Impulso para gastar todo mundo já teve um dia. E para poupar?

Impulso para gastar todo mundo já teve um dia. E para poupar?

O termo “Psicologia Econômica” foi usado pela primeira vez em 1881, pelo pensador francês Gabriel Tarde. O reconhecimento da importância do tema levou à entrega do Nobel de Economia ao psicólogo Daniel Kahneman em 2002 e o impacto das emoções e das preferências individuais sobre a tomada de decisões financeiras sempre esteve presente em nossa vida.

A pergunta que fica é: como aplicar toda a pesquisa que se faz sobre o assunto para a melhoria da nossa vida? Como conduzir o comportamento? Guiá-lo de forma a evitar as grandes armadilhas e concretizar as atitudes que garantirão uma vida mais estável, um futuro mais tranquilo?

A educação financeira é fundamental, mas não dá pra depender só dela. A maturação de um ciclo de educação leva anos, décadas talvez. E enquanto isto?

Bom, enquanto todas as fases do processo educacional não se  desenrolam, precisamos de atalhos. Não só porque o brasileiro gosta de atalhos, mas porque algumas vezes eles funcionam. Especialmente nos tempos atuais, tão corridos, tão concorridos. Quando o atalho é bom a gente usa, não é mesmo?! Pois bem, hoje vamos falar de um deles. Se segure aí e não deixe de terminar de ler, pois tenho certeza de que você vai gostar da agradável surpresa que temos para apresentar.

Algum tempo atrás, li uma reportagem no Valor Econômico[1] que trazia o seguinte:

“Iglesias* defende que é preciso criar produtos, serviços e abordagens que realmente ajudem as pessoas a poupar. Experiências americanas podem ser replicadas, sugere, ao citar o programa “Keep the change”, ou Fique com o troco, do bank of America. Para quem opta pelo programa, todas as compras no cartão têm o valor arredondado, sendo que o complemento vai para a poupança. Ao comprar um sanduíche de US$ 5,25, por exemplo, US$ 0,75 são automaticamente investidos. “Esse produto tem quase 15 anos e ninguém conseguiu replicar. Nós já tentamos, mas é muito difícil”, diz.”

* Martin Iglesias, superintendente de produtos de investimento do Itaú Unibanco

Pois bem, ao mesmo tempo em que me empolguei bastante com a ideia, fiquei muito frustrado com a declaração, com a inexistência de algo parecido por aqui nas nossas bandas. Mas, ao que tudo indica, parece que a minha frustração acabou, pois o Bradesco acaba de lançar o “Poupa Troco”, programa através do qual os valores dos centavos dos débitos realizados em conta corrente serão arredondados para cima com a diferença sendo direcionada para uma conta de poupança.

Funciona assim: No débito em sua conta do valor de R$80,30, o Banco efetua a transferência de R$0,70 para sua conta de poupança ou de outra pessoa que você escolher, em qualquer agência Bradesco. Você escolhe ainda um valor inteiro, entre R$1 e R$5, que será adicionado aos centavos gerados pelos débitos ocorridos em sua conta corrente. Caso você não tenha saldo disponível, nenhum valor será transferido. A rentabilidade é a mesma da caderneta de poupança, e também há liquidez diária. Fazem parte do Poupa Troco as transações de débito automático de contas de consumo, boletos bancários, operações com cartão de débito, fatura de cartão de crédito. Finalmente, é importante dizer que, para ter acesso ao Poupa Troco, o cliente precisará cadastrar sua conta corrente ao novo serviço.

Aqui no Educando Seu Bolso, para avaliar soluções financeiras sob a ótica do usuário, em diversas ocasiões assumimos o papel do consumidor destes produtos e serviços. Questionamos a validade da ideia, o valor agregado, o nível de entrega, a qualidade da prestação de serviço e os custos financeiros associados. Você, que é nosso leitor, sabe que não temos papas na língua quando não gostamos, o que não é raro. Desaconselhamos, fazemos as contas e mostramos os porquês. Sabe aquele ditado “matar a cobra e mostrar o pau”, pois é?

Agora, há também as vezes em que encontramos algo que vale a pena endossar e, na nossa opinião, o “Poupa Troco” é uma destas oportunidades. Iniciativa louvável e que muda o jogo de maneira decisiva, incentivando o bom comportamento, a construção de uma reserva financeira que tão útil será lá na frente, para enfrentar aquele imprevisto que sempre acontece, não é mesmo?!.

Acreditamos que tem tudo pra ser um sucesso. De maneira indolor, quase imperceptível, vai-se constituindo patrimônio financeiro para o futuro, colocando os juros para jogar a seu favor e não contra você. Sensacional! E quando a educação financeira plena vier, tanto mais ainda se poderá fazer.  Portanto, não perca tempo. Se você tem dificuldades em poupar, vá correndo conferir aqui.

[1] Veículo: VALOR ECONÔMICO -SP Editoria: EU E INVESTIMENTOS Autor: Luciana Seabra Data: 26/08/2014

Autor

Frederico Torres
Profissional do mercado financeiro há 20 anos e interessado em como fazer o $$$ parte de nossa vida de forma mais saudável.

4 comments

  • tenho uma lanchonete dentro de um clube que os meus dias de funcionamento e só nós fins de semana.
    Gostaria de saber qual maquina seria a melhor opção( já uso a Cielo só debito)
    Estou pensando na moderninha por favor me ajude a tirar está dúvida……..

    Responder
    • Daniel Meinberg

      Obrigado pela visita, Graciele.
      Pode ser uma boa opção para você, sim.
      Sugiro que entre no blog novamente, faça a simulação no comparador de maquininhas e veja qual a melhor opção conforme sua perspectiva de faturamento.
      Atenciosamente
      Equipe Educando seu Bolso

      Responder
    • Frederico Torres

      Boa tarde José Francisco.

      Olha, na verdade, no caso do Poupa Troco, o banco responsável pela iniciativa, o Bradesco, tem feito divulgação sim, viu!

      De qualquer forma, fico feliz que tenha ficado sabendo através da gente e espero que lhe seja útil para construir sua reserva financeira.

      Grande abraço e muito obrigado por se informar aqui conosco.

      Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *