Energia solar fotovoltaica: pague menos na sua conta de luz!

Uma conta incômoda no bolso do brasileiro é, sem dúvidas, a de energia elétrica. Porém, você sabia que pode reduzir o valor da sua fatura em até 95%? A energia solar fotovoltaica veio para ficar e promete mudar a relação das pessoas com a conta de luz.

Para entendermos melhor sobre esse tema, o Educando seu Bolso teve um bate-papo com Carlos Lessa, da SolarTech, empresa nacional de energia solar. Escute o podcast que acompanha este texto para entender tudo em detalhes!

 

Energia fotovoltaica tem crescido cada vez mais no Brasil

O país teve o marco inicial para o setor de energia solar fotovoltaica em 2012, quando ocorreu a resolução normativa nº 482 da Aneel, sobre geração distribuída. Porém, o maior crescimento se deu a partir de 2016. De fato, o número tem praticamente triplicado a cada ano.

Em junho de 2020, a quantidade de sistemas conectados à rede já passava de 253 mil no Brasil. Ainda é um percentual pequeno comparado às outras fontes de energia disponíveis, mas ele tem potencial de crescer cada vez mais.

energia solar fotovoltaica

Simulador de energia solar: encontre o melhor custo-benefício.

 

Qual o motivo para o crescimento da busca pela energia fotovoltaica?

Segundo Carlos, o aumento pela busca por esse tipo de energia deve-se a 6 fatores principais, sendo eles:

  • Preços elevados das tarifas de energia cobrados pelas concessionárias (CEMIG, Eletropaulo…).
  • Poucas opções de fornecimento de energia, o que sujeita o consumidor a imposições de preços.
  • Aumento da confiabilidade na tecnologia pelas pessoas.
  • Procura por ações sustentáveis.
  • Criação de financiamentos dedicados ao setor.
  • Investimento tem um excelente custo-benefício.

 

Por que investir em um sistema de energia solar fotovoltaico?

Existem 3 principais motivos para buscar por esse tipo de sistema de energia:

 

1. Ótimo investimento

Em primeiro lugar, e mais importante, o investimento em um sistema solar fotovoltaico é muito vantajoso. Trata-se de um investimento porque você paga um valor inicial, esperando obter um retorno maior do que o preço gasto.

O chamado “payback“, que é o tempo de retorno do investimento, ocorre em média de 3 a 5 anos, conforme variáveis técnicas, dependendo de cada situação.

Desde o dia em que o sistema está instalado, já está gerando energia e o dinheiro começa a retornar. Ou seja, de imediato já existe retorno.

Com isso, a taxa média de retorno desse investimento tende a ser algo em torno de 25% a.a., e há casos em que ela é ainda maior. Certamente, a atratividade é muito grande.

Para comparar, um investimento em renda fixa no Brasil tem rendido cerca de 2%a.a. É uma disparidade positiva muito grande para a energia solar fotovoltaica.

Além disso, há valorização dos imóveis para locação, arrendamento… Afinal, você incorporou um ativo a esse imóvel.

Tendo os painéis solares, a conta de energia se reduz a zero?

Ela nunca vai ser zero, porque existem algumas taxas mínimas a serem pagas nas faturas. Por exemplo: iluminação pública, taxa de disponibilidade para os clientes comerciais e rurais (grupo B).

De qualquer forma, essa redução tem capacidade de chegar a até 95% da conta.

Além disso, caso seu sistema gere quantidade superior de energia do que a consumida no mês, o excedente será utilizado para abater no consumo dos próximos meses. O prazo para utilização de tais créditos é de até 60 meses (5 anos) após a geração da energia excedente.

SIMULE ENERGIA SOLAR

 

2. Sustentabilidade

Um ponto positivo evidente desse tipo de sistema é a geração de energia limpa. Ainda, no caso da contratação para uma empresa, é possível agregar uma imagem positiva ao negócio, pela sustentabilidade.

 

3. Confiabilidade e durabilidade

O sistema de energia solar fotovoltaico requer baixa manutenção. E a instalação é rápida e limpa.

A garantia dos equipamentos é muito estendida. Pois, a vida útil média de um sistema de energia fotovoltaico é estimada acima de 30 anos.

 

Bandeiras de energia: quem tem energia solar está sujeito a elas?

Bandeiras tarifárias são faixas de preço para a energia. Elas variam conforme a demanda populacional e nível de produção pelas empresas (normal, baixo…).

Não existe bandeira tarifária na geração de energia fotovoltaica. Isto é, quem está gerando a energia não tem a incidência dessas tarifações. O pagamento é feito por kW/hora adquirido na concessionária (que é a companhia de energia).

Por exemplo, caso a bandeira da CEMIG passe de amarela para vermelha, não há aumento nenhum de preço para você.

 

Orçamento de energia solar: qual o custo?

O custo do sistema parte de R$13.500,00. É um custo elevado, principalmente em um país como o Brasil.

Mas calma! Já existem linhas de financiamento específicas para a energia solar fotovoltaica, que contam com taxas de juros baixas e altos prazos de pagamento e carência.

Nesse sentido, é possível praticamente trocar o que você paga na sua concessionária de rede elétrica (CEMIG, Eletropaulo…), por exemplo, e passar a pagar ao BNDES, para constituir um sistema solar seu, que vai durar bastante tempo.

engenheiros instalando um sistema de energia solar fotovoltaica

SIMULE ENERGIA SOLAR

 

É possível gerar energia em um local e utilizar em outro?

Isto é, vamos supor que você tenha mais de um imóvel. É possível gerar em apenas um local e fazer com que valha para os dois ou mais? A resposta é: sim! Isto se dá por meio de um mecanismo que chamado “autoconsumo remoto”.

Para que isso funcione, é preciso atender a alguns requisitos, quais sejam:

  • as contas de energia devem estar na mesma titularidade (mesmo CPF ou CNPJ);
  • e estarem dentro da mesma área da concessionária de energia.

 

Na prática

Então, vamos supor que você tenha duas casas: uma de fim de semana, nos arredores de Belo Horizonte, e um apartamento no centro da cidade. É possível instalar os painéis na casa de campo e gerar energia também para o apartamento.

Fazer isso é muito simples. O próprio projeto já prevê, desde o início, que os dois CEPs entram no mesmo kit de energia solar.

 

Como funciona a manutenção do sistema fotovoltaico?

Durante os 25-30 anos, relativos ao período de eficiência dos painéis solares, são previstas uma ou duas trocas do inversor. Ou seja, as manutenções são muito raras.

Basicamente, ao longo do tempo, o necessário é fazer a limpeza dos painéis. O próprio usuário pode fazer a limpeza desse sistema, salvaguardadas questões de segurança. Ela é de grande simplicidade e deve ser feita 1 vez por semestre.

 

O sistema funciona em dias nublados também?

Sim, em menor intensidade. Durante a noite não há geração de energia. Porém, em um sistema bem dimensionado, a energia gerada durante o dia é usada à noite, sem qualquer prejuízo.

Durante a noite você se aproveita de um excedente de geração feito no período diurno. Ou seja, é feito um cálculo pela média de gasto na hora de instalação.

Da mesma maneira, esse cálculo vale para dias nublados e chuvosos. As condições meteorológicas do lugar onde você vive são levadas em consideração.

 

Moro em um apartamento: posso ter energia solar fotovoltaica?

É preciso avaliar caso a caso, mas muitas vezes, sim! No telhado do imóvel é a forma mais comum de instalação. Porém, há outras formas, como no nível do solo, coberturas solares, galpões, brises de fachadas, estacionamentos.

O desenvolvimento da solução é moldado de acordo com as restrições ou necessidades de cada cliente.

 

Dimensões e características dos painéis solares

  • 2 metros comprimento x 1 metro largura por painel;
  • Peso: 25 kg por placa de energia solar;
  • 330 Watt-pico a 500 Watt-pico (medida de potência energética de sistema solar fotovoltaico);
  • A área total depende muito do consumo do cliente e da meteorologia do local. Porém, normalmente a área do telhado do cliente é suficiente.

 

Sistema de monitoramento no celular

Existem sistemas de monitoramento remoto, com aplicativo pode ser baixado no celular (Android, iOS) ou pela web, no seu computador. Assim, o usuário pode acompanhar em tempo real a performance do sistema e as estatísticas relacionadas.

Além disso, caso haja um desvio é possível identificar e reparar com maior facilidade. Pois, trata-se de uma excelente ferramenta de gerenciamento e diagnóstico.

 

Como escolher a melhor empresa de energia solar fotovoltaica?

Assim como funciona na escolha de qualquer produto ou serviço, é preciso levar em consideração mais de um fator. Os principais deles são:

  • Equipamentos: há várias marcas, diferentes especificações, para distintas variações de inclinação do telhado, qualidade de equipamentos diversas. Portanto, é preciso analisar o equipamento indicado, junto à venda consultiva de engenharia;
  • Serviços: ainda, é muito importante avaliar o nível de experiência dos profissionais envolvidos;
  • Custos: levando os dois pontos acima em consideração, é bom comparar preços para encontrar o melhor custo-benefício.

 

Veredito: energia solar fotovoltaica compensa?

Sim! O principal objetivo deste texto foi remover algumas barreiras que as pessoas têm em relação à energia solar. Entre vantagens e desvantagens, esse tipo de serviço possui um número de vantagens muito superior.

Isto é: há um excelente payback da energia solar, praticidade, durabilidade. Os maiores pontos que podem ser considerados negativos são o alto investimento inicial (preço) e dificuldade de instalação em alguns locais, como alguns apartamentos.

Porém, para alto custo de instalação, existem as fontes de financiamento com condições favoráveis de pagamento. Portanto, vale a pena comparar soluções.

SIMULE ENERGIA SOLAR

Ficou com alguma dúvida? Comenta aí embaixo!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *