Como Encerrar uma Conta Corrente

Como Encerrar uma Conta Corrente

Por experiência própria – e imagino que de muitos de vocês também – encerrar uma conta em banco não é tarefa simples. No entanto, quando temos mais de uma conta aberta, muitas vezes manter determinada conta só nos trás prejuízo, por absoluta falta de necessidade de mantê-la. Lembramos que esta pode ser uma forma de desperdiçar dinheiro.

Hoje, então, vamos falar um pouco sobre como encerrar uma conta, tentando montar um roteirinho básico para evitar dores de cabeça.

Não é tarefa tão simples, especialmente pela pressão que seu gerente exercerá, muitas vezes recorrendo até a chantagens emocionais do tipo “você está conosco há tantos anos”, ou “o atendimento que estamos proporcionando não está bom? Em que podemos melhorar para você continuar com a conta?” Se você tiver mínimo interesse em manter a conta, pode ser a hora de negociar uma isenção de tarifas: a conta permaneceria aberta, mas sem te gerar custos.

Vamos, no entanto, supor que você não tem necessidade da conta, ou que por qualquer outro motivo deseja encerrá-la. Como fazer? Quais cuidados tomar?

Encerrar uma conta é algo mais trabalhoso do que deixar de movimentá-la. Deixar de movimentá-la, ao contrário do que muitos pensam, não é suficiente para o fim do relacionamento com a instituição. É preciso solicitar – por escrito – o encerramento ao banco.

A partir deste movimento, o banco deverá emitir um protocolo e apresentar-lhe uma série de obrigações que deverão ser cumpridas para que o encerramento se concretize. O fim da movimentação da conta é apenas uma delas.

Regularizar os compromissos assumidos (retirar os débitos automáticos, cheques pré-datados, etc.) também é necessário.

Verificar se tem cheques que ainda não compensaram também é fundamental (se entrar um cheque depois do encerramento da conta o mesmo não será pago e seu nome entrará para o Cadastro de Cheque sem Fundo, o que não é nada agradável e pode custar caro para resolver).

Caso haja pendências futuras, será necessário acordar com o banco como quitar as dívidas sem que a conta fique aberta.

Deverá ser pedido também que você devolva o cartão do banco e as folhas de cheque que não foram utilizadas. Natural, concorda? E é até bom para você, para sua segurança, que estes não fiquem mais contigo. Mas exija recibo por escrito dessas devoluções.

O banco, então, terá 30 dias para encerrar a conta e te comunicar (também por escrito ou, se autorizado por você, por e-mail), definitivamente, o fim do vínculo.

Fácil não é. Mas quem disse que ganhar (ou deixar de perder) dinheiro é fácil?

Até a próxima.

(publicado também em: http://vocemaisrico.com/2014/04/14/como-encerrar-uma-conta-corrente/)

Autor

Daniel Meinberg
Autor do livro “O Melhor Investimento pra Você – Princípios de Educação Financeira”, editora AR, 2015, que trata de forma clara para o leigo sobre diversos produtos focados em investimentos. Ministrou palestras sobre educação financeira.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *