Declaração de Imposto de Renda: fazer logo ou deixar para o último dia?

Declaração de Imposto de Renda: fazer logo ou deixar para o último dia?

Começa na semana que vem o prazo de remessa da Declaração de Imposto de Renda Pessoa Física (IRPF) à Receita Federal. Muita gente já deve estar se perguntando o que seria melhor fazer: preencher e entregar tão logo quanto possível ou adiar a entrega para o apagar das luzes¹?

Primeiramente, se você tiver que pagar imposto, ou ainda não tiver nada a restituir, a data de entrega da declaração é indiferente para você. Agora, se você tiver restituição de IRPF, aí essa escolha depende de alguns fatores.

Se você está precisando de dinheiro, corra logo e entregue sua declaração o mais rápido! Quem entrega a declaração logo nos primeiros dias recebe a restituição no segundo ou no terceiro lotes. Isso porque a Receita adota uma ordem de prioridades: primeiro, recebem os idosos com mais de 60 anos e os contribuintes que têm alguma moléstia grave ou deficiência física (o primeiro lote é quase integralmente destinado a esse público). Depois, vêm os demais, que recebem conforme a ordem de entrega da declaração à Receita Federal. Um detalhe: o que vale para a Receita é a data de entrega da última declaração; portanto, se você tiver que enviar uma declaração retificadora, valerá a data desta, e não da original.

O mesmo vale para quem tiver empréstimos bancários para saldar: vale mais a pena correr para entregar e torcer para receber logo a restituição para amortizar essas dívidas. A exceção a essa regra é se você tiver um financiamento habitacional, dentro do Sistema Financeiro de Habitação (produto cujas taxas de juros geralmente são mais baixas do que a taxa Selic, que corrige a sua restituição). Se for esse o caso, não vale a pena receber rápido, uma vez que a taxa de juros de sua dívida será menor que a taxa de juros de sua aplicação (a restituição).

Bom, mas se você não tiver precisando da grana da restituição, muita calma nessa hora: talvez valha a pena adiar ao máximo² a entrega da sua declaração para receber a restituição nos últimos lotes. A sua restituição é corrigida pela taxa Selic efetiva do período, de 1º de maio até a data em que você recebê-la. Como não há incidência de IR e outras taxas, essa remuneração supera várias outras de renda fixa, como a da poupança, dos CDBs e mesmo dos títulos do Tesouro Direto. Pra se ter uma ideia, a expectativa de mercado para a taxa Selic em 2015 é de 12,84% ao ano. Nada mal, não?

Então é isso: veja em qual dessas situações você se enquadra e faça a sua declaração conforme melhor lhe convier.



¹ A entrega da declaração vai de 2 de março ao último segundo do dia 30 de abril.

² Mas não tome o “adiar ao máximo” ao pé da letra: se você deixar mesmo para o apagar das luzes do dia 30 de abril e não conseguir enviar até o final do dia, terá que arcar com multa, que é de 1% ao mês sobre o imposto devido, sendo o valor mínimo de R$165,74. Inexistindo imposto devido, aplica-se a multa pelo valor mínimo.

Autor

Daniel Loureiro
* Daniel Loureiro é mestre em Finanças pela Universidade Federal de Minas Gerais, atua no mercado financeiro há 15 anos, com experiência tanto vendendo produtos na linha de frente quanto na área de controles e supervisão, e também tem vivência no meio acadêmico. Neste espaço, vai demonstrar que aprender a lidar com dinheiro pode ser tão prazeroso quanto uma boa corrida, esporte do qual é adepto.

41 comments

  • boa noite, fiz 3 declaração em novembro de 2016 anos 2013 ,2014 e 2015 em ambas tenho que restituição a receber quando sera que vou receber…muito obrigado

    Responder
  • Quem entregou a declaração dia 26 / 04 tem chances de receber no lote de outubro ou somente no de novembro? E a informação de que está” processada em fila de restituição” significa que está tudo correto com a declaração e não existem pendencias?

    Responder
    • Frederico Torres

      Oi Glenda.

      Acho que tem chance de vir em outubro sim, mas mesmo se vier em novembro, lembre-se que a grana vem corrigida pela Selic cheia, o que é uma ótima aplicação.

      “Processada em fila de restituição” quer dizer que está ok sim. Que bom, sem problema de malha fina, sinal que você fez um bom trabalho ao declarar.

      Grande abraço e obrigado pela confiança.
      =)

      Responder
  • Nunca tinha fiz imposto de renda nunca atingiu esse ano de 2016 meu cpf foi cancelado porque não tinha feito a declarao ai em julho procurei uma pessoa ela me ajudou . Eu tenho 1.800 de restituicao só vou receber em dezembro no último lote desde já obrigada.

    Responder
    • Frederico Torres

      Oi Arlinda, pra não ter seu CPF cancelado, você precisa fazer uma declaração de isenta quando não for fazer a DIRPF.

      De qualquer maneira, fico feliz que a situação tenha se regularizado.

      Grande abraço e obrigado por compartilhar.

      Responder
  • entreguei minha declaracao em 15/04/16 em qual lote mais ou menos evo receber,sendo que nesse terceiro lote nao recebi???? consigo ate o quinto lote que e no dia 15/10/16????
    grato
    mauro

    Responder
    • Frederico Torres

      Olha Mauro, infelizmente não dá pra bater o martelo.

      O que dá pra fazer é consultar no site da Receita pra certificar de que não há nenhuma pendência quanto a sua declaração. Se estiver tudo certinho, acho que tem chance de você receber até 15/10, sendo que só há mais 2 lotes depois disto. Especialmente se o valor da restituição não for muito grande. Já ouvi dizer (extraoficialmente) que em tempos bicudos, onde o governo está fazendo déficits e o custo de financiar a dívida é alto, as maiores restituições tem sido deixadas para o final (governo usando a nossa grana como capital de giro, se é que me entende). Mas, se você não tiver dívidas, isto até que é bom, pois vai recebê-la corrigida pela Selic cheia (sem IR).

      Por falar nisto, recomendo nosso Podcast que trata das decisões financeiras relacionadas à restituição do IR. Não deixe de conferir em http://educandoseubolso.blog.br/2016/07/07/decisoes-financeiras-relacionadas-a-restituicao-de-ir/

      Grande abraço e obrigado pela confiança.

      Responder
  • Bom dia ! Fiz minha declaraçao dentro do prazo correto. ( segundo dia) Porem a conta informada para restituiçao foi bloqueada ( judicial) .. Sendo assim.. Fiz uma retificaçao em junho 2016.. informando uma outra conta.. Que e salario.. E infelizmente verifiquei no site da receita que nao e permitido para o recebimento a conta salario!! Rsrs Como faço para receber minha restituição?? ouvi dizer que o credito apos liberado.. Consigo fazer o saque direto no BB? Esta correto?

    Responder
    • Leandro Novais

      Olá Thiago,

      Você consegue sim fazer o saque direto no BB. No entanto, como você já informou sua conta na declaração, mesmo na retificação, a Receita assume que você vai querer receber lá. Não sei agora se, de fato, seria possível uma nova retificação para saque direto. A alternativa realmente é conversar diretamente na Receita.

      Abraço e continue nos visitando.

      Leandro Novais

      Responder
  • Bom dia
    Entreguei minha declaração dia 03/03
    Será que recebo no segundo lote

    Observação, consultei no site da receita está processada na fila de restituição

    Desde já muito obrigado Frederico torres

    Responder
    • Frederico Torres

      Grandes chances Jonathan.
      Especialmente se o valor da restituição não for muito grande. Já ouvi dizer (extraoficialmente) que em tempos bicudos, onde o governo está fazendo déficits e o custo de financiar a dívida é alto, as maiores restituições tem sido deixadas para o final (governo usando a nossa grana como capital de giro, se é que me entende).
      Mas, se você não tiver dívidas, isto até que é bom, pois vai recebê-la corrigida pela Selic cheia (sem IR).
      Abraço e obrigado pela confiança.

      Responder
    • Frederico Torres

      Olha Alice, infelizmente não dá pra saber.
      O que dá pra fazer é consultar no site da Receita pra certificar de que não há nenhuma pendência quanto a sua declaração. Se estiver tudo certinho, acho que tem grande chance de você receber logo nos próximos lotes pois, tendo entregue em 11/03, você deve estar entre os primeiros 20% que declarou. Aproveito para lembrar que o Podcast da semana que vem trata das decisões financeiras relacionadas à restituição do IR. Não deixe de conferir.
      =)

      Responder
  • Olá, boa tarde!
    Frederico, entreguei minha declaração retificadora exercício/ano calendário 2016/2015 no dia 23/05. Pelo extrato do CAC a situação desde o dia 25/05 é “em fila de restituição”. Você sabe se a possibilidade de restituição no último lote é real? Ou seja, ha possibilidade de restituição até 15/12?
    Obrigado!

    Responder
    • Frederico Torres

      Veja Ricardo, se você entregou 1 semana antes do prazo final, ainda há milhões de pessoas que entregaram depois.
      Como a ordem é um fator importante, diria que é pequena a possibilidade de você ter que esperar até dezembro.
      Grande abraço e obrigado pela confiança,
      Frederico

      Responder
  • Enviei a declaração de imposto de renda de 2016 porem estou com duvidas se fiz tudo certo,quanto tempo demora para saber se está tudo ok? Lancei uma ação judicial trabalhista em isentos e não tributáveis porém não coloquei do que se tratava apenas especifiquei ação judicial trabalhista, será que fiz certo o espaço não da para especificar com detalhe que é uma ação por danos morais .

    Responder
    • Frederico Torres

      Boa tarde Viviane e obrigado pela sua dúvida.

      Infelizmente pode demorar muito até você ter certeza de que está tudo ok. A rigor, 5 anos, pois mesmo depois de recebida a restituição, que pode demorar até o ano que vem nos lotes residuais, há um prazo de 5 anos para prescrição da DIRPF. Enquanto isto, a SRF pode investigar e pedir questionamentos. O que você deve se assegurar é que o preenchimento foi feito com cuidado e atenção às normas e que a transmissão foi bem sucedida (Recibo de entrega).

      Quanto à falta de espaço para especificar, não vejo problemas. Muitas vezes os detalhes só são mesmo necessários, se somos chamados a nos explicar perante a SRF (malha fina), que espero não vá ser o seu caso.

      Grande abraço, Frederico

      Responder
  • Olá, boa noite!

    Entreguei a declaração do IR de 2015 (ano-calendário 2014) no final de abril/2015.

    Quando recebi a restituição, em dezembro/2015, percebi que não veio corrigida pela SELIC e sim por um índice que mais me parece o índice da poupança. Exemplificando: IR a restituir R$ 1.249,57, IR recebido em dezembro/2015 R$ 1.357,40.

    Alguém sabe me dizer se houve erro ou se o cálculo está certo.

    Grato.

    Leonardo

    Responder
    • Frederico Torres

      Vamos lá Leonardo,

      Obrigado por sua dúvida, pois acho que ela vai ajudar a esclarecer a outros tantos por aqui.

      A correção da restituição do IR é feita pela Selic cheia (nela não incide IR), a partir de 30/04, prazo final de entrega da DIRPF, até a data da efetiva restituição, no seu caso por volta de 15/12, imagino. Ou seja, por volta de 7 meses e meio.

      Utilizei a calculadora do cidadão do Bacen, que imagino que você conheça, disponível em https://www3.bcb.gov.br/CALCIDADAO/publico/exibirFormCorrecaoValores.do?method=exibirFormCorrecaoValores&aba=4# para atualizar os 1.249,57 e chega-se a 1.355,62 em 15/12/15 valor bem próximo aos seus 1.357,40. Imagino que a pequena diferença se deva a 1 dia a mais de correção, pois não sei exatamente a data do recebimento.

      Resumindo, os juros sobre sua restituição estão corretamente calculados e fica ainda a dica da calculadora para que você possa continuar conferindo direitinho suas finanças, o que aliás nos faz lhe dar os parabéns! Adoramos esse comportamento de desconfiar e conferir tudo. =)

      Grande abraço e obrigado pela confiança.
      Frederico

      Responder
  • Ola Frederico,

    No meu caso tive que retificar o problema que foi apos o ultimo lote, e no portal do e-CAC ainda consta em processamento pelo que percebi somente ano que vem mesmo kkk, pelo que vi nos comentários voce falou de lotes “residuais” pode me explicar o que seria esses lotes e para quando são esses lotes?

    Responder
    • Frederico Torres

      Boa tarde Bruno,

      Olha não tenho muito o que dizer sobre estes lotes residuais, exceto que são os que ficam para o ano seguinte. Como disse, tomei conhecimento porquê fiquei nesta situação uma vez (como contei abaixo).

      Em conversa com o auditor quando estive lá, ele me disse que era mais provável de eu ficar pra depois, ou mesmo cair em malha fina, pois a minha restituição era grande em relação ao IR pago.

      Sobre a periodicidade, se não me engano, mesmo no ano seguinte continuam os lotes mensais. O meu recebi em fevereiro.

      Espero que te ajude, grande abraço, Frederico

      Responder
  • Meu IR não saiu nesse último lote, tendo em vista que fiz uma retificadora a 5 dias atrás. Pois bem, consultando no ECAC consta que está em processamento, ou seja, sem erros. O que devo fazer, aguardar pra ver se aparecerá erro ou checar novamente alguma irregularidade sendo que não aparece onde…

    Responder
    • Frederico Torres

      Bom dia Wellington,
      Olha, checar para ver se há erros é sempre uma ótima ideia.
      Enquanto houver tempo faça isto, afinal pagar a multa não é nada legal. Agora, se após verificar, você não identificar mais nenhum errinho na sua declaração, o jeito é mesmo esperar. Se te serve de consolo, tem um bocado de gente que, como você, ficou pros lotes residuais do ano que vem (eu inclusive, rs). Como comentei aqui antes, a parte boa disto é que receberemos nossa restituição corrigida pela SELIC cheia (sem desconto do IR). Uma das melhores aplicações financeiras que há por aí.
      Grande abraço, Frederico

      Responder
      • Olá! Tb estou nesse caso. Nao recebi restituição, mas tb nao sei se caí na malha, pois enviei retificadora há pouco tempo. Caso a declaraçao esteja ok, receberemos somente nos lotes residuais a partir de junho, correto? Acho que até maio os lotes só contemplam quem caiu na malha e já acertou tudo.

        Responder
        • Frederico Torres

          Oi Luciana,
          Olha, como escrevi aqui antes, em primeiro lugar é certificar-se de que não há nenhum engano na declaração, mesmo na retificadora. Enquanto a RFB não te convocar a prestar esclarecimentos, ainda dá tempo de corrigir alguma coisinha.
          Outra coisa, as vezes a declaração não gera erro mas gera dúvida. Ocasião em que o contribuinte tem que se apresentar para esclarecer/comprovar certos pontos. Nestes casos, basta você fazer uma solicitação de Antecipação de Análise de DIRPF. As referentes à DIRPF de 2015 só podem ser feitas a partir de 2016. Veja mais informações sobre agendamento nesse link: http://zip.net/bcq5NB . Eu mesmo já passei por isto, consegui marcar dentro do próprio mês de janeiro, fui ao centro de atendimento levando todos os documentos e no lote de fevereiro já coloquei a mão na grana.
          Abraço, Frederico

          Responder
      • Frederico, outra dúvida… Nesse caso eu devo esperar ser convocado ou, como na consulta a princípio não apresenta nenhum erro ou pendências de documentos comprobatórios eles não necessariamente irão me convocar?

        Responder
        • Frederico Torres

          Oi Wellington,
          Não precisa esperar não. Você pode fazer uma solicitação de Antecipação de Análise de DIRPF. As referentes à DIRPF de 2015 só podem ser feitas a partir de 2016. Veja mais informações sobre agendamento nesse link: http://zip.net/bcq5NB . Eu mesmo já passei por isto, consegui marcar dentro do próprio mês de janeiro, fui ao centro de atendimento levando todos os documentos e no lote de fevereiro já coloquei a mão na grana.
          Abraço, Frederico

          Responder
    • Frederico Torres

      Boa tarde Gisele,
      Vale a última data. Ainda há um último lote agora em 2015, vamos torcer para que você esteja nele.
      Agora, se não estiver, e se você tiver que esperar pelos lotes residuais em 2016, pelo menos vale a correção da restituição integralmente pela Selic (sem IR). Bela aplicação financeira né?!
      Grande abraço, Frederico.

      Responder
  • Daniel,

    Assim como o César enviei minha retificadora, dia 14 de Maio, após o período de declaração, como até o momento não recebo minha restituição, estou em dúvida se irei restituir agora no último lote ou ano que vem nos lotes residuais.
    Estou acompanhando o extrato no E-cac, e o status da minha declaração continua em “Processamento”

    Responder
    • Frederico Torres

      Boa tarde Amanda e obrigado pelo contato.
      Olha, a data de entrega da declaração influencia sim na restituição, mas infelizmente não dá pra saber com certeza se será neste lote ou nos residuais.
      Que nós saibamos, o que você pode fazer é o que já está fazendo – acompanhar no E-Cac. Agora, se te serve de alento, esta demora será bem recompensada, atualização pela SELIC cheia – sem IR. Bela aplicação financeira viu.
      Grande abraço e obrigado pela confiança,
      Frederico

      Responder
  • Boa Noite Daniel

    Fiz a declaração retificadora em Julho de 2015 será que recebo a restituição no ultimo lote ou seja 15/12/2015? tenho acompanha pelo extrato e esta tudo ok ainda com a mensagem de que esta sendo processada.

    Att

    Cesar

    Responder
    • Daniel Loureiro

      Boa noite, César,
      Como mencionei no post, o que vale é a data de entrega da última declaração, que, no seu caso é julho, quando você enviou a retificadora. É bem provável que vá lá para o “final da fila” e que receba a restituição no último ou no penúltimo lote.
      Um abraço, Daniel

      Responder
    • Prezado Orzino,
      Infelizmente não é possível te dar uma estimativa sobre o lote de recebimento, pois, depois de satisfeitos os critérios de prioridade que mencionei no post, não é possível saber os demais critérios usados pela Receita Federal para ir liberando as restituições.
      Atenciosamente,
      Daniel

      Responder
  • Pode, também, entregar a declaração no meio de abril e, no apagar das luzes, enviar uma retificadora. Caso não consiga transmitir essa última até dia 30/04, pode transmití-la após, sem correr risco de pagar multa. Atenção que após 30/04 não se pode alterar o modelo (completo ou simplificado) da DIRPF.

    Responder
    • Isso mesmo, Débora: o que vale é a data da última declaração enviada. Assim, por exemplo, enviando uma declaração hoje e outra retificadora no último dia de abril, fica valendo a do dia 30. Sobre a questão da remessa de declaração retificadora depois do dia 30/04, você bem lembrou a inexistência da multa e a impossibilidade de troca do tipo de declaração. Muito obrigado pela lembrança! Continue acompanhando o blog e, havendo novos comentários, não deixe de nos escrever.

      Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *