Por dentro das máquinas de crédito e débito

Por dentro das máquinas de crédito e débito

Outro dia respondemos aqui no blog a pergunta do Carlos, que estava em dúvida sobre qual tipo de máquina de cartão seria melhor para o seu negócio. Esse é um assunto que sempre rende pano pra manga, já que os cartões de crédito e débito são cada vez mais usados pelos consumidores e, logo, oferecê-los em seu negócio é uma arma poderosa, se bem usada, para atrair clientes. Então hoje vou explicar aqui um pouco mais sobre como funciona esse serviço, pensando nos comércios de porte pequeno a médio.

Contratar o serviço hoje é bastante simples e pode ser feito diretamente com as administradoras de cartão e empresas de pagamento móvel (Redecard, Cielo, PagSeguro, Paypal, PagCom, Izettle) ou mesmo junto ao seu próprio banco.

Todos os fornecedores cobram um percentual por venda, que pode variar de 2% na compra à vista no cartão de débito, chegando até a 10% na compra parcelada em 10 vezes no cartão de crédito. Outra coisa que também é padrão é que eles demoram algum tempo para repassar o dinheiro: no dia seguinte, no caso de uma compra no débito e, no crédito, até 31 dias após a transação.

Cada empresa cobra uma taxa diferente. Outra coisa que varia é a cobrança ou não da mensalidade para manutenção da maquininha. Em alguns casos é possível não pagá-la e isto pode fazer uma boa diferença. Meu conselho, como sempre, é que você pesquise os melhores preços e condições que sejam compatíveis com o seu negócio.

Autor

Frederico Torres
Profissional do mercado financeiro há 20 anos e interessado em como fazer o $$$ parte de nossa vida de forma mais saudável.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *