Fim de mês: vai um chazinho de camomila aí?!

Fim de mês: vai um chazinho de camomila aí?!

 

 

graficos

 

O que são estas imagens aqui em cima? Nova montanha russa? Radical, hein?!  Pois não é não, viu. Estes são os gráficos que demonstram o comportamento da taxa de câmbio para o dólar e da taxa de juros pré-fixados no mês de setembro.

E o que você tem a ver com isto?! Bom, se você está prestes a abrir seu extrato bancário para avaliar a performance dos seus investimentos em renda fixa, pré-fixados, fundos de ações ou multimercados, do seu plano de previdência privada (PGBL/VGBL), ou a fatura do cartão depois de ter feito compras em dólar ou aquela viagem internacional no mês de setembro, recomendo cautela.

Por que? Bom, como já falei aqui, o dólar do cartão de crédito é livre. Ele flutua até a data do fechamento da fatura e depois ainda se paga um ajuste no mês seguinte, ou seja, o que vale é a cotação do dia do pagamento da fatura. O dólar que começou o mês a R$ 2,20 hoje está em R$ 2,45, o que representa valorização de aproximadamente 10% a só neste mês. Jogue 10% a mais sobre todos os seus gastos no exterior e veja se aguenta…

Bom, agora não adianta, né?! O estrago já está feito. Da próxima vez, o que dá pra fazer pra ficar livre deste risco? Não usar o cartão de crédito. Como assim? Você pode usar o cartão de débito, que transforma todos os seus gastos para o Real na cotação do dia, usar cartões pré-pagos ou mesmo moeda em espécie, o que fixa o dólar do dia em que você adquiriu ambos os produtos. Assim, você passa a saber exatamente o quanto vai pagar. Já no cartão de crédito…

E os juros? Bom, com toda esta discussão política, eles estão voltando a níveis altos, próximos aos do início do ano. Não me perguntem se vai subir ou vai cair, pois não tenho bola de cristal – aliás, se tivesse provavelmente estaria na praia esta hora. O que posso lhe dizer, porém, é que não se apavore ao ver perdas no mês em seus investimentos de longo prazo, como, por exemplo, os planos de previdência privada. Faz parte do jogo.

Em média, agosto foi um mês excelente e setembro deve ser péssimo. Se sua carteira está equilibrada e seus investimentos foram bem escolhidos, ou seja, de acordo com seu planejamento financeiro, não há porque correr apavorado e resgatar por causa de um mês nervoso.

Autor

Frederico Torres
Profissional do mercado financeiro há 20 anos e interessado em como fazer o $$$ parte de nossa vida de forma mais saudável.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *