ranking maquininha de cartao descontos educando seu bolso

O que explica o recorde de saques na caderneta de poupança?

Assinar Podcast Educando Seu Bolso no Apple Podcasts
Assinar Podcast Educando Seu Bolso no Spotify
Assinar Podcast Educando Seu Bolso no Google Podcasts
Assinar Podcast Educando Seu Bolso no Castbox

A Caderneta de Poupança é o investimento mais tradicional no Brasil, além de ser também o mais popular. Entretanto, a Caderneta de Poupança teve rentabilidade muito baixa em 2015 quando comparada com a inflação. Sua rentabilidade real, inclusive, foi negativa nos últimos 12 meses.

Essa baixa rentabilidade fez com que em 2015, apenas no primeiro semestre, houvesse saques de até R$38,5 bilhões das contas dessa aplicação. Essa foi a maior fuga de capital da Poupança desde 1995.

O que explica essa retirada de dinheiro da Poupança?

Existem alguns fatores que contribuem para a fuga de dinheiro da Poupança. Um motivo relevante que ocasionou esses saques foi devido à alta inflação de 2015. Muitas pessoas precisaram usar suas  reservas financeiras para arcar com as despesas do dia a dia. No entanto, a maior parte dessa retirada foi devido à realocação. Ou seja, pessoas que resolveram reinvestir o dinheiro ao perceber que a rentabilidade da Poupança estava sendo muito baixa ao longo dos últimos anos.

Anualmente a Poupança rende cerca de 7,5% (TR + 0,5% ao mês), enquanto a Taxa Selic rende 14,25% ao ano. Como o poupador está percebendo que a remuneração está baixa, ele resolveu retirar suas reservas dessa aplicação. Inclusive a Poupança dos últimos 12 meses ficou abaixo da inflação do mesmo período, que foi entre 8% a 9%. Assim, nós do Educando seu Bolso aconselhamos você a buscar outras formas de investir. Você pode ter rendimentos maiores em outras aplicações tão úteis e seguras quanto a Caderneta de Poupança.

Se a Poupança não é um bom investimento, onde eu devo aplicar meu dinheiro?

Um leitor do Educando seu Bolso nos perguntou sobre qual a melhor aplicação para ter uma reserva no futuro. Esse leitor nos informou que ele desejava comprar um carro para o filho de 6 anos quando ele se formasse na faculdade.

Para ajudá-lo nós realizamos alguns cálculos e demonstramos que trocando a Caderneta de Poupança pelo Tesouro Direto ele aumentaria a rentabilidade anual de 7,5% para cerca de 12,2% (considerando valores líquidos de imposto de renda). Ou seja, houve cerca de 5 pontos percentuais de aumento. Basicamente, tendo em vista que o garoto tem 6 anos, caso o pai transfira o dinheiro que está na Poupança para o Tesouro Direto, daqui a 16 anos (considerando que o menino vai se formar aos 22) ao invés de ele obter R$30 mil, valor que teria rendido na Poupança, possuiria cerca de R$65 mil.

Assim, ele já pode deixar de comprar um carro popular, e já será possível adquirir um automóvel melhor. O garoto adorou a proposta e até ele já queria tirar o dinheiro da Poupança e colocar no Tesouro Direto.   

E para quem usa a Caderneta de Poupança como aplicação para curto e médio prazo, que outro tipo de produto, além do Tesouro Direto, pode adquirir para substituir?

Geralmente são fundos. Para quem pretende gastar uma quantia em um curto prazo  (2 ou 3 meses), uma aplicação de Tesouro Direto talvez não valha a pena. Isso porque a Poupança é isenta de imposto de renda e tem possibilidade de resgate do dinheiro no momento que você quiser. A melhor alternativa para substituir a Poupança nesse caso seria um Fundo de Investimento , que também permite resgatar sua reserva  no dia a dia.

No entanto, caso você queira gastar o dinheiro em pouquíssimo tempo, como em uma semana ou em um mês, a Poupança ainda pode ser útil. O problema é se você deixar depositado na Poupança altas quantias como R$50 ou R$100 mil. O mais adequado é deixar baixa reserva na Caderneta de Poupança, valores que serão utilizados no mês como R$5.000 ou R$6.000 reais.  

Cuidado com as armadilhas! O gerente do seu banco não é seu amigo!

É possível que em algum momento o gerente do seu banco tenha te oferecido um título de capitalização. Mas tome cuidado, isso não é aplicação financeira! O título de capitalização é uma economia programada, com pagamentos periódicos, na qual os integrantes têm o direito de participar de sorteios. Ao final do período do título de capitalização, é possível resgatar todo valor investido com possibilidade de um baixíssimo acréscimo financeiro. Sendo assim, preste atenção quando te oferecerem um título de capitalização, não aceite investir seu dinheiro nesse “jogo”.

Existe também uma campanha atual incentivando a investir na “Poupança Premiada”. Essa aplicação é como a Poupança em que  pode ganhar benefícios a partir de prêmios e sorteios. Entretanto, a possibilidade de você ganhar um desses sorteios é extremamente baixa.

Caso mesmo assim você esteja interessado no sorteio por gostar desse tipo de brincadeira, você pode fazer uma aplicação financeira rentável e utilizar o excesso de sua aplicação para jogar na Mega Sena. Desse modo, você permanecerá participando de um torneio, que no caso lhe proverá muito mais dinheiro. Além disso terá seu dinheiro rendendo valores superiores ao da Poupança. Inclusive as chances de vencer na Mega Sena são maiores do que na maioria dos prêmios da Poupança Premiada.

 

Caderneta de Poupança, Poupança, investimento, aplicação, dinheiro, saque, fuga, Tesouro Direto, Fundos de investimento, dívidas

 

Dívidas e títulos de capitalização

Normalmente as pessoas não confiam no gerente do banco. Não que eles mintam, entretanto eles costumam exagerar a qualidade de um produto para vender. Isso é o que acontece, por exemplo, com o título de capitalização. Muitas pessoas que estão em dívida costumam ter essa “aplicação”. Alguns chegam a pagar cerca de 8% a 10% de juros por mês, enquanto possuem um título de capitalização que rende praticamente nada.

Se você está devendo, abra o olho! Retire seu dinheiro dessa economia, já que a dívida cobra mais do que o título de capitalização te rende. Preste atenção também em outra pegadinha. O título de capitalização rende menos ao longo do tempo. Dessa forma, seus lucros serão menores a medida que você deixa suas reservas rendendo nesse modelo de investimento. Fique de olho também na taxa cobrada para retirar seu dinheiro de forma antecipada, em alguns casos esse valor pode ser abusivo.     

Mas, existem investimentos que podem me trazer segurança assim como a Poupança?

A Caderneta de Poupança é garantida pelo FGC (Fundo Garantidor de Crédito) da mesma maneira que um CDB, LCI, LCA e outros investimentos. Esse fundo recompensa todo investimento de até R$250.000 no caso de um banco falir e as pessoas perderem dinheiro. Dessa forma, todas as aplicações com a garantia do FGC possuem o mesmo nível de risco.

Entretanto, nem todos os investimentos são garantidos pelo FGC, como, por exemplo, um Fundo de Investimento. O Tesouro Direto também não é garantido por esse fundo. Entretanto é assegurado pelo Tesouro Nacional, ou seja, a garantia é do próprio Estado. Por isso, preste atenção se o título que você deseja aplicar tem garantia do FGC.

Inclusive, fique atento caso o gerente de seu banco te ofereça um fundo de investimento. Normalmente esse é um investimento interessante, no entanto é importante ficar de olho na taxa de administração, que em alguns casos podem ser muito altas (entre 3% a 4%) e ter uma rentabilidade real menor do que a própria Caderneta de Poupança. Por exemplo, um Fundo de Investimento com uma rentabilidade de 9% ao ano com uma taxa de administração de 3,5%, terá uma rentabilidade real de 6,5% ao ano, um pouco menor que a da Poupança (7,5% ao ano).   

Em relação às pessoas com dívidas com casa: vale a pena antecipar o dinheiro para pagar a dívida ou buscar um investimento com rendimento melhor?

As taxas cobradas para financiamento de casa são, via de regra, maiores do que a Caderneta de Poupança. Enquanto a Poupança está rendendo cerca de 7,5%, os imóveis rendem em torno de 8% a 9% ao ano. Inclusive ao considerar outros custos o preço pode chegar as 12% ou 13% ao ano de juros. Por isso, na maioria dos cenários, o mais adequado a se fazer é sacar o dinheiro da Caderneta de Poupança e amortizar a dívida. Entretanto, em alguns casos, quando se trata de investimentos seguros, é aconselhado manter o financiamento e aplicar o dinheiro que está na Poupança em um título do Tesouro Direto.

Este investimento pode render 12% ao ano, sendo que você ainda pode manter o financiamento imobiliário em cerca de 10%. Assim, você poderá ter um lucro de cerca de 2% ao ano, o que fará muita diferença a longo prazo. Mas lembre-se, seja consciente, tenha disciplina e não gaste esse dinheiro em supérfluos. Essas combinações são complexas, sendo necessário, por sua parte, monitoramento das taxas para saber se o investimento continua rendendo satisfatoriamente. Lembre-se de ficar atento às taxas de amortização. Talvez você esteja investindo um dinheiro que deveria ser utilizado para amortizar que você não amortizou para ganhar 2% ao ano.

É importante, portanto, você se conhecer e saber seu próprio comportamento e sua própria relação com o dinheiro. Inclusive, você pode usar nosso simulador de investimentos para descobrir qual a melhor forma de você investir sua renda e também nosso simulador de amortização de imóvel, assim você terá uma compreensão ampla do que é possível fazer com seu dinheiro e poderá tomar a melhor decisão para o seu bolso, é claro.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *