Como vender no Mercado Livre, Magazine Luiza e Amazon!

Neste texto vamos te ensinar, de forma simples, como vender no Mercado Livre, Amazon e Magazine Luiza. Ou seja, seguindo um passo a passo, você será capaz de anunciar seus produtos em alguns dos principais marketplaces com atuação nacional!

Além disso, faremos uma comparação entre as soluções de cada uma das empresas, para que você escolha a melhor para o seu negócio. Afinal, o momento é de vendas online! Então é hora de colocar a mão na massa e começar a ganhar dinheiro na internet.

 

Antes de tudo, o que é marketplace?

Marketplaces são plataformas de vendas online. Para além de lojas virtuais, esses espaços reúnem diversos fornecedores, o que gera concorrência dentro do site. É como um shopping center, mas no ambiente virtual.

Segundo dados coletados pelo site E-Commerce Brasil em junho de 2020, Mercado Livre, Amazon e Magazine Luíza estão entre as 5 lojas multicategoria mais acessadas e que recebem mais pedidos no Brasil.

Portanto, neste post estamos abordando algumas das soluções mais relevantes de marketplace, que você precisa conhecer. Então vamos lá!

marketplaces com mais acessos no brasil em junho de 2020: mercado livre, americanas, amazon, casas bahia e magazine luiza

Escolher bons marketplaces é o primeiro passo para ter sucesso nas vendas.

Venda também em sua loja física com as menores taxas:

Simular máquina de cartão mais barata

 

Mercado Livre: conheça a empresa antes de abrir sua conta

mercado livre

O Mercado Livre é a maior comunidade de compras e vendas online da América Latina. Inscrever sua empresa nessa plataforma é muito simples. Além disso, não é necessário ter conhecimento em e-commerce ou programação para anunciar seus produtos.

A comissão pode ser gratuita. Isto é, sem taxa nenhuma para você vender.

Nessa situação, seu produto fica disponível por um prazo determinado (60 dias) e com baixa exposição. Ou seja, é mais difícil de você ser encontrado. Mas é uma boa possibilidade para teste.

Em outros planos, há comissões que variam entre 11% e 16% + valor fixo, de acordo com a categoria do produto. Nesses planos, a exposição dos seus anúncios é maior, o que representa maior possibilidade de vendas no Mercado Livre. Ou seja, praticamente as taxas são apenas para os anúncios.

como vender no mercado livre: existem opções de plano gratuito, clássico e premium

No Mercado Livre, não há taxa pela venda. As comissões são pelos anúncios.

Descubra tudo o que você precisa saber para vender online com segurança.

 

Como vender no Mercado Livre? 11 passos

Vamos ao passo a passo de como fazer sua primeira venda no Mercado Livre:

1. Em primeiro lugar, acesse o site da empresa e clique em “Crie a sua conta” no canto superior direito;

2. Na página seguinte, marque “Sou novo”, para mostrar que você ainda não tem conta (se já tiver conta, pode pular esta e as próximas duas etapas);

3. Em seguida, selecione se deseja abrir conta de pessoa física ou jurídica e proceda com o cadastro. São solicitadas informações básicas, mas que variam de acordo com seu cadastro.

4. Nesta página, também são apresentados os termos e condições do Mercado Livre. Assim, é importante conferir esse documento.

5. O próximo passo já é iniciar o cadastro do produto: primeiro você seleciona a categoria do seu produto.

como vender no mercado livre: é possível vender produtos, automóveis, imóveis e serviços

Existem quatro categorias de produtos no Mercado Livre. As condições comerciais são diferentes para cada uma delas.

6. Em seguida, preencha um título para seu produto. Lembre-se de cadastrar um título claro e explicativo!

7. Ao continuar, seu produto é categorizado. Confira se está correto e cadastre informações adicionais, se necessário.

8. Agora é hora de cadastrar as imagens, descrição, ficha técnica e se o produto é novo ou usado. E fique atento! Produtos com esses dados bem preenchidos são mais atraentes para os usuários.

imagem ilustrativa de etapa de cadastro de produto no mercado livre

Lembre-se de cadastrar um bom título para o seu produto. Títulos vagos não são chamativos.

 

Finalizando seu cadastro no Mercado Livre

9. Então, prossiga para os dados de pagamento. Nessa página você preenche: preço do produto, quantidade em estoque, formas de envio e frete.

10. Clique em “anunciar grátis”.

11. Após anunciar, você precisa apenas selecionar o quanto de exposição deseja para o seu produto. Pois, existem três planos, de gratuito a premium (assim como explicado no tópico anterior).

Venda também em sua loja física com as menores taxas:

Simular máquina de cartão mais barata

 

Amazon: o que preciso saber antes de vender?

logo amazon

A Amazon é uma gigante do marketplace americano, que vem ganhando cada vez mais força no Brasil. De fato, em pouquíssimos anos de atuação ela alcançou o top 10 e até o top 3 entre os shoppings virtuais brasileiros.

A primeira informação que você precisa saber sobre ela é que a Amazon é um pouco mais burocrática para aceitar novos parceiros em seu site. Então, é preciso conferir se você atende aos requisitos, quais sejam:

  • CNPJ ou CPF válido;
  • Conta bancária e cartão de crédito internacional MasterCard, Visa ou Diners;
  • Produto de uma das categorias aceitas pela Amazon.

Ainda, será preciso que você gere e envie à Amazon notas fiscais eletrônicas de todas as vendas realizadas.

As comissões à Amazon variam entre 8% e 16%, dependendo do seu tipo de produto. Além disso, é preciso selecionar um plano de vendas, que cobra mais um valor além dessas taxas (mensalidade ou valor fixo por venda).

 

Como vender na Amazon?

Agora que você já aprendeu como vender no Mercado Livre, vamos ver também como vender na Amazon:

1. Acesse o site de vendas da Amazon.

2. O primeiro passo é escolher o plano desejado. Existem duas opções: plano individual e profissional, dependendo da quantidade de vendas que você pretende realizar.

como vender na amazon: existem dois planos. profissional e individual

O plano individual da Amazon é indicado para quem pretende vender em quantidade menor. O profissional, para quem pensa em uma loja no marketplace mais consolidada.

3. Selecione uma das duas opções. Então, você será direcionado para a página de registro (se já tiver conta na Amazon, alguns dados já estarão preenchidos. Mas você precisará acrescentar algumas informações);

4. Na página “Comece a vender na Amazon”, faça o cadastro. São solicitados dados diferentes para PF e PJ.

imagem ilustrativa de cadastro na amazon

São quatro etapas de cadastro. É preciso estar muito atento para não errar no preenchimento de nenhuma informação.

5. Após preencher, lembre-se de checar os “termos e condições”. É importante que você conheça seus direitos e obrigações;

6. Então, você irá cadastrar seus produtos. A forma de cadastro depende do seu plano escolhido. Porém, em qualquer plano, o essencial é que você cadastre nome, estoque, preço e formas de envio. E lembre-se de fazer com que nome e descrição sejam bem atraentes e explicativos para o público! Afinal, você precisa ser encontrado.

 

Magazine Luiza: marketplace que conquistou o coração dos brasileiros

logo magazine luiza

A Magazine Luiza é uma empresa brasileira referência em comércio digital, que começou os negócios nas vendas físicas e se expandiu para o ambiente online. Em meio a pandemia do novo coranavírus, o Magalu Marketplace tem crescido cada vez mais.

Diferentemente da Amazon e do Mercado Livre, na Magazine Luiza só é possível se cadastrar para vender como CNPJ. Assim, é preciso, no cadastro, informar diversos dados referentes ao seu negócio, como nome fantasia, razão social, conta bancária PJ…

Também, é preciso conferir se seu tipo de produto é aceito pela empresa. As comissões variam entre 10% a 20% para pessoas jurídicas comuns.

Mas, além disso, foi iniciado um projeto para Microempreendedores Individuais (MEIs), com comissões de cerca de 4% e algumas facilidades. Vale a pena conferir!

 

Como vender na Magazine Luiza?

1. Em primeiro lugar, é preciso acessar o site do Marketplace Magazine Luiza e clicar em “cadastrar minha loja”;

2. Então, preencher os dados referentes à sua empresa, como os listados no último tópico;

3. Também, você deverá fornecer alguns dados de contato e financeiros;

4. Em seguida, você ficará no aguardo da aprovação da Magalu. Quando a avaliação estiver pronta, a loja entrará em contato com você. A análise leva cerca de 48h. Se aprovado, você receberá as instruções para seguir com o cadastro;

5. Pronto! Já é hora de cadastrar seus produtos. Isso é feito por alguma integração com plataforma de e-commerce ou por uma planilha.

Assista ao vídeo para entender com mais detalhes como funciona o processo de cadastro na Magalu.

Venda também em sua loja física com as menores taxas:

Simular máquina de cartão mais barata

 

Vender no Mercado Livre, Amazon e Magazine Luiza: qual vale mais a pena?

Cada plataforma tem suas peculiaridades, por isso, não existe exatamente uma que valha mais a pena. Mas é bom estar de olho em alguns detalhes, que podem ser decisivos na hora de escolher seu marketplace.

Por exemplo, dentre essas opções, o Mercado Livre é o menos burocrático. Ou seja, é mais simples colocar seus produtos nessa plataforma. Por quase não existirem barreiras, pode ser uma boa primeira opção.

Além disso, vender no Mercado Livre é uma boa aposta, porque é o marketplace com mais buscas e vendas realizadas no Brasil. Ainda, não há comissão para vendas realizadas, apenas para o tipo de anúncio (que é importante, se você quiser ser visto).

Porém, o Mercado Livre pode não ser a primeira opção para empresas maiores. Assim, vale a pena considerar Amazon e Magazine Luiza. Lembrando-se que Magalu é apenas para pessoas jurídicas.

 

Compare melhor as soluções: vender na Amazon, Magazine Luiza e Mercado Livre

Na Amazon, por exemplo, não há cobrança para depósito das vendas em sua conta bancária. Enquanto isso, no Mercado Livre há cobranças entre R$3,00 e R$10,00 para você receber o valor das vendas.

Além disso, as comissões da Amazon são as mais baixas entre as três opções listadas. Mas há a mensalidade, dependendo do plano escolhido.

Vender na Magazine Luiza é uma opção mais indicada para varejistas, devido à plataforma muito segura para seu negócio. Não é preciso pagar taxas adicionais ou mensalidade, diferentemente das outras opções. A Magalu também conta com serviço de entregas próprio, o que é um diferencial.

Outro ponto importante sobre a Magazine Luiza é que ela tem facilidades e apoia pequenos negócios.

logo do mercado livre, magazine luiza e amazon

Confira 13 empresas para ajudar o microempreendedor em meio à Covid-19.

Logo, é preciso se aprofundar em cada uma das soluções e estudar qual a mais vantajosa para você. Como foi possível perceber, são diversos pontos a serem considerados.

 

Ganhe mais dinheiro: aumentando o faturamento com marketplaces

Além de saber COMO vender no Mercado Livre, Amazon ou Magalu, é preciso também saber outros pontos importantes.

Por exemplo, o que vender no Mercado Livre? O que vender na Amazon? Se você já tem uma loja física, provavelmente será o caso apenas de selecionar alguns produtos para adicionar no meio virtual também.

Mas considere estender sua linha de produtos. Afinal, o meio virtual pode ser uma importante fonte do seu faturamento, ou até a principal.

Então, se você vende biquínis, por exemplo, pode ser interessante começar a vender outros artigos de praia no ambiente digital. Assim, o cliente pode adicionar mais itens ao carrinho, para pagar um único frete. Aumentando o ticket da venda.

E se achou as comissões informadas neste artigo altas, também há solução. É possível adicionar o valor no preço final do produto, fazendo com que o cliente arque com as taxas. De qualquer forma, é preciso avaliar, porque o preço final precisa ficar competitivo.

Entenda a importância de adequar seu negócio ao meio online. Saiba o que é e como entrar na transformação digital.

 

Impulsione ainda mais o seu negócio…

Agora você já aprendeu como vender no Mercado Livre, Magazine Luiza e Amazon. Mas é possível fazer muito mais. O Educando seu Bolso é especialista em soluções que te ajudam a fazer seu negócio crescer.

Portanto, acesse também nosso Simulador de Máquina de Cartão, para encontrar a maquininha mais barata para seu negócio. Dessa forma, tornando suas vendas ainda mais rentáveis.

Simular máquina de cartão mais barata

Gostou desse post? Comente aí embaixo qual marketplace escolheu e indique o Educando seu Bolso para seus amigos!

2 comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *