Livro Educando Seu Bolso
O prazer de guardar dinheiro

O prazer de guardar dinheiro

Como as realidades mudam o tempo todo, pensar no futuro, planejar gastos e guardar um pouco de dinheiro pode ser uma estratégia inteligente. A partir do momento em que começamos a compreender o porquê, para quem, como e quando devemos guardar nosso dinheiro, os passos se tornam mais claros e acessíveis e isso pode ser uma atividade prazerosa.

Para começar, devemos ter claro quais são os sonhos que temos e tirar da mente que viver e juntar dinheiro não podem ser aliados. Sim, eles podem ser aliados se temos controle do caminho que o nosso dinheiro percorre do dia em que recebemos até o dia em que sai da conta bancária. Viver bem não significa necessariamente consumir sempre.

Convido você hoje a fazer um novo exercício esta semana: o registro dos seus gastos. Fiz a experiência e foi algo bem interessante. Procurei direcionar todos os meus gastos para o cartão, sem usar papel moeda. Quando foi necessário, saquei no mesmo dia a quantidade que julgava que iria precisar… Com o carro na oficina nesta semana que passou, usei também um aplicativo de táxi que não é necessário pagar a corrida com dinheiro ou cartão, apenas digitar os três primeiros números do cpf e você paga via PayPal. Estas ações me permitiram um controle detalhado dos gastos da semana.

Muitas pessoas utilizam planilhas e aplicativos como já citamos aqui no blog, mas nesta primeira experiência utilizei um caderninho e fui separando as despesas por setores: alimentação, carro, despesas de casa, despesas com salão, contas, outros, etc. Depois de escrever tudo, isso mesmo, TUDO que paguei e comprei nesta semana, eu somei as categorias. E então consegui visualizar meus gastos por cada setor…

Como estou me mudando de residência, os gastos com casa foram os maiores, fiquei admirada como o que ouvimos sempre por aí realmente não é clichê: do pequeno se chega ao grande e são nestas pequenas despesas que realmente se vai um montante maior… As compras parceladas também são uma armadilha.

Identificando meus gastos, ao final desta semana, estabeleci uma nova estratégia. Em um post anterior falei sobre pagar primeiro a mim mesma quando receber meu salário. Dessa forma, somado a isso, peguei meu dinheiro destinado a economizar e pretendo investí-lo em tesouro direto ou aplicação.

Fechando as “torneiras de vazamento” do meu orçamento, (pequenos gastos que se tornam grandes) e tendo consciência do que eles são, posso aumentar minha reserva financeira e confesso que é muito bom ver esse montante crescer. Em breve, contarei um pouco mais sobre esta experiência.

Ficou claro que ser dono do dinheiro é colocá-lo para trabalhar para mim e não o contrário. Foi uma semana interessante no sentido de consciência, controle, economia e principalmente conhecer melhor minha rotina e meus gastos. Assim eu sei por que é melhor esperar as datas certas para comprar.

E você leitor? Tem o hábito de registrar seus gastos? Concluí que viver e juntar dinheiro PODEM ser aliados, desde que tudo seja bem planejado… Vamos praticar este novo esporte? O prazer de juntar dinheiro…!

Até a próxima semana!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *