20 dicas para a sua saúde financeira – e de suas crianças

20 dicas para a sua saúde financeira – e de suas crianças

Esta semana ocorreu em Belo Horizonte uma apresentação muito interessante do Programa Procon Mirim do Ministério Público de Minas Gerais, que completa 10 anos em 2015. Tive acesso ao material distribuído e conversei com algumas pessoas que puderam participar, para reunir e apresentar um pouco para você, querido(a) leitor(a), o que tem sido falado e estudado no mundo das finanças e como podemos levar isso de forma simples e acessível á todos.

Para finalizar a nossa sexta-feira de forma light e para iniciar bem o nosso final de semana, vamos tratar de uma saúde que também é muito importante em nossas vidas: a saúde financeira! Quando estamos tranquilos financeiramente, todo o resto flui, naturalmente. E é isso que aqui no blog queremos, além de informar, estimular a praticar.

Listo hoje os principais aspectos a serem trabalhados em nossas vidas, sempre. Alguns já tratamos em nosso blog, mas é sempre positivo recordar. Devemos ter em mente estas 20 dicas reunidas em cartilha pelo Ministério Público de Minas Gerais, que podem ajudar – e muito – neste “manejo” das finanças pessoais. Aqui transcrevo livremente, destacando o que de mais importante considero que os adultos devem praticar para que as crianças e adolescentes construam uma relação positiva com o dinheiro e com o consumo e possamos melhorar nossa “relação” com este que não deve ser um vilão e sim um aliado. Vamos a elas?

  1. Nunca gaste todo o seu salário. É sempre bom manter uma reserva para qualquer emergência.
  2. Registre em duas colunas:
    Coluna 1: O que você ganha
    Coluna 2: Despesas mensais (incluindo sua poupança pessoal – esta parte é minha sugestão pessoal).
  1. Comece economizando uma porcentagem do seu salário e invista esta quantia!
  2. Não faça empréstimos se você realmente não precisar muito.
  3. Pague integralmente as parcelas do seu cartão de crédito.
  4. Tenha no máximo um cartão. Sabe o ditado “Beba com moderação!” Com cartão é a mesma coisa: beba, ops, utilize com moderação!
  5. Cuidado com as despesas embutidas… Na compra de um bem existem impostos, seguro, dentre tantos outros.
  6. Crie metas a curto, médio e longo prazo, não se guie pela a emoção, equilibre seu consumo com a razão.
  7. Educação Financeira começa em casa: necessidade, responsabilidade, exemplo, economia.
  8. Tenha apenas uma conta bancária, isso facilita o controle.
  9. Use o cheque especial em último caso (de preferência nunca).
  10. Atenção com produtos e promoções de telemarketing. Pesquise antes de fechar negociações apenas por telefone.
  11. Planeje, planeje e, ó, planeje! Despesas fixas e variáveis! Não deixe de viver, mas planeje o que for viver.
  12. Utilize o 13º salário para se livrar de dívidas, depois pense em compras de Natal, viagens etc.
  13. Tente criar uma reserva financeira seis vezes o valor das suas despesas mensais. Pode parecer impossível, mas não é – o que é preciso é organização e disciplina.
  14. Cuidado com os “gastos supérfluos”, aquela nota de R$ 100 que, de repente, vira três de R$ 10 e você nem viu onde foi parar o resto.
  15. O vendedor SABE vender, sabe encantar e sabe “seduzir”. Não perca o foco, só compre o que realmente precisar.
  16. Listas são sempre bem-vindas. Antes de ir, por exemplo, ao supermercado, liste o que está faltando em casa e tente manter o carrinho dentro do que foi colocado no papel.
  17. Leia, pesquise, faça cursos, descubra e se informe sobre Educação Financeira e Consumo Consciente.
  18. Saiba seus direitos como consumidor, SEMPRE.

Em síntese, são algumas coisas que todos sabemos mas muitas vezes, esquecemos de praticar.  Desejo um ótimo final de semana a você, saudável em todos os aspectos! Até a próxima semana!

Autor

Lívia Senna
Lívia Senna é mestre em Gestão e Administração Educacional pela Universidade de Coimbra, em Portugal, e pedagoga graduada pela UFMG. Atua na área de Educação Básica e Ensino Fundamental há 12 anos. Educadora também na área de graduação, concentra seus estudos e pesquisas na área de Educação Financeira para Educação Infantil e Formação de Professores.

2 comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *