o Monetus, com o qual o Educando Seu Bolso fez uma parceria em 2016.  Neste ultimo caso, o gestor fará as alocações de investimento por você, de acordo com seu perfil de investidor, em uma conta aberta no seu nome em uma corretora, e cobrará uma taxa de gestão de apenas 0,45% ao ano. Caso queria conhecer mais, só entrar no link anterior.
..
Esperamos que tenhamos ajudado e desejamos bons investimentos.
..
Grande abraço!
..

Autor

Frederico Torres
Profissional do mercado financeiro há 20 anos e interessado em como fazer o $$$ parte de nossa vida de forma mais saudável.

4 comentários

  • Bom dia Ewerton!
    Tudo bem?

    Preciso da sua ajuda para definir qual a melhor forma para quitação de um financiamento Pela CEF.
    Minha dívida hoje e de R$44.387,88 no contrato, com uma parcela vencendo em: 21/06/17 no valor de: R$627,98,
    parcela de nº 83 de um total de 360 meses (30 anos).
    Tenho R$17.000 de FGTS, e mais a diferença numa aplicação para quitar o restante da dívida;
    Qual a melhor forma para quitar este financiamento sendo que fui a uma agencia da CEF e me falaram que
    minha dívida para quitação em um boleto que será emitido ficará no valor de R$47.584,00, sem o uso do FGTS?

    Responder
    • Ewerton Veloso

      Prezado Charles,

      Acho que não entendi bem a sua necessidade. Como assim, “a melhor forma para quitar o financiamento”? Forma de quitação é uma só. Basta procurar sua agência, explicar que vai usar FGTS e recursos próprios, providenciar os documentos necessários para o uso do FGTS e pronto.

      Achei um pouco estranha essa diferença de valores: R$ 44.387 e R$ 47.584. Normalmente a diferença é o valor da prestação, mas a sua prestação é de R$ 627. Onde você obteve esse valor de R$ 44.387? Sua dúvida é em relação a essa diferença?

      Abraço!
      Ewerton

      Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *