O GERENTE TESTOU: Conect Car

O GERENTE TESTOU: Conect Car

ATUALIZAÇÂO EM 14/04/2016. ATENÇÃO: As condições do produto Conect Car mudaram. A análise contida neste post, portanto, perdeu o sentido. Limito-me a dizer que era um produto que eu considerava bom, e agora não considero mais. Ainda não fizemos uma nova análise dos produtos destinados a evitar filas em pedágios. Se os leitores puderem e quiserem contribuir com suas opiniões e experiências, serão muito bem vindos.

 

Nossa avaliação deste produto é totalmente isenta e independente. Não temos qualquer acordo comercial com a empresa ou com o produto. Não recebemos ou receberemos qualquer comissão relacionada ao produto ou ao serviço testado. Com esta seção, nossa intenção é apenas ressaltar produtos e serviços que julgamos que valham ser experimentados no meio desse emaranhado de opções que estão por aí ou alertar em caso de propostas que sejam armadilhas em potencial para o consumidor. Nada mais.

Já comentei aqui que moro em Belo Horizonte. Algumas vezes por mês preciso ir a Conselheiro Lafaiete, cidade que fica a 90 km de distância de BH, pela BR 040, sentido Rio de Janeiro. Em agosto fomos presenteados com um belo posto de pedágio na estrada. Bastaram algumas viagens, especialmente nas de domingo à noite, quando a estrada fica cheia, para que eu percebesse que seria vantagem adquirir um daqueles gadgets que permitem passar pelo pedágio sem enfrentar uma imensa fila. E, assim, fui pesquisar qual serviço seria mais adequado para mim.

O primeiro passo foi o autoconhecimento, um dos pilares da nossa Santíssima Trindade da educação financeira. Apurei que vou passar pelos postos de pedágio em média 10 vezes por mês, ao custo de R$ 4,60 cada passagem.

Em seguida fiz um levantamento das empresas que fornecem o serviço. Descobri que estão disponíveis o Sem Parar, o Auto Expresso e o Conect Car.

Com o Sem Parar, a pessoa vai usando o serviço em postos de pedágio e estacionamentos e é emitida uma fatura mensal, cobrando todas as utilizações, mais uma mensalidade. Pode ser pago via cartão de crédito ou de débito. Quando opta pelo cartão de débito, ela escolhe um dia do mês para a cobrança. Quando opta pelo cartão de crédito, ela define um valor padrão a ser lançado na fatura. Sempre que o saldo do Sem Parar atingir 30% desse valor, é feito um novo lançamento no cartão, no valor padrão.

O plano Clássico tem taxa de adesão de R$ 82,42 e mensalidade de R$ 14,70. O plano Adesão Zero não cobra a taxa de adesão e tem mensalidade de R$ 19,47. Fazendo as contas, já que um plano cobra taxa de adesão e o outro cobra mensalidade mais cara, conclui-se que o plano Clássico é vantajoso para quem vai usar o serviço por mais de 1 ano e meio. Mas atenção: esse plano cobra R$ 49,45 caso você troque de carro e queira passar o serviço para o carro novo. Esses valores já incluem os impostos ISS e PIS/COFINS.

O Auto Expresso funciona de forma semelhante. Seu plano pós-pago tem taxa de adesão de R$ 33,90 e mensalidade de R$ 12,49. O site informa que o ISS é de 5%, mas não explica se o imposto já está incluído na mensalidade. Os planos pré-pagos também têm taxa de adesão de R$ 33,90. Não cobram mensalidade, mas têm taxa de recarga, com três opções de valores. Para recargas de R$ 50, a taxa é de R$6; as recargas de R$ 100 têm taxa de R$ 10, e as de R$ 150 têm taxa de R$11. Para cada plano, quando o saldo do usuário atinge determinado nível mínimo, é feito novo lançamento no valor padrão e cobrada nova taxa.

Mas o serviço que mais me agradou, e que eu contratei, é o Conect Car. É um produto da empresa de combustíveis Ipiranga. Vou apresentar, ao mesmo tempo, suas características e minha experiência no uso.

O que me levou a escolher esse serviço é que eu faço parte do programa Km de Vantagens, da rede Ipiranga. É um programa que, sinceramente, nunca me pareceu muito vantajoso. Entrei nele há alguns anos, cadastrei como favorito um posto próximo à minha casa, que tem bom atendimento e preços razoáveis, e acumulo pontos que, uma vez por ano, posso transformar em milhas ou em combustível, pagando uma taxa. Nunca achei nenhuma maravilha. Acontece que, agora, além de pedágios e estacionamentos, com o Conect Car eu posso pagar o próprio combustível, nos postos Ipiranga. E o mais importante: no meu posto favorito eu ganho desconto.

Adquiri o aparelho em um posto na própria BR 040, ao custo de R$ 30 (para quem não é cliente Km de Vantagens, o valor é de R$60). Este custo inicial eu só descobri na hora da compra, pois no site não vi nada falando disso.

O rapaz que me vendeu me disse que eu já poderia usar o serviço a partir da instalação. Mas, na primeira vez, não funcionou. Depois eu li o manual, que alertava que eu precisaria esperar 6 horas para que o serviço começasse a funcionar. Paciência.

Quando adquiri, fui cadastrado no plano Básico. Nele, há 8 opções de valores de recarga, variando de R$ 30 até R$500, com taxas de recarga que variam de R$3,90 a R$ 15. As recargas devem ser feitas pelo usuário.

Existe também o plano Autocarga, que faz recargas automáticas, quando o saldo atinge um nível mínimo. Os valores das recargas variam de R$ 50 a R$ 500, com taxas de recarga um pouco mais baratas.

Há o plano Flex, que não tem taxas de recarga, mas que cobra uma mensalidade que varia com o uso. São 5 faixas de preço. Se consumir até R$ 50, a faixa mais barata, o usuário paga R$ 4,90 por mês. Se utilizar mais de R$ 300, a faixa mais cara, ele paga R$ 19,90.

E há o plano Fixo, que foi minha escolha. Tem mensalidade de R$ 14,90, não importando quanto a pessoa use. Eu gasto cerca de R$ 500 por mês em combustível. O plano me concede 5% de desconto no abastecimento, isto é, R$ 25. Já paga a mensalidade do Conect Car e ainda sobra algum.

Como deixamos claro no primeiro parágrafo, isto não é uma propaganda da Ipiranga, ou de seus produtos. É apenas a opinião sobre um produto que, pelo menos no primeiro mês, tem dado certo.

E você? Tem algum relato sobre algo que deu certo ou errado com algum dos serviços descritos aqui? Conte para nós!

ATUALIZAÇÃO (22/03/2016). A Companhia Ipiranga transformou o plano Fixo em plano Abastece Aí. A lógica é praticamente a mesma, com pequenas alterações, como a redução na mensalidade de acordo com o uso. Recomendamos que o leitor fique atento a possíveis mudanças nos regulamentos, consultando as empresas prestadoras dos serviços.

ATUALIZAÇÃO (04/04/2016). Conforme eu disse acima, as condições do produto se modificaram. O desconto automático de até 5% acabou, entre outras alterações.

Ah, e se você também quer modernizar e tornar mais rentáveis suas aplicações financeiras, recomendo que visite também o nosso comparador de investimentos em http://educandoseubolso.blog.br/compare-investimentos/

Autor

Ewerton Veloso
Ewerton Veloso é bacharel e mestre em Administração pela Universidade Federal de Minas Gerais. Trabalha há mais de 10 anos na área de monitoramento do Sistema Financeiro Nacional e é professor de Administração. Neste espaço, pretende convidar o leitor à organização das suas finanças e à reflexão quanto ao seu comportamento como consumidor e investidor.

61 comments

  • Muito boa a avaliação dos produtos. Viajo eventualmente e pretendo adquirir um produto desses pois acho muito chato parar em filas. -Depois de ultrapassar aquele Tritrem que estava a 120 por hora você tem de parar pra pagar o pedágio e ele não precisa por ter uma TAG dessas.

    Acho que as concessionárias de rodovia deveriam oferecer gratuitamente um serviço desses, por adesão. Por que o cidadão tem de parar numa fila para pagar um serviço e ainda ser taxado por pagar??? Muita injustiça.

    Responder
    • Ewerton Veloso

      Joel obrigado pela mensagem, e que bom você ter gostado da avaliação. Em breve vou atualizar o post, avaliando o aplicativo Abastece Aí.

      Seria ótimo se as concessionárias oferecessem o serviço gratuitamente. E talvez elas nem perderiam dinheiro, já que poderiam, junto com a TAG, oferecer outros serviços. Como, aliás, a Ipiranga faz.

      Abraço!

      Responder
  • Bom dia,
    sou de BH e farei uma viagem ida e volta para Florianópolis de carro. Será que vale a pena o custoxbeneficio adquirir um Tag do Conectcar somente para esta viagem?

    Responder
    • Ewerton Veloso

      Guilherme, obrigado pela sua mensagem.

      Rapaz, sugiro que você faça essa pesquisa. Procure saber:

      -As condições de entrada e de saída do plano do Conect Car. Infelizmente eu não sei te dizer quais são, porque a Ipiranga muda os planos novos como quem muda de roupa.

      -A quantidade de postos de pedágio existentes daqui até lá. Quanto mais postos, mais fila você estará evitando.
      Se você tiver Km de Vantagens, poderá obter descontos no combustível. Eu passei um tempo sem usar, por alguns motivos, mas exatamente amanhã (07 de outubro) eu vou usar novamente o aplicativo. E depois venho aqui contar para os leitores o que achei.

      Abraço!

      Responder
  • Olá Ewerton,

    Li todos os comentários e fiquei com apenas uma dúvida: No plano “Abastece aí” com direito de 1 anos sem mensalidade, existe uma “observação não claramente informada”? Que a questão de isenção de mensalidade é vinculada ao consumo mensal de R$ 200,00 em combustível nos postos Ipiranga? E na falta deste seria cobrada a mensalidade de R$ 4,90 ?

    Responder
    • Ewerton Veloso

      Prezado Carlos, obrigado pela mensagem!

      Rapaz, entrei no site do Conect Car. Na página do Abastece Aí não fala nada sobre esse consumo mensal de R$ 200. Antes era assim realmente, havia essa condição de consumo mínimo. Agora, não achei nada na página principal. Procurei o regulamento detalhado do plano e não encontrei.

      A Ipiranga tem me decepcionado, por diferentes motivos. Mas continuo cliente, porque gosto do custo/benefício, ainda não apareceu um bom concorrente e minha paciência ainda não acabou.

      Abraço!

      Responder
  • Meu relacionamento com o ConnectCar durou 10 minutos. Recebi hoje a TAG, que adquiri na promoção do KM de Vantagens, que tem 1 ano de assinatura grátis. Ativei a TAG, adicionei ela no meu carro, pelo aplicativo Abaste Aí.

    No mesmo aplicativo, depois de ativar a TAG, ele sugere para você realizar um Perfil de Consumo, afim de auxiliar na próximo abastecimento. Nesse perfil, você coloca a placa do seu carro, o tipo de gasolina e quanto de gasolina você consome por mês.

    Depois de preencher esse perfil, o meu NuBank informa que foram cobrados R$100 no meu cartão de crédito do ConnectCar.

    Como assim? Eu não fiz nenhuma compra, só preenchi um perfil de consumo.

    Liguei pra ConnectCar e fui muito mal atendido por eles. A atendente estava nitidamente mal humorada e quando expliquei o ocorrido e questionei a “compra” sem aviso, ela disse que eu havia feito uma compra. Tentei explicar mais uma vez e ela – pasmém – disse que eu não estava entendendo.

    Bom, eu disse pra ela que já havia pedido o cancelamento da compra com o NuBank (super prática, aliás) e que eu queria cancelar o serviço deles, porque em 10 minutos de relacionamento com a empresa eu já estava esquentando a cabeça, imagina 1 ano?

    Não recomendo a ninguém!

    Responder
    • Ewerton Veloso

      Prezado Max, obrigado pela sua mensagem.

      Não me surpreendo e me solidarizo com você.

      A empresa Ipiranga me lembra o jogador de futebol Kléber Gladiador, alguns anos atrás (parece que, hoje em dia, ele está mudado). Tem técnica, força, repertório, em muitas ocasiões resolve bem as coisas; mas é muito instável e, quando você menos espera, te deixa na mão.

      O que deve ter acontecido é que, quando você ativou a TAG e cadastrou seu perfil, o aplicativo configurou seu plano para carregar R$ 100 a cada vez que seu saldo ficasse menor que determinado valor. Como você estava iniciando o plano, seu saldo era zero, e a empresa comandou um carregamento.

      Eu não vou dizer que a empresa estava errada no procedimento em si, mas parece claro que ela não conseguiu te explicar bem (e a tempo, isto é, antes de te cobrar) como a coisa funciona. E nem conseguiu prestar um bom atendimento pelo telefone.

      Passei raiva recentemente com a Ipiranga, pois minha conta no Posto Ipiranga na Web foi invadida e roubada. Depois de 1 mês de telefonemas e e-mails com informações desencontradas, eles devolveram meu dinheiro. Mas antes exigiram que eu enviasse uma declaração de que não iria processá-los por danos morais. E, no final, recomendaram que “tomasse cuidado com minha senha”. Ora, ELES é que deveriam tomar cuidado com minha senha.

      Continuo cliente da rede. O Conect Car me atende bem nos pedágios e o posto perto da minha casa tem bom preço e bom atendimento. Mas essas coisas vão minando a relação.

      Responder
  • Dúvida. Suponhamos que eu prefira usar o SemParar para os pedágios, o ConectCar para combustíveis e que ambos possuam crédito. E se eu passar por uma cancela de pedágio ‘sem parar’.. será que irá descontar de ambas as TAGs?
    Obriagado.

    Responder
    • Ewerton Veloso

      Alexandre, obrigado pela sua mensagem.

      Rapaz, alguns dias atrás alguém me perguntou isso aqui no blog, e eu liguei para a Ipiranga. A moça que me atendeu disse que o desconto aconteceria em ambas as tags.

      Eu achei um pouco estranho, mas, pensando bem, depois achei que fazia sentido, sob o ponto de vista da tecnologia. Sob o ponto de vista do negócio continuo achando estranho, pois a tendência é que surjam novas tags, com mais e mais serviços. Será que a pessoa vai sempre precisar escolher apenas uma? Talvez eles desenvolvam um jeito de estornar uma delas, ou de bloquear temporariamente. Não sei. Vamos aguardar.

      Abraço!

      Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *