Bancos e você: os pacotes de tarifas valem a pena?

Bancos e você: os pacotes de tarifas valem a pena? Entenda como são oferecidos os pacotes de tarifas e quais os serviços gratuitos a que você tem direito.

Como alguns sabem (infelizmente isto não é muito divulgado), está regulamentado o fornecimento, pelos bancos, de alguns pacotes de serviços pelos bancos. Antes de falar dos pacotes que os bancos devem oferecer, vamos lembrar que alguns serviços são gratuitos. Este será nosso assunto de hoje. Em oportunidades futuras falaremos sobre os pacotes padronizados, e quando vale a pena contratá-los.

Recentemente fui provocado a discutir sobre a cobrança de tarifas de bancos. Foi quando percebi que muita gente não sabe que temos serviços que são gratuitos, e assim são levados a crer que os pacotes de tarifas são sempre mais interessantes, o que é uma falácia.

Como dito, para contas correntes, alguns serviços são gratuitos como confecção do cadastro de início de relacionamento, fornecimento do primeiro cartão de débito, até quatro saques por mês, até dois extratos mensais, consultas via Internet e até duas transferências de recursos na mesma instituição financeira.

Já para contas de caderneta de poupança, os serviços que não podem ser cobrados são o fornecimento do primeiro cartão para a movimentação, até dois saques por mês, até dois extratos mensais (últimos 30 dias), até duas transferências para contas correntes de mesma titularidade e consultas pela Internet.

Quando se tem necessidade de utilizar algo além do que está estabelecido acima, ou outro serviço não elencado, há autorização para o banco cobrar por isto, seja através de valores individuais ou pacotes de tarifas – padronizadas ou não.

Sim, há pacotes de tarifas padronizados, e você pode ter acesso a consultas no site do seu banco, na agência ou no site do Banco Central do Brasil (clique aqui para detalhes).

Na ocasião da minha conversa, chegamos à seguinte conclusão: caso você tenha que – regularmente – utilizar serviços além dos especificados nos pacotes básicos (gratuitos) pode (leia bem, pode) valer a pena contratar pacotes de tarifas. Caso contrário, o ideal é adquirir os serviços adicionais individualmente, conforme sua demanda.

Obrigado e até a próxima.

(Publicado também em http://dinheirama.com/blog/2014/02/12/bancos-pacotes-de-tarifas/)

Autor

Daniel Meinberg
Autor do livro “O Melhor Investimento pra Você – Princípios de Educação Financeira”, editora AR, 2015, que trata de forma clara para o leigo sobre diversos produtos focados em investimentos. Ministrou palestras sobre educação financeira.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *