Aposentadoria privada

Aposentadoria privada

Muito tem sido falado a respeito de mudanças na aposentadoria. Aumento da idade mínima, limites nos valores…

No podcast de hoje trazemos a dúvida do leitor Júnior, sobre esse assunto: “Tenho 24 anos, contribuo com a previdência social, mas gostaria de fazer uma previdência privada para complementar minha renda quando eu estiver com 55 anos de idade. Pretendo uma renda complementar de aproximadamente R$ 1500. Hoje ganho cerca de R$ 2400 por mês. Qual é o melhor plano para mim? PGBL, VGBL? Quais as melhores taxas do mercado?”

E você? Já parou para pensar nisso? Quanto antes melhor.

Antes de aceitar o conselho do seu gerente de banco e comprar um PGBL ou VGBL, procure saber como funcionam. Pode ser que um deles seja mais adequado para você, e pode ser que nenhum deles seja.

Quer saber mais? Ouça!

 

Assine nosso Podcast no

CastBox - Download from Google Play

Autor

Frederico Torres
Profissional do mercado financeiro há 20 anos e interessado em como fazer o $$$ parte de nossa vida de forma mais saudável.

2 comments

  • Olá pessoal do Educando Seu Bolso
    Tenho 16 anos e estou entrando no mercado de trabalho agora como aprendiz. Tenho muitas dúvidas em relação a finanças em geral, mas tenho algumas idéias do que quero fazer. Planejo guardar meu dinheiro para investir mais tarde em um intercâmbio, faculdade entre outros planos agora distantes como: financiamento de um imóvel e carro. Quero fazer faculdade de fisioterapia e na situação atual de minha família penso que terei de prestar bolsa na universidade pública. Mesmo assim gostaria de saber o que vocês tem a me aconselhar.
    Desde já agradeço.

    Responder
    • Frederico Torres

      Grazielle,

      entendemos que a melhor opção para seus estudos é buscar uma universidade pública. Caso não consiga a vaga, dependendo do nível de renda da família, você pode se habilitar ao Prouni – Programa universidade para todos do Governo Federal. Para habilitar-se ao programa a pessoa precisa ter cursado o ensino médio em escola pública e/ou como bolsista na rede privada. Além disso a renda bruta familiar não pode ser superior a 3 salários mínimos por pessoa para bolsas de 50% e 1,5 salário mínimo por pessoa para bolsa de 100%. Porém, em todos os casos você precisa de Enem para habilitar-se aos programas e para concorrer com os outros candidatos pela vaga. Quando ao restante dos seus sonhos, nossa sugestão é que você evite a todo o custo financiamentos. Planeje antes e procure guardar dinheiro para realizá-los pagando tudo à vista. E não se esqueça de pesquisar bem e negociar um desconto.

      Abs

      Eduardo Coutinho

      Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *