Imposto de Renda 2015: O leão pode ser menos bravo, depende do domador!

Assinar Podcast Educando Seu Bolso no Apple Podcasts
Assinar Podcast Educando Seu Bolso no Spotify
Assinar Podcast Educando Seu Bolso no Google Podcasts
Assinar Podcast Educando Seu Bolso no Castbox

A Receita Federal divulgou, no dia 4 de fevereiro, datas e regras para declaração do Imposto de Renda 2015. Entre 2 de março e 30 de abril, são esperadas 27,5 milhões de declarações relativas ao ano-calendário 2014. Você está preparado para fazer a sua?

Declaração de Imposto de Renda 2015

O programa gerador da declaração do IRPF será disponibilizado no site da Receita Federal até o fim de fevereiro. A versão de testes, que não permite gravação da declaração, esteve disponível até 19 de dezembro. Grande parte das pessoas possuem algum tipo de dedução a registrar, quer seja de saúde ou despesa de instrução. Assim, é importante começar a coletar e organizar os comprovantes para efetuar a declaração. Esses comprovantes influenciam diretamente o valor a receber ou pagar à Receita na declaração de Imposto de Renda 2015.

O preenchimento da declaração é simples, no entanto, alguns detalhes devem ser observados. As mais famosas são as despesas de saúde e educação e a renda dos dependentes. Mas há outras que causam muitas dúvidas. Por exemplo, a impossibilidade de duas pessoas declararem o mesmo dependente, o valor das prestações pagas do financiamento imobiliário, entre outros.

Os comprovantes, recibos e notas fiscais utilizados devem ser preservados por cinco anos. Este é o tempo que a Receita Federal tem para notificar o contribuinte. Após esse intervalo, prescreve.

Preparação e entrega

As correções de algumas deduções foram realizadas. A simulação no programa gerador permitirá escolher que tipo de declaração, simplificada ou completa, é o mais adequado ao contribuinte. A declaração simplificada é mais vantajosa para quem possui poucas despesas dedutíveis a declarar. Quem optar por essa declaração, tem uma dedução de 20% dos rendimentos tributáveis, limitado a R$ 15.880,89. Se um indivíduo ganha R$ 35.000,00 por ano e gasta mais de R$ 7.000,00 por ano com despesas médicas e outras deduções, é melhor fazer a declaração completa.

A entrega da declaração de Imposto de Renda 2015 poderá ser feita por meio do programa de transmissão Receitanet, disponibilizado no site da Receita Federal. Também é possível a entrega  online, para quem tem certificado digital (assinatura para proteger transações eletrônicas). Ou ainda por meio do serviço Fazer Declaração, para tablet e smartphone. Este ano é o primeiro em que está disponível a opção de entrega online, sem necessidade de baixar o programa da Receita. As entregas nessas duas modalidades têm algumas restrições. Por exemplo, declarantes que tenham recebido rendimentos do exterior ou tenham tido ganhos de capital não podem utilizá-las.

Imposto de Renda 2015

Se você é um dos contribuintes que, por lei, não precisam declarar o Imposto de Renda 2015, minha sugestão é que, mesmo assim, fique atento e verifique seu informe de rendimento, pois pode ser vantajoso fazer a declaração. Escute nosso podcast abaixo e conheça as vantagens.

Lembrem-se que planejamento, organização e disciplina são fundamentais para que a alimentação do leão seja a mais balanceada possível!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *