Economia de água e energia elétrica

Economia de água e energia elétrica

Pequenas mudanças no dia a dia, como economizar água e energia, fazem bem para e natureza e também para o seu bolso! Que tal fazer a sua parte? Confira algumas dicas práticas para ter hábitos mais sustentáveis e conscientes em sua casa.

Economia de água

  • Tome banhos rápidos, 5 minutos é tempo suficiente. Em banhos de 15 minutos, o desperdício de água chega a ser 5 vezes maior.
  • Feche bem a torneira. Ao longo de um ano, o pinga-pinga de “apenas umas gotinhas” pode desperdiçar até 16.000 litros de água limpa e tratada.
  • Você sabia que a utilização de uma torneira automática é uma ótima opção para gerir com responsabilidade os recursos naturais? Pois é, ela possui acionamento temporizado, liberando apenas a quantidade necessária de água para cada uso. Podendo gerar uma economia significativa no consumo, um benefício para você e para a natureza.
  • Para resolver problemas de baixa pressão de água, recomenda-se um chuveiro com pressurizador. Este acessório pode aumentar o custo da conta de água e luz da residência.
  • Não podemos desperdiçar água. Reutilize a água da última lavagem de roupas e da chuva para limpeza e higiene doméstica, para lavar pisos, banheiros e janelas.
  • Você acha que reformas devem ser feitas apenas nas partes aparentes da casa? Nada disso, também é preciso reformar as partes estruturais da residência, incluindo as instalações hidráulicas. O ideal é que a área de serviço, banheiro e cozinha fiquem próximos, assim você reduz os gastos com canos, tubos e conexões. Um bom projeto hidráulico aponta a altura de cada cano, o diâmetro dos materiais, o local das instalações e até as marcas mais recomendadas para o trabalho.

Economia de energia elétrica

  • O sistema elétrico é muito importante em uma residência. Ele está profundamente relacionado às atividades da casa, desde um simples acionamento das lâmpadas até a utilização de grandes cargas elétricas. E, por isso, é indispensável fazer um projeto elétrico voltado para o consumo consciente e também para a segurança da construção, minimizando assim os riscos de incêndio. E não se esqueça: contrate um eletricista experiente, pois assim você se assegura de que os procedimentos e instalações serão feitos da maneira correta.
  • Evite deixar monitores e televisores ligados quando não estiverem sendo usados. Eles são responsáveis por um significativo consumo de energia. Inclusive não deixe aparelhos eletrônicos em stand-by, eles representam um gasto pequeno, mas ainda impactante na sua conta.
  • O ventilador de teto economiza até 90% de energia em relação ao ar-condicionado, use o ar somente em último caso.
  • Os notebooks gastam muito menos energia do que computadores de mesa. São mais práticos e você encontra boas opções com valores acessíveis.
  • Filtros de linha, estabilizadores e nobreak são utilizados em computadores e equipamentos eletrônicos. Os filtros de linha eliminam ou atenuam apenas ruídos de radiofrequência e interferências eletromagnéticas geradas na própria instalação. Já os estabilizadores funcionam para minimizar variações lentas e pequenas de tensão na rede elétrica. A principal função do nobreak é fornecer energia ininterrupta aos equipamentos, mesmo na ausência total de energia proveniente da rede elétrica. Mas atenção: filtros de linhas, estabilizadores e nobreak não protegem totalmente os equipamentos, pois eles não oferecem proteção contra os surtos elétricos, para isto existem os DPS ou Dispositivos Protetores de Surtos.
  • Máquina de lavar e secadora de roupa, ferro de passar, forno elétrico e micro-ondas consomem muita energia. Por isso, tente usar a máquina de lavar e secar e o ferro quando houver bastante roupa acumulada para realizar o trabalho de uma única vez, e evite a utilização do forno elétrico ou micro-ondas com grande frequência.
  • Paredes e tetos pintados com tons claros e com janelas amplas refletem melhor a luz natural e artificial, diminuindo a necessidade de lâmpadas acesas, provocando uma economia da energia.
  • Regule a temperatura da geladeira da melhor forma de acordo com a estação do ano, ajustando o termostato para evitar desperdício de consumo, não forre as prateleiras para não exigir esforço redobrado do eletrodoméstico, e evite abrir a porta da geladeira sem necessidade ou colocar comida quente para resfriar. Mantenha a borracha de vedação da geladeira sempre em bom estado.
  • O projeto luminotécnico deve ser pensado de acordo com a rotina de cada pessoa, lembrando sempre de proporcionar acolhimento e aconchego no ambiente.
  • Limpe regularmente as luminárias e as lâmpadas, pois o acúmulo de pó, com o tempo, reduz a iluminação do ambiente.
  • Procure iluminar os ambientes da maneira mais eficiente possível. Dê preferência a lâmpadas de LED, elas iluminam melhor com consumo proporcional. Dependendo do fabricante, podem durar aproximadamente 25.000 horas e consomem menos energia.
  • Que tal adquirir um produto que não cause impacto negativo à natureza e tenha uma energia renovável? Assim é a luminária solar. Sua luz é alimentada pela energia gerada por um painel solar. A luminária solar é prática e simples de instalar, pois dispensa fios e instalações elétricas e ainda permite grande economia de energia. São diversos modelos no mercado com essa tecnologia. Balizadores, spots, arandelas, postes refletores e iluminação de natal são algumas das opções que podem ser utilizados na decoração de seu ambiente.
  • Uma novidade são as placas solares fotovoltaicas que convertem a energia solar em energia elétrica que será distribuída pela casa e usada nos aparelhos elétricos. O excesso de energia gerada vai para a rede da distribuidora através de um relógio bidirecional. Esse relógio de luz mede a energia da rua que é consumida quando não há sol e, a energia solar gerada em excesso quando há muito sol e é injetada na rede da distribuidora diminuindo o valor da conta e gerando créditos.

E não para por aí. Se você já tem consciência da importância da mudança de hábitos em seu dia a dia, vai gostar ainda mais da tabela exclusiva que criamos com o gasto energético dos principais aparelhos elétricos que temos em casa. Assim, você saberá efetivamente quanto cada um deles tem sido responsável pelos valores em sua conta de energia. Acesse a tabela de gastos energéticos e confira!

 

Autor

Othon Neto
Othon de Carvalho Neto é formado em Arquitetura e Urbanismo. Possui embasamento em seu no Know-how de mais de 30 anos de mercado, projetos e consultorias realizados, além de ampla experiência nos assuntos aqui abordados.

2 comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *