Dicas para uma boa aposentadoria

Dicas para uma boa aposentadoria

Estudo recente de uma gestora de investimentos revela que brasileiros com idade entre 25 e 64 anos gostariam de ter se preparado melhor para a aposentadoria. Você acredita que está no caminho correto para dar continuidade à sua qualidade de vida quando chegar à melhor idade?

O estudo contempla 27.500 entrevistados, sendo 4.000 latino-americanos, entre eles o Brasil. Dois terços¹ dos latino-americanos poupam para a aposentadoria, número superior à média global. No entanto, eles pensam que poupam menos do que deveriam para manter a qualidade de vida.

Os brasileiros entre 55 e 64 anos declaram ter poupado R$ 6.250,00 para a aposentadoria, em média, e esperam ter uma renda anual de R$ 67.000,00. Esses dois dados levam à conclusão de que a poupança não cobre nem 1 ano de aposentadoria, quando se projeta utilizá-la por 20 a 30 anos.

Cerca de 79% dos pesquisados acha desafiador poupar para a aposentadoria e satisfazer outras prioridades como o pagamento de compromissos. Por isso, 84% da amostra teme não viver confortavelmente na velhice.

Considerando os arrependimentos daqueles que estão em idade próxima da aposentadoria, listo abaixo itens que serão cruciais para que se chegue à melhor idade de forma mais tranquila:

  • Revise frequentemente suas economias: Conforme dito anteriormente, o processo de planejamento e gestão financeira é fundamental para o autoconhecimento e para o alcance de metas pessoais.
  • Invista tempo para se manter informado: Educação financeira é fundamental para que as pessoas efetuem uma alocação eficiente dos seus recursos e evitem desperdícios.
  • Procure aconselhamento financeiro: O processo de busca de informações envolve também aconselhamento financeiro. Profissionais de educação e planejamento financeiro podem ser uma útil fonte de instruções e encaminhamento.
  • Gerencie seus compromissos: Os respondentes dizem que o maior desafio para poupar para aposentadoria é o alto custo de vida. No entanto, custo de vida é uma opção da pessoa. Pode-se optar por uma vida mais pacata com uma manutenção do padrão de vida na velhice ou uma vida luxuosa com uma brusca queda de padrão de consumo na velhice em virtude da entrada de novos gastos (remédios e assistência médica). Por isso, gerencie seus compromissos olhando o médio e longo prazos.
  • Diversifique os investimentos: A diversificação facilita a diluição dos riscos e a proteção aos reveses que a economia e seus setores podem eventualmente vivenciar.
  • Planeje-se para os grandes eventosO investimento na educação dos filhos, preparação para a aposentadoria, troca de imóvel e outros são fundamentais para o desenvolvimento das pessoas e famílias. Por isso, planeje recursos para esses eventos a fim de evitar estresse.

A única coisa que podemos alterar é o futuro. Por isso, coloquemo-nos em marcha!

________
¹ Pesquisa do SPC Brasil revela que 57% dos brasileiros não se prepara para a aposentadoria. Ou seja, 6 em cada 10 afirmam não se preparar para a saída do mercado de trabalho.

Autor

João Luís Resende
João Luís Resende é mestre em Economia pela Universidade Federal de Minas Gerais e atua na área econômica há 13 anos, com experiência na indústria bancária, energética e financeira. Neste espaço, vai apresentar estratégias de uso eficiente do dinheiro para satisfazer necessidades e desejos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *