Máquinas de cartão de crédito: qual a melhor para o seu negócio?

Assinar Podcast Educando Seu Bolso no Apple Podcasts
Assinar Podcast Educando Seu Bolso no Spotify
Assinar Podcast Educando Seu Bolso no Google Podcasts
Assinar Podcast Educando Seu Bolso no Castbox

No programa Em Boa Companhia, da Rádio Inconfidência, falamos sobre máquinas de cartão de crédito. E esse assunto dá pano pra manga… Às vezes pode ser fundamental ao comerciante oferecer aos seus clientes a opção de pagamento por meio de cartão. Mas há alguns detalhes importantes a que ele deve ficar atento. Nossa conversa com o radialista Pedro Vieira foi para esclarecer o tema.

.

A gente usa muito cartão, facilita muito. Mas o comerciante fica em dúvida: qual é o melhor modelo? E como ele paga pelo uso da máquina?

Algumas administradoras de cartão cobram mensalidade, outras cobram apenas uma porcentagem sobre o volume das vendas. Esta porcentagem pode variar de acordo com o segmento de atuação do comerciante.

Há uma série de novos fornecedores no mercado. Vou citar alguns, sem fazer propaganda de nenhum, apenas para informar: Elavon, Bin, Cielo, PagSeguro, Rede.

Usar cartão é bem prático, as pessoas podem evitar andar com muito dinheiro no bolso, além de outras vantagens. Mas, claro, não nos esquecendo dos riscos dele.

.

Máquinas de cartão de crédito

.

Caso real: como escolher a melhor, entre as várias máquinas de cartão de crédito?

Estou com uma dúvida da nossa leitora Cristiane. Ela é Microempreendedora Individual – MEI e quer adotar uma máquina. Ela quer comparar as taxas e custos entre as diversas opções existentes, mas não tem estimativa de faturamento.

Fizemos, então, uma simulação. Como ela é MEI, pode ter um faturamento médio mensal de, no máximo, R$ 5 mil. Estimamos que ela fature esses R$ 5 mil, sendo R$ 1 mil em dinheiro e os outros R$ 4 mil no cartão. Esses R4 mil, dividimos em: R$ 1 mil no débito, R$ 2 mil no crédito à vista e R$ 1 mil em crédito parcelado.

Lançamos estes valores em várias opções de máquinas de cartão crédito existentes no mercado. Neste caso, a mais barata foi a Pag Seguro. No primeiro ano ela teria o custo de aquisição da máquina (R$ 480), mais as taxas de desconto, o que ficaria em R$ 2212,80 (para um faturamento de R$ 48 mil).

Entraram na nossa comparação as máquinas da Rede, Cielo, Bin e Elavon, e a Pag Seguro foi a mais barata. E a partir do segundo ano, fica mais barata ainda, pois o comerciante não terá o custo da máquina.

.

Certo. A administradora retira sua comissão. Mas e o restante, o comerciante recebe imediatamente?

Nem sempre. Depende da empresa e da função. No débito, a pessoa leva em média 2 ou 3 dias para receber. No crédito à vista, a pessoa leva cerca de 30 dias. No crédito parcelado, recebe de acordo com o número de parcelas em que foi efetuada a venda.

Este é um ponto importante. Para o comerciante adotar esta forma de recebimento, ele precisa se planejar financeiramente. Precisa entender a gestão financeira do pequeno negócio. Não é muito diferente da gestão financeira pessoal. A maioria de nós tem seus recebimentos e despesas ocorrendo periodicamente, mês após mês. E todos precisamos equilibrar bem nossas receitas e despesas ao longo do tempo. Da mesma forma, é importante que o comerciante saiba que não basta implantar a máquina, começar a vender mais, e agir como se já tivesse o dinheiro em mãos. É preciso se acostumar com o fato de que, ao adotar máquinas de cartão de crédito, o tempo da venda pode ser bem diferente do tempo do recebimento.

.

Antecipação de recebíveis

Aí entra outra forma pela qual as administradoras vêm ganhando dinheiro: a antecipação de recebíveis. Por meio desta modalidade, o comerciante recebe o valor das suas vendas imediatamente, mesmo que tenha vendido a prazo. Isto, claro, vai lhe custar dinheiro. As administradoras antecipam o valor, mediante uma taxa de desconto maior.

Muitos comerciantes, quando têm urgência de dinheiro para honrar seus compromissos, recorrem a esta opção. Para o banco, isto é uma operação de crédito comum, sujeita a taxas e outros custos. Por isso é muito importante que o comerciante entenda e se adapte a esta forma de realizar vendas. Quanto menos taxas ele pagar, melhor, evidentemente.

É importante reparar que, mesmo sem a antecipação de recebíveis, o custo não é baixo. Na opção mais barata que encontramos para a Cristiane, o custo foi de mais de R$ 200, em um faturamento de R$ 40 mil. Isto é, mais de 5%. Não é pouco. Quem é comerciante sabe que não é fácil conceder um desconto de 5% aos clientes. Da mesma forma, não é fácil pagar uma taxa dessas à administradora. Por isso, é fundamental gerenciar bem as entradas e saídas de dinheiro, para não precisar adotar a antecipação de recebíveis e aumentar mais ainda o desconto.

E você, conhece nosso Comparador de Máquinas de Cartão de Crédito? Não deixe de conhecer, ele é seu melhor parceiro para saber qual é a opção mais adequada ao seu negócio.

Veja abaixo as opções mais clicadas no Comparador:

.

.

Empreendedores

Além de máquinas de cartão de crédito, também falamos um pouco sobre ser empreendedor.

Há vantagens importantes em ser Microempreendedor Individual – MEI, como nossa leitora Cristiane. Além de pagar impostos mais reduzidos, paga-se também de forma mais prática, isto é, todos os impostos de uma vez só. É mais fácil.

Sobre esse assunto, Pedro nos contou uma história interessante:

Recentemente eu fiz um comercial, como ator. Se eu fosse MEI, poderia ter emitido minha própria nota fiscal. Como não era, precisei recorrer a uma empresa que fizesse isto por mim, e paguei mais de 6% por isto.

O número de empresas que fecham no primeiro ano é assustador.

Recentemente publicamos um post baseado em uma pesquisa que relacionava o nível de conhecimento que uma pessoa tem em finanças e o grau de sucesso dos empreendimentos desta pessoa. O resultado é previsível: pessoas que conhecem melhor as finanças têm mais chances de sucesso. Mas é interessante observar os detalhes da pesquisa. Por exemplo, o que eles chamam de “grau de sucesso”: menores chances de se endividarem demais, de terem problemas sérios com contratempos inesperados, e até de irem à falência. A pesquisa detalha, em porcentagens, a vantagem que o conhecimento em finanças traz aos empreendedores. Não deixe de ver, é bem interessante.

.

Por hoje, é isso. Se gostou, recomende aos seus amigos empreendedores!

 

2 comentários

  • Boa noite,

    Excelente artigo. Deixo aqui minha satisfação em poder ter acesso a um conteúdo de extrema relevância dentro de um nicho tão pouco explorado na internet. Nota dez mesmo.

    Abração.

    Responder
    • Daniel Loureiro

      Prezado Rafael,
      Obrigado pelo retorno, é sempre bom ouvir a opinião dos nossos leitores. A propósito do assunto, estamos construindo um comparador de máquinas de cartão de crédito, a partir de um apanhado de informações proveniente dos principais fornecedores desse serviço. Já está no forno, logo logo estará pronto e publicado no blog.
      Um abraço,
      Daniel

      Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *